Peça: A Língua em Pedaços, foto 1

A Língua em Pedaços: duelo de ideias entre Teresa d’Ávila e a Igreja

De em maio 14, 2015

Peça: A Língua em Pedaços, foto 1

Ana Cecília Costa e Marco Antônio Pâmio vivem santa Teresa d’Ávila e o inquisidor

Mesmo tendo como referência uma personalidade que viveu no século XVI — Teresa de Cepeda y Ahumada, conhecida como Teresa d’Ávila e que neste ano comemora-se cinco séculos de seu nascimento —, o espetáculo A Língua em Pedaços, de Juan Mayorga, dirigida por Elias Andreato, que acaba de estrear no CCBB-SP, é atual, com indagações pertinentes ao nosso século XXI.
Se a princípio o uso da segunda pessoa do singular (tu) e a do plural (vós), pouco comuns no linguajar de hoje, pode dificultar o entendimento, graças ao conteúdo questionador contra os dogmas conservadores da Igreja Católica faz com que o espectador logo se conecte com o duelo de ideias e convicções travado entre a monja, interpretada por Ana Cecília Costa, e o inquisidor, vivido por Marco Antônio Pâmio.

Peça: A Língua em Pedaços, foto 2

Pâmio e Ana são dirigidos por Elias Andreaato

O texto, inédito no Brasil, é baseado na autobiografia de Teresa d’Ávila, Livro da Vida, e traz o encontro fictício entre a religiosa e o inquisidor, que acontece na cozinha do primeiro convento das Carmelitas Descalças, ordem fundada por Teresa. Num cenário, assinado por Fabio Namatame, de poucos elementos, e uma profusão de gelo seco que intensifica o clima nebuloso e tenso do duelo entre os personagens, o espetáculo tem início com as indagações incisivas do representante da Igreja para a freira, que responde a tudo com sinceridade e destemor, atitudes incomuns para a época por se tratar de uma mulher. Além de sua coragem e devoção aos mais necessitados, Teresa tinha uma forte e íntima ligação com o divino, que fica evidente em seus poemas:

“A atitude dela era um escândalo para a época. No entanto, Teresa é santa mulher que fala de amor no seu desatino. É assim que a palavra e a fé se perpetuam em Teresa! É preciso abrir nossos corações para a poesia de Teresa D’Ávila”, argumenta Elias Andreato.

 

Peça A Língua em Pedaços, foto 3

Ana Cecília produz a peça com Rosí Fer

 

Com temporada prevista até final de junho, A Língua em Pedaços cativa e prende a atenção do espectador graças ao texto contundente do dramaturgo espanhol Juan Mayorga. O conflito entre os personagens ganha ainda mais força pelo desempenho de Ana Cecília e Pâmio, que defendem com garra as convicções da freira, que 40 anos após a morte foi canonizada, e do representante da instituição religiosa. A direção sensível de Elias Andreato e André Acioli voltada ao ator, a iluminação de Wagner Freire e a trilha de Daniel Maia complementam a comovente montagem sobre o ideário de santa Teresa d’Ávila. Um dos grandes espetáculos em cartaz na cidade.

 

Fotos: Laércio Luz

Uba
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: