Peça: Elza & Fred, foto 1

Elza & Fred: versão teatral de filme argentino de sucesso mundial

De em outubro 7, 2014

Peça: Elza & Fred, foto 1

Suely Franco vive a expansiva Elza e Umberto Magnani o hipocondríaco Fred

Depois de sucesso carioca, a comédia romântica Elza & Fred – o amor não tem idade acaba de estrear no Teatro Folha para uma temporada até o final do ano. Baseada no filme argentino de 2005 e que fez sucesso no mundo todo — Elza & Fred- Um Amor de Paixão—, a versão teatral tem roteiro de Marcela Gherty e Marcos Carnevale, tradução de Rodrigo Paz e direção de Elias Andreato.
Se no cinema o casal de velhinhos é interpretado por China Zorrilla e Manuel Alexandre, no teatro Suely Franco dá vida à expansiva e alegre Elza e Umberto Magnani interpreta Fred, um hipocondríaco que acaba de ficar viúvo e prefere a companhia de um passarinho a se relacionar com as pessoas.

Peça: Elza & Fred, foto 2

Nesta comédia romântica, Umberto e Suely estão afiadíssimos

Uma obra quando é adaptada para outro veículo invariavelmente ganha novos contornos e pode não agradar a todos. Com Elza & Fred não é diferente, mas o diretor conseguiu se esquivar do problema:

 

“Não assisti ao filme e fiz questão de não vê-lo depois do convite para dirigir a peça. Pensei numa linguagem ágil para contar a história desse amor caduco. O amor é mágico… ele faz o tempo correr ao contrário. Viva o amor caduco! ”, exclama Elias Andreato.

A trama é simples e talvez por isso atinge tanto as pessoas. Tudo começa com a chegada de Fred ao novo apartamento, depois da morte da esposa. A filha e o genro, vividos por Mayara Magri e Eduardo Estrela, tentam deixar tudo em ordem, mas o filho deles (Antonio Haddad Aguerre) chega e conta que o carro está batido; eles se irritam ainda mais quando sabem que a motorista fugiu. Alheio a tudo, Fred só quer mesmo a companhia do pássaro. Paralelamente, Elza tenta convencer o filho (Fernando Petelinkar) de que está bem de saúde, mas ele descobre que foi a mãe quem bateu no carro do novo vizinho; pede a ela que leve o cheque para pagar pelo conserto. É assim que os dois velhinhos se encontram e começa a nascer uma atração entre eles, apesar das diferenças de temperamentos: ele correto e introspectivo e ela sempre alegre, de bem com a vida e não muito apegada à verdade! A oposição dos filhos de ambos ao invés de impedir a relação, até ajuda a uni-los.

Peça: Elza & Fred, foto 3

Elias Andreato assina a direção da peça

 

 

A possibilidade da concretização do amor entre estes adoráveis velhinhos é o que cativa o espectador. No entanto, os fãs do filme irão sentir falta de um desfecho menos açucarado e mais próximo da realidade. Mas a interpretação contagiante e afinada de Suely e Umberto superam qualquer falha do enredo.

 

 

 

 


 

Fotos: Guga Melgar

26º Festival Mix Brasil da Cultura da Diversidade
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Favo do Mellone

Deixe comentário

Deixe uma sugestão




Deixe uma sugestão

Indique um evento




Indique um evento