Cinema: Festival Mix Brasil, foto 1

Filme português abre 24º Festival Mix Brasil da Cultura da Diversidade

De em novembro 10, 2016

Cinema: Festival Mix Brasil, foto 1

Cartaz do festival, que irá exibir 114 filmes de 26 países, sendo 54 brasileiros, entre curtas e longas-metragens

Nem a chuva atrapalhou a festa da noite de ontem. E não podia ser diferente: o belíssimo Auditório Ibirapuera pela primeira vez foi o palco da abertura do 24º Festival Mix Brasil da Cultura da Diversidade, que já é considerado o maior do gênero da América Latina. Com a presença de autoridades e representantes das instituições parceiras do evento, os diretores André Fischer e João Federici anunciaram que este ano o festival irá exibir 114 filmes de 26 países, sendo 54 brasileiros, entre curtas e longas-metragens. O festival apresenta ainda 7 peças teatrais, shows, conferências e realiza o 1º MixLab Spcine, um encontro entre os realizadores brasileiros e estrangeiros.
Com a presença do diretor português João Pedro Rodrigues, foi exibido o seu filme O Ornitólogo, vencedor de melhor direção no Festival de Locarno, na Suíça.

Cinema: Festival Mix Brasil, foto 2

Os diretores André Fischer e João Federici

Com apresentação a cargo da atriz Maria Clara Spinelli, a festa de abertura do festival, que neste ano tem como tema “Você é o que você quer ser”, teve início com a saudação do diretor André Fischer, que fez questão de frisar que “há 24 anos o Festival Mix Brasil tem a missão de informar sobre a diversidade e formar ideias. E estaremos aqui juntos pensando um mundo melhor!”
Na sequência, quem subiu ao palco foi o diretor e curador do evento, João Federici, que, além de agradecer a presença da imensa plateia e a todos os parceiros do evento, reforçou que o festival sempre tem o papel de fazer sonhar e que, apesar da atual onda conservadora que o mundo atravessa, espera que este movimento “seja passageiro”.
Depois das felicitações dos parceiros do festival — o representante do Cine SESC Gilson Packer, o secretário de Estado da Cultura José Roberto Sadek e o diretor do Itaú Cultural Eduardo Saron —, os diretores portugueses João Pedro Rodrigues e João Guerra da Mata subiram ao palco para agradecer pela escolha de O Ornitólogo para abrir o festival.

Cinema: festival Mix Brasil, foto3

Paul Hamy em O Ornitólogo

O filme, vencedor de melhor direção do Festival de Locarno é sobre a viagem surrealista do ornitólogo Fernando (Paul Hamy) por uma floresta de Portugal. No começo a ação é voltada ao trabalho de observação aos pássaros de Fernando; no entanto tudo se modifica depois que ele sofre um acidente (seu barco desce uma corredeira do rio), e é socorrido por duas peregrinas chinesas, que desejam fazer o caminho de Santiago de Compostela, mas estão perdidas. A partir daí Fernando começa uma surreal travessia da floresta, onde se depara com animais empalhados, um ritual macabro com homens vestidos com fantasias do Carnaval lusitano, um jovem pastor de ovelhas que se chama Jesus e até amazonas de peito nu que falam latim. Diversos elementos religiosos se misturam com alegorias libertinas.

Cinema: Festival Mix Brasil, foto 4

Filme canadense É apenas o fim do mundo

Entre os destaques internacionais, serão exibidos os filmes É apenas o fim do mundo (Canadá), vencedor em Cannes, Quando se tem 17 anos (França) e Absolutely Fabulous: O Filme (Reino Unido), entre outros. Dos brasileiros, merece destaque os longas-metragens A Cidade do futuro, de Cláudio Marques e Marília Hughes, Divinas divas, de Leandra Leal e Antes o tempo não acabava, de Sérgio Andrade e Fábio Baldo, além de curtas de todas as regiões brasileiras.

Cinema: Festival Mix Brasil, foto 5

O brasileiro Divinas divas de Leandra Leal

 

O Festival Mix Brasil acontece em vários locais, como o Centro Cultural São Paulo, o CineSESC, Espaço Itaú de Cinema Augusta, Instituto Itaú e as diversas salas do Spcine. Para mais informações, acesse o site www.mixbrasil.org.br/, e curta todas as atividades do evento, que se estende até o dia 20 de novembro.

 

 

Fotos: divulgação


2 Comentários

Bruno

novembro 11, 2016 @ 14:43

Resposta

Legal Mau,

Tudo o que foi dito e falado.
Mas só faltou falar que o filme é ruim

Abs

Maurício Mellone

novembro 14, 2016 @ 15:08

Resposta

Bruno,
esta é a sua opinião sobre o filme
dos diretores portugueses.
Agora está registrada a sua opinião.
bjs

Deixe comentário

Deixe uma sugestão





Deixe uma sugestão

Indique um evento





Indique um evento