Filme: Antes que eu me esqueça, foto 1

Antes que eu me esqueça: filme discute relações familiares na velhice

De em maio 29, 2018

Filme: Antes que eu me esqueça, foto 1

José de Abreu e Danton Mello vivem pai e filho na trama de Tiago Arakilian

O avanço da ciência, da tecnologia e da medicina, com o consequente aumento da expectativa de vida, é motivo para se comemorar, sem dúvida. No entanto, idade avançada não corresponde à melhoria da qualidade de vida das pessoas. Tanto é verdade que o número de idosos com demência vem crescendo nas últimas décadas e a grande maioria das pessoas não sabe lidar ou cuidar adequadamente de seus familiares, que de uma hora para outra perdem a lucidez.

Este é o tema central do filme de Tiago Arakilian, Antes que eu me esqueça, em que um juiz aposentado, o Dr. Polidoro vivido por José de Abreu, é surpreendido com uma ação de interdição judicial impetrada pela filha Bia, interpretada por Letícia Isnard. Na audiência, o juiz quer saber a opinião do outro filho, Paulo vivido por Danton Mello, sobre o estado mental de Polidoro. Como pai e filho há anos não mantêm contato, o magistrado determina que eles devem ter encontros semanais durante três meses e só depois ele poderá tomar sua decisão.

Filme: Antes que eu me esqueça, foto 2

Sentença judicial obriga encontros semanais entre pai e filho

O filme começa com a apresentação da orquestra em que Paulo toca percussão; frustrado por não ter seguido a carreira de pianista, ele resolve abandonar a orquestra pouco antes da gravação de um DVD. Inconformado com a atitude do amigo, o primeiro pianista da orquestra, David (Augusto Madeira), se compromete a ajudar Paulo nos ensaios para novo teste de piano para a filarmônica.

Paralelamente, Bia tenta convencer o irmão do estado real de Polidoro e avisa da audiência no fórum. Depois da determinação judicial que pai e filho precisam se encontrar semanalmente (com supervisão do Ministério Público, representado por Maria Pia, interpretada por Mariana Lima), Polidoro põe em prática seu plano: compra uma boate de striptease. Ao lado de Alceu, o antigo proprietário vivido por Eucir de Souza, e com o apoio da garçonete Joelma (Guta Stresser), Polidoro promove uma grande reforma na boate, trazendo inclusive o velho piano da família para lá. Paulo e David não só passam a ensaiar na boate, como participam dos novos shows: David coordena a apresentação das bailarinas enquanto Paulo torna-se o pianista da casa. Até aí tudo corre muito bem, com o negócio apresentando melhoras. Entretanto, a demência de Polidoro vem se agravando e ele não consegue mais esconder de ninguém seu problema: tem um surto, sai de cueca pelas ruas e Paulo é que consegue fazer com que o pai volte a si.

Filme: Antes que eu me esqueça, foto 3

Guta Stresser e Mariana Lima: boas participações

 

Neste momento do roteiro, assinado por Luísa Parnes, é que a relação pai e filho, até então recheada de atritos e traumas, sofre uma profunda transformação — as cenas da reconciliação são comoventes. Sem cair em melodrama, o diretor propõe um desfecho que surpreende e emociona ao mesmo tempo. Grandes atuações de José de Abreu, Danton Mello, Guta Stresser, Mariana Lima e Augusto Madeira. Não perca, mas vá logo ao cinema antes que o filme saia de cartaz. Infelizmente atitude comum com as produções nacionais.

 

 

 

 

Fotos: divulgação


Deixe comentário

Deixe uma sugestão




Deixe uma sugestão

Indique um evento




Indique um evento