Peça: Inutilezas, foto 1

Inutilezas: universo poético de Manoel de Barros transposto ao palco

De em novembro 4, 2016

Peça: Inutilezas, foto 1

Bianca Ramoneda e Gabriel Braga Nunes interpretam diversos personagens das obras do escritor mato-grossense

Depois de 14 anos da estreia, que contou com a presença do escritor mato-grossense Manoel de Barros, o espetáculo Inutilezas está novamente em cartaz na cidade, desta vez no recém-inaugurado Teatro MorumbiShopping. O roteiro criado pela jornalista e atriz Bianca Ramoneda — que divide o palco com Gabriel Braga Nunes — reproduz o universo lúdico e poético das obras de Manoel de Barros, que em 2002 assistiu a peça e deu seu aval: “Não estou acreditando no que vi! Um teatro verdadeiro. Não é declamação de versos. É uma representação da palavra. Com os personagens vivos e as suas contradições”.
Sob a direção de Moacir Chaves, os dois atores intercalam poemas e o ideário do escritor, sempre com a colaboração do músico Chico Oliveira, que executa as intervenções sonoras criadas por Pedro Luís, da banda Pedro Luís & a Parede.

Peça: Inutilezas, foto 2

Bianca e Gabriel, sob direção de Moacir Chaves, estão no projeto desde 2002

Num cenário simples assinado por Fernando Mello da Costa (duas poltronas e duas gaiolas com flores suspensas), Bianca e Gabriel interpretam personagens retirados de vários livros do escritor de Mato Grosso, que podem ser dois irmãos, um casal ou até dois atores que desejam encenar a obra do poeta.

 

“Manoel de Barros tem uma escrita inteligente, crítica e lúdica, ao mesmo tempo. É um prazer ouvir diariamente suas construções sonoras. Temos, agora, basicamente, uma maior concentração na sonoridade do espetáculo”, diz o diretor.

 

A transposição da obra de Manoel de Barros para o palco é o grande mérito deste trabalho: o espectador tem a chance de em 50 minutos ser transportado para o mundo lúdico dos objetos e das palavras que ganham novo significado na voz do poeta. E a interpretação de Gabriel e Bianca só enaltece o universo criado pelo poeta: eles dão um tom coloquial aos poemas, deixando o público próximo da obra.
Imperdível, só até o final deste mês.

 

Fotos: Marco Terranova

Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Marcos Zaccharias Publicitário

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: