Filme: Benzinho, foto 1

Benzinho: filme sobre drama familiar premiado no Festival de Gramado

De em agosto 28, 2018

Filme: Benzinho, foto 1

Karine Teles vive a matriarca Irene no filme de Gustavo Pizzi

Uma família de classe média que luta pra sobreviver diante da crise econômica do país é sobressaltada com o convite para que o primogênito vá jogar handebol na Alemanha. Este o mote central do filme Benzinho, do diretor Gustavo Pizzi, que acaba de conquistar quatro prêmios Kikitos no Festival de Cinema de Gramado/RS, encerrado no último final de semana: melhor filme escolhido pela crítica e pelo público, melhor atriz para Karine Teles e atriz coadjuvante para Adriana Esteves.

Com roteiro assinado pelo diretor e por Karine (que já foram casados), a trama é focada na gama de sentimentos que a notícia de que Fernando (Konstantinos Sarris) foi escolhido para jogar no exterior provoca em Irene (Karine): a mãe do garoto fica entre alegre pela conquista dele, mas ao mesmo tempo se desespera por ter de deixá-lo viajar para tão longe.

Filme: Benzinho, foto 2

Adriana Esteves e Karine foram premiadas em Gramado

Com uma linguagem ágil (cenas entrecortadas com ritmo que prendem a atenção), a história começa com a vitória do time de Fernando, as comemorações e em seguida a família reunida no jantar; numa mesa pequena, estão o pai Klaus (Otávio Müller), os três filhos, Sônia (Adriana), irmã de Irene, e seu filho Tiago (Vicente Demori), com Irene servindo a todos quando Fernando chega com a notícia de que foi escolhido para jogar na Alemanha. As crianças fazem uma festa, os adultos também se alegram, mas Irene logo se entristece antevendo a partida do primogênito. Para culminar, a torneira da pia estoura e a confusão se estabelece.

Com uma riqueza de detalhes, o diretor aos poucos coloca o espectador diante da realidade daquela família: a papelaria de Klaus não está rendendo, Irene se divide fazendo bicos e estudando à noite, Sônia está na verdade fugindo de Alan (César Troncoso), o marido que a espanca e não há dinheiro tanto para a reforma da casa como para o término da construção da nova casa, no terreno vizinho. A solução para a crise é vender a casa da praia, alternativa que a princípio a matriarca rechaça. A viagem de Fernando é apenas mais um elemento do caos em que a família se encontra.

Neste meio tempo, Irene consegue se formar no ensino médio e faz questão de convidar os amigos para a formatura, mesmo sendo desprezada por uma antiga patroa. Mas ela não desanima e arranja forças para apoiar o marido em suas tentativas sonhadoras para melhorar de vida. O que a deixa perturbada mesmo é a partida do filho.

 

Filme: Benzinho, foto 3

Irene e Klaus (Otávio Müller): o casal da trama

 

Retrato sensível do cotidiano de uma família que luta pela sobrevivência nos dias atuais, num país tão desigual e imerso numa profunda crise econômica. Além da direção precisa e do enredo que cativa, o filme se sobressai pela força do elenco: além das duas atrizes merecidamente premiadas em Gramado, destaque para a atuação de Otávio Müller, a revelação de Konstantinos Sarris como o jovem atleta e a participação especial de César Troncoso e de Mateus Solano, na pele do treinador de Fernando. Vá logo conferir!
 

 

 

 

Fotos: divulgação  

Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
26º Festival Mix Brasil da Cultura da Diversidade

Deixe comentário

Deixe uma sugestão




Deixe uma sugestão

Indique um evento




Indique um evento