Mostra: Hebe Eterna, foto 1

Hebe Eterna: mostra interativa sobre a vida e carreira de Hebe Camargo

De em abril 1, 2019

Mostra: Hebe Eterna, foto 1

Hebe Camargo com seu sorriso contagiante à frente da plateia de seu programa de TV

Uma grande homenagem a Hebe Maria Monteiro de Camargo, a madrinha da TV brasileira, Hebe Camargo, que em 2019 iria completar 90 anos. Esta a motivação da exposição Hebe Eterna, em cartaz no Farol Santander, que em dois andares do edifício, mais de 400m², faz um mergulho na vida e na carreira profissional da cantora e apresentadora.

Com curadoria de Marcello Dantas e Camila Mouri e cenografia de Patrícia Anastassiadis, a mostra, dividida em 11 ambientes, é interativa: o visitante tem a chance de percorrer locais do cotidiano de Hebe, por exemplo, o closet com  vestidos, joias e sapatos da artista, assim como o camarim das emissoras de TV, com depoimentos de cabeleireiros e maquiadores que trabalharam com ela, além de um espaço de devoção, numa referência à capela que a artista tinha em sua casa. Uma curiosidade da mostra é famoso sofá da Hebe em que o visitante pode ser entrevistado por ela.

 

“É ter na mente Hebe”

Mostra: Hebe Eterna, foto 2

Mostra interativa com 11 ambientes

É com este título do texto de abertura da exposição, assinado pelo curador Marcello Dantas, que o visitante tem acesso à mostra. E logo na entrada há um imenso painel com a linha do tempo, dividido por décadas, com um resumo dos principais eventos da vida da artista, desde seu nascimento (Hebe era a caçula de seis filhos de Esther e Sigesfredo), seu ingresso no meio artístico como cantora de rádio e seus discos (é possível ouvir seus sucessos acionando um botão), seu pioneirismo na televisão (desde a sua inauguração e o primeiro programa feminino da TV brasileira), seus prêmios, participações no cinema, seus casamentos (com Décio Capuano, pai de seu único filho, e Lélio Ravagnani), sua trajetória por quase todas as emissoras de televisão, a retomada da carreira de cantora e seu final de vida e a luta contra o câncer. Abaixo do painel, há o histórico da telecomunicação no Brasil: o visitante constata como a vida de Hebe esteve intrinsecamente ligada à evolução do rádio e da TV no país.

Mostra: Hebe Eterna, foto 3

Em 1944 ela era contratada da Radio Difusora

 

 

 

Depois das informações, o visitante começa a percorrer os 11 ambientes interativos, numa simulação do cotidiano da estrela: as coisas ordinárias de uma vida extraordinária, de acordo com a curadoria. No espaço do Camarim, há três cadeiras à disposição do público, em frente a um espelho iluminado. No reflexo, o visitante vê as imagens projetadas sobre si, com cabeleireiros e maquiadores da estrela dialogando como se estivessem cuidando dela. Depois, no Closet, há uma infinidade de manequins com os vestidos usados pela artista; curiosidade: ao lado dos trajes estão monitores com as imagens da época em que Hebe usou estes vestidos. Há ainda um mostruário com algumas das joias e adereços da apresentadora e um local com uma coleção sapatos dela (Hebe chegou a acumular mais de 300 pares de calçados).

 

 

 

 

 

 

 

Mostra: Hebe Eterna, foto 4

Camarim: depoimentos de maquiadores e cabeleireiros da estrela

Neste primeiro andar da mostra há ainda o ambiente Fé na Vida, em referência à religiosidade de Hebe: uma cruz iluminada e dois assentos, com um ipod  com as músicas e cânticos sacros que Hebe gostava de ouvir na capela de sua casa, seu refúgio particular.
A mostra continua no outro andar; no ambiente Eu vendo TVs, o visitante se depara com uma sala repleta de aparelhos de televisão, desde os fabricados na década de 1950 até os mais recentes, com imagens (algumas raras) dos diversos programas da apresentadora, de todas as emissoras por que passou (Tupi, Record, Bandeirantes, SBT e RedeTV). A sala seguinte (Hebe em Canto) há um microfone e um piano de cauda onde são projetadas imagens das apresentações de Hebe; o teto é forrado de rosas vermelhas e brancas e o público pode se sentar para assistir ao show da estrela.

Mostra: Hebe Eterna, foto 5

Hebe em canto: vídeos com números musicais

O ambiente seguinte, Encontro com Hebe, a interatividade é total: o visitante se senta num grande sofá diante de um espelho e uma imagem em holografia é projetada. Hebe entrevista o visitante! À mesa, o ambiente seguinte, é com uma mesa posta para um jantar diante de outro espelho: na cabeceira, o lugar que seria da anfitriã e no lado oposto imagens de seus fãs. O cardápio é com os pratos prediletos de Hebe e na parede ao redor da mesa há um painel com 96 fotos de seus grandes amigos e de personalidades próximas a ela.

 

 

 

 

Para finalizar a mostra, outro momento de interatividade, com a marca registrada de Hebe Camargo, o famoso selinho; há três cabines para tirar uma foto, que será enviada em tempo real para o e-mail e celular do visitante. Ao visualizar a imagem, acontece a grande surpresa: a foto é de um selinho da Hebe. A exposição permanece em cartaz até junho. Confira.

Mostra: Hebe Eterna, foto 6

Especial em homenagem a Roberto Carlos-2009

 

 

 

 

 

Roteiro:
Hebe Eterna – mostra sobre a vida e carreira de Hebe Camargo. Curadoria: Marcello Dantas e Camila Mouri. Farol Santander (60 pessoas), Rua João Brícola, 24, estação São Bento do metrô. Horários: das 9 h às 20h de terça a sábado; das 9 h às 19 h no domingo. Ingressos: R$ 20 (visitação completa ao Farol Santander). Temporada: até 02 de junho.

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: Pedro Augusto Neri

Uba
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Uba

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: