RSS FACEBOOK TWITTER

Depois do fim: romance tem como pano de fundo o Brasil de 1989 a 2003


Livro: Depois do fim, foto 1

Primeiro romance do pernambucano Alex Bezerra de Menezes

Neste início de ano, em que muitas pessoas estão de férias escolares ou até profissionais, nada melhor do que aproveitar este período para colocar em dia a leitura. Em dezembro já havia indicado duas obras, um romance e uma coletânea de poesias e agora sugiro o primeiro romance do pernambucano Alex Bezerra de Menezes, Depois do fim/Editora Simonsen.
A trama se dá entre 1989 e 2003 — da queda de Collor à eleição de Lula —, em duas cidades distintas, a megalópole São Paulo e a pequena Sirinhaém/PE. No entanto, a história do país serve como pano de fundo para o enredo, em que um professor recebe uma suposta herança, um quadro de um pintor famoso, e passa a desvendar os mistérios que envolvem esta obra de arte.

Livro: Depois do fim, foto 2

Alex é advogado e ficcionista por devoção

O autor é advogado, mas nutre verdadeira paixão pela literatura e tem o grande escritor brasileiro Machado de Assis como mestre e inspirador. No seu primeiro livro Incandescências/ Scortecci, uma coletânea de contos, a influência machadiana é evidente.  Já neste romance, que conta com a apresentação do historiador Leandro Karnal, Alex, ao descrever com minucioso rigor as andanças de seu personagem central — um professor universitário que recebeu como herança da estimada avó um quadro do pintor holandês Frans Post — revela sua admiração pela prosa machadiana.
Mais do que tomar posse da herança, o professor perambula entre o Nordeste e a capital paulista, de suas reminiscências da infância ao presente, e tenta negociar o valioso quadro com colecionadores internacionais. Nesta trajetória, o personagem se depara com um mundo de lendas, imprecisões, intrigas e segredos que o perseguem até o final. Talvez um retrato multifacetado do nosso Brasil, como bem aponta Leandro Karnal: “Nossos arranjos e acertos, nossos compromissos elásticos com a ética constituem parte da fascinante narrativa desta obra de Alex Bezerra de Menezes. Apenas a literatura pode dar pista do que somos e do que poderíamos ter sido”.
O leitor é envolvido na busca do professor pelo quadro e, em determinado momento, ele descreve a obra do pintor holandês, que é reproduzida na capa do livro. Um destaque da edição é a diagramação, que é com a margem recuada, o que facilita a leitura. No entanto, o autor deixa o leitor um tanto perdido com tantas descrições, vai e vem e citações que nada contribuem para o desenrolar do enredo central. A linguagem rebuscada demais em alguns momentos pode afastar o leitor, ao invés de envolvê-lo na trama.

Ficha técnica:                                                         
Título:
Depois do fim
Autor: Alex Bezerra de Menezes
Editora: Simonsen, 192 pgs
Preço:
R$ 49,90

 

Fotos: divulgação

, , ,

Maurício Mellone

Como jornalista — tendo atuado em rádio, TV, jornal, revistas e assessoria de imprensa —, a palavra sempre foi minha matéria prima. No entanto, desde 2000 venho cultivando o plano B, ou seja, mantenho no meu velho PC um arquivo com meus escritos, que na verdade já era um pré-blog. Lá, deixo fluir a imaginação para que a linguagem inclusive ganhe novos contornos.


Ver todos os posts de Maurício Mellone »

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta