Peça: A(R)MAR, foto 1

A[R]MAR: peça inspirada em conto de Julio Cortázar está de volta

De em outubro 4, 2018

Peça: A(R)MAR, foto 1

Rita Pisano e Bruno Perillo interpretam casal que se conhece no metrô

Depois de curta temporada no Teatro Sergio Cardoso, reestreia nesta sexta, no Teatro Municipal Cacilda Becker, o espetáculo A[R]MAR, inspirado no conto do escritor argentino Julio Cortázar, Manuscrito achado num bolso.

Com dramaturgia e direção de Paulo Azevedo, Rita Pisano e Bruno Perillo vivem no palco Ela e Ele, que, num jogo de esconde esconde a partir de um primeiro encontro numa estação de metrô, revivem fatos da vida amorosa de um casal. Tudo começa com o homem, na plataforma do metrô, colocando em prática as regras que criou para um jogo que visa encontrar a mulher de sua vida. É possível controlar os sentimentos? A vida é um eterno jogo? Amar é armar estratégias para se viver? Amar e desamar são polos da mesma moeda? Estas e muitas outras questões constituem a proposta cênica deste novo trabalho da Suacompanhia.

Peça: A[R]MAR, foto 2

Ela e Ele, como num jogo, revivem fatos da vida amorosa de um casal


Tive a chance de assistir ao espetáculo semana passada, numa das últimas apresentações na sala Pachoal Carlos Magno (do Teatro Sergio Cardoso). Ao entrar, os atores orientam os espectadores a sentarem na plateia ou no palco, que é uma verdadeira plataforma de metrô (os lugares são como os de um vagão do trem). Desta forma, quem opta a ir para o palco passa a participar ativamente da encenação (mesmo que fiquem calados).

 

Estabelecido o rito cênico, Ele explica as regras do jogo que criou para encontrar a mulher da sua vida, assim como o conto de Cortázar, em que um homem cruza o seu olhar com o de uma mulher no reflexo da janela do metrô. A partir daí, Ele e Ela começam o jogo do encontro e desencontro, o jogo do olhar e desviar o olhar, o da aproximação e repulsa, o jogo de amar e desamar. O espetáculo é formado por 15 pequenas cenas em que os dois personagens ora dialogam com o público, ora falam consigo mesmos, ora contracenam. Com um discurso nada linear, o espectador é incitado a criar a história daquele homem e daquela mulher e, ao mesmo tempo, refletir sobre a sua própria vida afetiva e amorosa.

 

“O conto me provocou a pensar a metáfora do jogo da vida com o próprio jogo cênico. É possível armar estratégias para o amor? Abordar as relações, sejam de que natureza for, com as suas inúmeras combinações e possibilidades, é um desafio que sempre me acompanhou na minha carreira. Mas talvez A[R]MAR tenha sido e continua sendo uma maneira mais profunda de encarar a vulnerabilidade humana diante do suposto controle da vida”, argumenta o diretor Paulo Azevedo.

 

A partir do mote da obra do escritor argentino, a dramaturgia criada pelo diretor e pelos atores envolve o público desde a entrada, o espectador se sente como mais um elemento daquele jogo da vida reproduzido em cena. Cenário, luz, trilha, vídeos corroboram para o êxito da montagem. E o grande destaque fica para a sintonia de interpretação de Rita e Bruno, que se entregam aos personagens de corpo e alma.
Espetáculo de grande impacto, que precisa interagir com um número maior de pessoas. Que esta segunda temporada não seja a última!

 

 

Peça: A[R]MAR, foto 3

Atores são dirigidos por Paulo Azevedo

Roteiro:
A[R]MAR. Texto: Julio Cortázar, inspirado no conto Manuscrito achado num bolso. Direção e dramaturgia: Paulo Azevedo. Elenco: Rita Pisano e Bruno Perillo. Direção de arte e cenografia: Simone Mina. Vídeos: Janaína Patrocínio/ JPZ Comunicação. Iluminação: Kuka Batista. Trilha sonora original: Érico Theobaldo e Mano Bap. Preparação corporal e fotografia: Vitor Vieira. Direção vocal: Lucia Gayotto. Produção: Rodrigo Palmieri e Leandro Ivo. Realização: Suacompanhia Criações Artísticas. Links do grupo: blogsuacompanhia.blogspot.com.br, facebook.com/ARMARTEATRO
Serviço:
Teatro Municipal Cacilda Becker (198 lugares), Rua Tito, 295, tel. 11 3864-4513. Horários: sexta, sábado às 21h e domingo às 19h. Ingressos: R$ 30 e R$ 15. Duração: 70 min. Classificação: 14 anos. Temporada: até 21 de outubro.


Deixe comentário

Deixe uma sugestão





Deixe uma sugestão

Indique um evento





Indique um evento