Balé da Cidade de São Paulo: T.A.T.O foto 1

Balé da Cidade de São Paulo encerra o ano com duas novas coreografias

De em dezembro 14, 2012

Balé da Cidade de São Paulo: T.A.T.O foto 1

Coreografia T.A.T.O de Jorge Garcia com 20 bailarinos em cena

Para marcar o encerramento da programação 2012, o Balé da Cidade de São Paulo apresenta no Teatro Municipal neste final de semana duas novas coreografias. O programa abre com Ter_ Alado, coreografia de Renato Vieira apresentada pela primeira vez em outubro último, e em seguida a estreia de T.A.T.O,  de Jorge Garcia, que conta com a participação ao vivo da Orquestra Sinfônica Municipal regida pelo maestro Luís Gustavo Petri. Com ingressos entre R$20 a R$60, os espetáculos acontecem hoje, sexta, às 21h, amanhã, sábado, às 20 e domingo às 17h.
Com música de Heitor Villa-Lobos, o coreógrafo Renato Vieira criou Ter_ Alado especialmente para o Balé da Cidade e propõe uma reflexão sobre os limites do corpo:

 

“Dos corpos em movimento que alçam voos, das inter-relações pessoais, sentimentos que saem da alma. E Ter_ Alado quando se entra em um estado de liberdade e sonho. Não me preocupo em contar uma história neste trabalho e sim um estado. Não é uma narrativa ficcional, são imagens vividas no palco em movimento”, explica Renato Vieira.

Balé da Cidade: Ter _ Alado foto 2

Em Ter _ Alado os bailarinos representam espectros, anjos da guarda

 

 

O coreógrafo carioca trabalhou com a companhia durante dois meses e para ele os 14 bailarinos em cena atuam como anjos, representam espectros, anjos da guarda e outros seres imaginários. Ter_ Alado conta com figurino do estilista João Pimenta e design de luz de Binho Schaefer.
Já o coreógrafo pernambucano Jorge Garcia, radicado em São Paulo desde os anos 90, já foi membro atuante do Balé da Cidade e hoje dirige sua própria companhia. Neste novo trabalho que está estreando, T.A.T.O, ele escolheu o título da coreografia refletindo sobre a frase: Tecidos Abertos em Tensões Opostas.

“O espetáculo se apoia na percepção do contato físico, nas relações entre os indivíduos. Destes contatos, buscamos oposições e desconstruções corporais, que levam às tensões físicas, espaciais e musicais,” esclarece Jorge Garcia.

 

Um diferencial de T.A.T.O é justamente o cenário, criado pelo ateliê La Tintota, composto por objetos de concreto alçados por grandes pêndulos que são manipulados pelos bailarinos. Para o coreógrafo, os bailarinos não estão num palco vazio, mas, assim como no ambiente urbano, precisam lidar com barreiras, obstáculos e desvios.
O figurino também é de responsabilidade de João Pimenta e a iluminação de Ari Buccioni. No entanto, o destaque maior de T.A.T.O é poder contar com Orquestra Sinfônica Municipal executando ao vivo a peça Verklärte Nacht/Noite Transfigurada, de Schoenberg, sob  regência de Luís Gustavo Petri.

Balé da Cidade: T.A.T.O foto 3

T.A.T.O: o espetáculo se apoia na percepção do contato físico

 

Roteiro:
Balé da Cidade de São Paulo, coreografias Ter_ Alado e T.A.T.O
Teatro Municipal, Praça Ramos de Azevedo, s/nº, tel. 3397-0327. Horários: sexta (14/12) às 21h, sábado (15/12) às 20h e domingo (16/12) às 17h. Ingressos: de 20 a 60 reais.

Fotos: divulgação

 

 

 

 

Uba
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: