RSS FACEBOOK TWITTER

Joan Miró- a força da matéria: maior mostra do artista catalão no país


Exposição: Joan Miró- a força da matéria, foto 1

Elaborada pela Fundação Joan Miró, de Barcelona na Espanha, Joan Miró- a força da matéria é a maior mostra do artista catalão no Brasil. Em cartaz no Instituto Tomie Ohtake, a exposição faz um recorte de 50 anos na carreira de Miró e apresenta 112 obras, criadas de 1931 a 1981, sendo 41 pinturas, 22 esculturas, 20 desenhos, 26 gravuras e três objetos, que são pontos de partida para esculturas.
A mostra ocupa três grandes salas do centro cultural paulistano, apresentando as diferentes fases do processo criativo de Miró, além de evidenciar sua linguagem libertária, a fluidez dos traços, com as formas mais simples e os materiais mais singelos, e os temas recorrentes de sua produção, como a mulher que representa a fertilidade, os astros que marcam o transcorrer do tempo e o ciclo da vida e por fim os pássaros, que para Miró, segundo Rosa Malet, diretora da Fundação Joan Miró, estão a meio caminho entre a essência terrena e a divina.Exposição: Joan Miró - a força da matéria, foto 2
Na primeira sala o visitante encontra pinturas produzidas entre 1930 e a década de 1940, cujos temas refletiam as guerras do período (Guerra Civil Espanhola e a Segunda Guerra Mundial). Segundo a curadoria da mostra, Miró fez experimentos com materiais mais heterodoxos (lixas de papel, troncos e tábuas de madeiras, tecidos) e com os procedimentos mais inovadores. Desta forma o artista deseja ultrapassar as regras estabelecidas para alcançar as fontes mais puras da arte.
A segunda sala o destaque é para as esculturas, produzidas principalmente nos anos 1950 a 1960, em que Miró usa técnicas diversas e abusa da experimentação da matéria (usa panelas, troncos de madeira, ferro). Interessante também desta sala é a colocação dos três objetos, que são o ponto de partida para esculturas, ao lado do produto final, a escultura já finalizada. Há também neste espaço dois vídeos que ajudam a compreender o processo de criação de Miró: no primeiro o artista, com auxílio de ajudantes, está trabalhando, fazendo testes e elaborando sua obra; o segundo vídeo traz uma entrevista com o artista em que ele fala de sua produção, do seu processo criativo e como entende a obra de arte.

Exposição: Joan Miró - a força da matéria, foto 3

Na terceira e última sala estão as produções da década de 1970, em que o artista se dedicou às gravuras; Miró neste período utiliza práticas heterodoxas (queima, dilacera e perfura as telas), além de suportes inusitados, em que desafia os padrões da técnica, questionando assim o sentido final da arte.
Joan Miró- a força da matéria permanece em cartaz até o dia 16 de agosto e depois segue para Florianópolis, no MASC- Museu de Arte de Santa Catarina, de 02 setembro a 14 de novembro. Não perca!

 

Roteiro: Joan Miró- a força da matéria. Instituto Tomie Othake, Rua Coropés, 88, São Paulo, tel. 11 2245-1900. Horário: de terça a domingo, das 11h às 20h. Ingressos: R $ 10 e R $ 5; terça entrada franca. Temporada: até 16 de agosto.

 

 

Foto: © Successión Miró, Miró, Joan AUTVIS, Brasil, 2015

, , , ,

Maurício Mellone

Como jornalista — tendo atuado em rádio, TV, jornal, revistas e assessoria de imprensa —, a palavra sempre foi minha matéria prima. No entanto, desde 2000 venho cultivando o plano B, ou seja, mantenho no meu velho PC um arquivo com meus escritos, que na verdade já era um pré-blog. Lá, deixo fluir a imaginação para que a linguagem inclusive ganhe novos contornos.


Ver todos os posts de Maurício Mellone »

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta