Peça: Imortais, foto 1

Imortais: peça discute conflito entre tradição e contemporâneo

De em junho 29, 2017

Peça: Imortais, foto 1

Michelle Boesche , Denise Weinberg e Simone Evaristo protagonizam peça de Newton Moreno

O premiado dramaturgo Newton Moreno discute em sua nova peça, Imortais, em temporada no SESC Consolação até final de julho, uma questão crucial da humanidade, nossa finitude. Por meio de um ritual originário da Ilha dos Açores, Portugal, e ainda vivo no sul do país, ‘coberta da alma’, o autor escancara a relação conflituosa entre uma mãe muito ligada às tradições e aos costumes, interpretada por Denise Weinberg, e sua filha, vivida por Michelle Boesche, que renega a crença da mãe e quer esquecer seu passado traumático. Ao saber que a matriarca está doente e à beira da morte, a moça resolve voltar para casa com seu noivo, uma mulher em transformação para homem trans, papel de Simone Evaristo, que tem a missão de reaproximar mãe e filha.

Peça: Imortais, foto 2

Denise, em brilhante atuação, vive a mãe presa às tradições

Com direção de Inez Viana e cenografia de André Cortez, a montagem se concentra num cemitério, em que a velha senhora decidiu se instalar. Com uma mala que traz seus trajes e a mortalha, ela quer esperar a morte na tumba que está enterrado seu marido. De forma até jocosa, ela relembra sua vida amorosa, a relação com as filhas e toda sua trajetória até ali. Quer antes de morrer promover o ritual da coberta da alma para o marido: deseja que a filha assuma a identidade do pai por um dia para que haja as devidas despedidas e que a alma dele se liberte. A filha chega ao povoado e vai direto ao cemitério, pensando que a mãe está morta. Mas ao se encontrarem, os fantasmas, mistérios e traumas do passado reaparecem e ambas voltam a discutir. Quem pode promover a reconciliação entre elas é exatamente o futuro genro da velha senhora, que ao descobrir a verdadeira identidade dele, revela toda sua aversão e preconceito.

“Tradição, família, traição, morte e desamor. Falamos nesta peça de escolha e liberdade, por meio do encontro de três mulheres, no momento em que decidem seguir por outros caminhos, mudar o rumo de suas vidas”, esclarece a diretora Inez Viana.

O que chama a atenção no espetáculo é forma como Moreno narra a história, apresentando separadamente as visões e o entendimento de cada personagem diante da realidade (quando há o embate entre aquelas três mulheres o espectador tem a noção do todo). Outro destaque da montagem da diretora é a sintonia entre cenário, visagismo (de responsabilidade de Leopoldo Pacheco e Carol Badra) e iluminação, assinada pro Wagner Pinto: quando o grande painel de madeira, que representa o cemitério, se ergue, o efeito de grandiosidade é redimensionado pela luz e sombra que se vê. O clima dramático também é amplificado graças à trilha sonora de Gregory Slivar, executada ao vivo. A comovente interpretação das atrizes, no entanto, sobressai e deixa a todos muito envolvidos na trama. E Denise Weinberg se supera: é impressionante como a atriz consegue transitar do cômico ao trágico num átimo, com uma leve mudança de entonação de voz e postura. Não por acaso que na estreia a atriz foi ovacionada, por longos minutos. Aplausos mais do que merecidos, tanto para a protagonista do espetáculo como para toda a equipe de produção.
Programe-se, a temporada se estende só até o final de julho.

Peças: Imortais, foto 3

Atrizes são dirigidas por Inez Viana

 

 

Roteiro:
Imortais
. Texto: Newton Moreno. Direção: Inez Viana. Direção de produção: Emerson Mostacco.  Elenco: Denise Weinberg, Michelle Boesche e Simone Evaristo. Figurino e visagismo: Leopoldo Pacheco e Carol Badra. Cenário: André Cortez. Iluminação: Wagner Pinto. Trilha Sonora: Gregory Slivar. Fotografia: João Caldas e Eduardo Petrini. Produção: Mostacco Produções. Realização: Sesc
Serviço:
 SESC Consolação, Teatro Anchieta (280 lugares), Rua Dr. Vila Nova, 245, tel. 11-3234 3000. Horários: sexta e sábado às 21h e domingos às 18h. Ingressos: de R$ 40 a R$ 12. Duração: 80 min. Classificação:  14 anos. Temporada: até 30 de julho.


6 Comentários

Newton Moreno

junho 29, 2017 @ 16:59

Resposta

Maurício querido, obrigado pelas palavras e pelo olhar atento ao nosso trabalho. Seguiremos fortes para a segunda semana. Grande abraço!

Maurício Mellone

junho 29, 2017 @ 17:35

Resposta

Newton,
muito obrigado por sua visita e pelos elogios
Conte sempre comigo e com o Favo na divulgação de
seu trabalho artístico
Sucesso na temporada
abrs

Fábio Mráz

junho 29, 2017 @ 15:29

Resposta

Maravilhoso tudo e Denise espetacular como sempre! Uma obra prima que merece ficar muitos meses em cartaz!
E parabéns pelo novo Site. Está lindo!

Maurício Mellone

junho 29, 2017 @ 17:40

Resposta

Fábio,
‘Imortais’ é mesmo um espetáculo excepcional, com Denise arrasando!
Concordo com vc quanto à duração das temporadas: pena que atualmente
as agendas dos teatros são tão pequenas (4 ou 6 semanas).
Fico feliz que vc tenha gostado do novo visual do Favo, obrigado
bjs

Imad Nasser

junho 29, 2017 @ 14:36

Resposta

Gostei muito do texto da peça e o desempenho da Denise, como já lhe falei, é excelente.
Parabéns pela resenha, querido Maurício!

Maurício Mellone

junho 29, 2017 @ 14:40

Resposta

Imad, meu querido:
Tivemos a chance de comentar sobre a montagem logo depois da
estreia.
Obrigado pela presença constante por aqui
Bjs

Deixe comentário

Deixe uma sugestão




Deixe uma sugestão

Indique um evento




Indique um evento