Peça: Agosto, foto 1

Agosto: peça norte-americana mostra desestruturação de uma família

De em julho 25, 2018

Peça: Agosto, foto 1

Elenco: em pé Lorena Comparato, Isaac Bernat, Alexandre Dantas, Claudia Ventura, Marianna Mac Niven, Guilherme Siman, Rubens Camelo e Julia Schaeffer; sentadas Letícia Isnard, Guida Vianna e Eliane Costa

Em temporada relâmpago por São Paulo (apenas quatro semanas), a premiada montagem carioca de Agosto, peça do ator e dramaturgo norte-americano Tracy Letts, em cartaz no SESC Consolação, retrata um verdadeiro terremoto no interior de uma família do meio oeste dos EUA. Com direção de André Paes Leme, o espetáculo conta o drama dos Weston: enquanto o patriarca, um poeta de sucesso no passado e hoje no ostracismo, sofre de alcoolismo, sua esposa é viciada em remédios e está em estágio avançado de câncer na boca. Num dia de verão de agosto, ele desaparece e as três filhas do casal são convocadas para resolverem o problema; logo se sabe que ele morreu e nos funerais a viúva agride a todos, revelando segredos e fatos que irão alterar a vida de toda a família. Elenco formado por 11 atores, liderados por Guida Vianna e Letícia Isnard.

Peça: Agosto, foto 2

Letícia e Guida premiadas no Rio por atuações brilhantes

Ganhadora dos principais prêmios nos Estados Unidos — Pulitzer e Tony —, a peça teve uma versão para o cinema em 2013, dirigida por John Wells e estrelada por Meryl Streep e Julia Roberts (aqui com o título de Álbum de Família). Nesta primeira montagem no Brasil, tudo começa com a índia Johnna, vivida por Julia Schaeffer, fazendo uma breve apresentação da trama, contando como tudo acontece naquele casarão; em seguida ela é recebida por Beverly Weston, interpretado por Isaac Bernat, que a contrata para ajudar sua esposa Violet (Guida) nos afazeres domésticos. O casal vive à turras com ambos denunciando o vício do outro.

Entretanto, Beverly logo desaparece, provocando uma revolução na família: as três filhas são convocadas para liderarem as buscas, mas logo o corpo do patriarca é encontrado e suspeita-se de suicídio. Barbara, a filha mais velha interpretada por Letícia, em crise no casamento, chega ao casarão e logo entra em conflito com a mãe. Karen (Claudia Ventura), a filha do meio, é a próxima a chegar: deslumbrada com seu futuro marido, aos poucos vai se inteirando do clima tenso da família. Já Ivy, papel de Marianna Mac Niven, é a única que permaneceu ao lado dos pais, mas anuncia às irmãs que logo partirá. No entanto, no dia do funeral, Violet, num rompante em função da overdose de medicamentos, desvenda os mistérios e segredos de todos os membros da família. Todos são surpreendidos com sua maldade e ironia sarcástica.

 

“O texto de Letts é fundado na riqueza dos diálogos, no preciso perfil psicológico das personagens e no rigoroso encadeamento da ação dramática. Priorizei na montagem as situações de conflito e busquei não valorizar ao detalhe a construção do ambiente de cada cena. Textos como esse revelam o quanto imprevisível é o comportamento humano”, afirma André Paes Leme.

 

Mesmo não dando trégua ao espectador — a cada cena é revelada nova faceta de algum personagem e o grau de conflito entre os familiares cada vez mais intenso—, Letts consegue dosar drama e comédia, muito em função do humor negro disparado por Violet. Outro destaque da montagem é concepção cênica: os vários cômodos da casa estão representados no mesmo plano e, de acordo com o diretor, as cenas são sobrepostas: uma personagem que está num determinado ambiente estará exatamente ao lado de outra, que ocupa outra área da casa. As diferentes cenas, portanto, convivem  no palco e o público vai construindo a história.

O que se destaca em Agosto, sem dúvida, é o embate entre Violet e Barbara, duas mulheres de temperamento forte e muito parecidas, num misto de amor, admiração, ódio e repulsa. E as personagens ganham ainda mais força graças ao talento e vigor em cena de Guida Vianna e Letícia Isnard, vencedoras de prêmios no Rio. Indiscutivelmente, um dos grandes espetáculos do ano. Pena que cumpre temporada tão pequena em São Paulo (só até o dia 5 de agosto). Por isso, programe-se e vá logo conferir.

Peça: Agosto, foto 3

Marianna, Claudia e Letícia vivem as irmãs Weston

Roteiro:
Agosto. Texto: Tracy Letts. Tradução: Guilherme Siman. Direção e adaptação: André Paes Leme. Elenco: Guida Vianna, Letícia Isnard, Alexandre Dantas, Claudia Ventura, Rubens Camelo, Eliane Costa, Guilherme Siman, Isaac Bernat, Julia Schaeffer, Lorena Comparato e Marianna Mac Niven. Assistente direção: Anderson Aragón. Cenografia: Carlos Alberto Nunes. Figurino: Patrícia Muniz. Trilha sonora: Ricco Viana. Fotografia: Silvana Marques. Produção executiva: Fernanda Silva e Felipe Valle. Coordenação geral: Maria Siman. Realização: Primeira Página Prod. e Sarau Agência de Cultura.
Serviço:
SESC Consolação, Teatro Anchieta (280 lugares), Rua Dr. Vila Nova, 245, tel. 11 3234-3000. Horários: de quinta a sábado às 21h e domingo às 18h. Ingressos: de R$ 40 a R$ 12. Duração: 130 min. Classificação: 16 anos. Temporada: até 05 de agosto.


Deixe comentário

Deixe uma sugestão





Deixe uma sugestão

Indique um evento





Indique um evento