Peça: Elza & Fred, foto 1

Elza & Fred: versão teatral de filme argentino de sucesso mundial

De em outubro 7, 2014

Peça: Elza & Fred, foto 1

Suely Franco vive a expansiva Elza e Umberto Magnani o hipocondríaco Fred

Depois de sucesso carioca, a comédia romântica Elza & Fred – o amor não tem idade acaba de estrear no Teatro Folha para uma temporada até o final do ano. Baseada no filme argentino de 2005 e que fez sucesso no mundo todo — Elza & Fred- Um Amor de Paixão—, a versão teatral tem roteiro de Marcela Gherty e Marcos Carnevale, tradução de Rodrigo Paz e direção de Elias Andreato.
Se no cinema o casal de velhinhos é interpretado por China Zorrilla e Manuel Alexandre, no teatro Suely Franco dá vida à expansiva e alegre Elza e Umberto Magnani interpreta Fred, um hipocondríaco que acaba de ficar viúvo e prefere a companhia de um passarinho a se relacionar com as pessoas.

Peça: Elza & Fred, foto 2

Nesta comédia romântica, Umberto e Suely estão afiadíssimos

Uma obra quando é adaptada para outro veículo invariavelmente ganha novos contornos e pode não agradar a todos. Com Elza & Fred não é diferente, mas o diretor conseguiu se esquivar do problema:

 

“Não assisti ao filme e fiz questão de não vê-lo depois do convite para dirigir a peça. Pensei numa linguagem ágil para contar a história desse amor caduco. O amor é mágico… ele faz o tempo correr ao contrário. Viva o amor caduco! ”, exclama Elias Andreato.

A trama é simples e talvez por isso atinge tanto as pessoas. Tudo começa com a chegada de Fred ao novo apartamento, depois da morte da esposa. A filha e o genro, vividos por Mayara Magri e Eduardo Estrela, tentam deixar tudo em ordem, mas o filho deles (Antonio Haddad Aguerre) chega e conta que o carro está batido; eles se irritam ainda mais quando sabem que a motorista fugiu. Alheio a tudo, Fred só quer mesmo a companhia do pássaro. Paralelamente, Elza tenta convencer o filho (Fernando Petelinkar) de que está bem de saúde, mas ele descobre que foi a mãe quem bateu no carro do novo vizinho; pede a ela que leve o cheque para pagar pelo conserto. É assim que os dois velhinhos se encontram e começa a nascer uma atração entre eles, apesar das diferenças de temperamentos: ele correto e introspectivo e ela sempre alegre, de bem com a vida e não muito apegada à verdade! A oposição dos filhos de ambos ao invés de impedir a relação, até ajuda a uni-los.

Peça: Elza & Fred, foto 3

Elias Andreato assina a direção da peça

 

 

A possibilidade da concretização do amor entre estes adoráveis velhinhos é o que cativa o espectador. No entanto, os fãs do filme irão sentir falta de um desfecho menos açucarado e mais próximo da realidade. Mas a interpretação contagiante e afinada de Suely e Umberto superam qualquer falha do enredo.

 

 

 

 


 

Fotos: Guga Melgar


Deixe comentário

Deixe uma sugestão





Deixe uma sugestão

Indique um evento





Indique um evento