Peça: Casa de Bonecas - parte 2, foto 1

Casa de Bonecas – parte 2: autor dá continuidade a clássico de Ibsen

De em setembro 20, 2018

Peça: Casa de Bonecas - parte 2, foto 1

Elenco: Clarissa Kiste, Luciano Chirolli, Marília Gabriela e Eliana Guttman

Depois de curta temporada no SESC Consolação, acaba de reestrear no Tucarena o espetáculo Casa de Bonecas – parte 2, texto inédito no Brasil do jovem dramaturgo norte-americano Lucas Hnath, que retoma o clássico texto que o norueguês Henrik Ibsen escreveu em 1879. A peça original termina com Nora Helmer, depois de uma longa e difícil discussão com o marido Torvald, sair de casa, deixando os três filhos com ele, para viver a sua vida. Hnath parte deste mote para reintroduzir esta personagem depois de 15 anos: Nora tornou-se uma escritora de sucesso e volta para casa a fim de regularizar a separação.

No entanto, suas ideias libertárias ainda eram execradas pela sociedade conservadora da época e ela enfrenta novos embates, primeiramente com a governanta, depois com o marido e a filha mais nova. Direção de Regina Galdino, com Marília Gabriela, Luciano Chirolli, Eliana Guttman e Clarissa Kiste.

Peça: Casa de Bonecas -parte 2, foto 2

Marília Gabriela dá vida à revolucionária Nora Helmer

 

Se até hoje, em pleno século XXI, as mulheres ainda precisam lutar para garantir direitos e condições igualitárias na sociedade, imagine a realidade da mulher no final do século XIX. Por isso que Nora Helmer, personagem de Ibsen da peça Casa de Bonecas, é tão emblemática e revolucionária a ponto de um autor contemporâneo reintroduzir seu ideário no contexto atual.

 

“O jovem autor desenha diálogos como se fossem poemas modernos. O texto ganha uma musicalidade particular, num misto de comédia e drama. Futuro e passado, utopia e tradição, coragem e medo, casamento e amor livre são algumas contradições que o público acompanha nesta trajetória de Nora em busca de sua identidade, negando a sociedade forjada em mentiras”, esclarece a diretora Regina Galdino.

 

O espetáculo começa com a chegada de Nora (Marília) em sua antiga residência, sendo recepcionada pela governanta Anne Marie (Eliana). Há no início uma alegria pelo reencontro, mas logo Anne mostra sua indignação com a nova vida da antiga patroa, que se tornou uma profissional de sucesso numa época em que a mulher vivia à sombra do homem. Nora voltou para solicitar que Torvald (Chirolli) formalize o divórcio, mas ele entra em pânico com a presença dela e se recusa a ouvi-la. Para obter seu intento, Nora apela para Emmy (Clarissa) a filha caçula, que ao contrário da mãe vive em perfeita harmonia na estrutura arcaica da sociedade da época. O desfecho proposto pelo autor é surpreendente e recoloca Nora como porta voz do ideário de liberdade e igualdade social.

 

“Eis aqui, nesta peça, uma tremenda discussão anti-heroica de impressionante atualidade, pelas vozes de quatro grandes personagens revisitados. Quero constatar que foram dois homens sensíveis, em épocas distintas, que deram voz a uma mulher como Nora Helmer. E sua voz foi e continua mais poderosa do que nunca”, argumenta Marília Gabriela, que também assina a produção ao lado de Fernanda Signorini.

 

Com uma concepção cênica arrojada (palco vazio, somente quatro cadeiras), aliada a iluminação que enfatiza o clima das cenas e um figurino requintado, o grande destaque da montagem é para a interpretação dos atores. Como Nora tem embates individualmente com cada um dos demais personagens, todos os atores têm seu momento de luz e brilho, graças à força do texto, que provoca reflexão sobre o papel de cada um de nós na sociedade contemporânea. Quem ainda não assistiu, não pode perder.

Peça: Casa de Bonecas -parte 2, foto 3

Embate vigoroso entre marido e mulher

Roteiro:
Casa de Bonecas – parte 2. Texto: Lucas Hnath. Tradução: Marcos Daud. Direção: Regina Galdino. Elenco: Marília Gabriela, Luciano Chirolli, Eliana Guttman e Clarissa Kiste. Trilha sonora: George Freire e Daniel Grajew. Iluminação: Domingos Quintiliano. Figurino: Thereza Macedo e Domingos De Lello. Direção de arte: Theodoro Cochrane. Visagismo: Ulisses Cruz. Fotografia: Miro. Produção executiva: Paulo Ferrer. Direção de produção e administração: Fernanda Signorini.
Serviço:
Tucarena (300lugares), Rua Monte Alegre, 1024, tel. 11 3670-8453. Horários: sexta às 21h, sábado às 20h e domingo às 18h. Ingressos: R$ 80 e R$40. Vendas: bilheteria e site ingressorapido.com.br. Duração: 100 min. Classificação: 14 anos. Temporada: até 02 de dezembro.


Deixe comentário

Deixe uma sugestão





Deixe uma sugestão

Indique um evento





Indique um evento