Filme: Legalize já- amizade nunca morre, foto 1

Legalize já- amizade nunca morre: o nascimento da banda Planet Hemp

De em outubro 23, 2018

Filme: Legalize já- amizade nunca morre, foto 1

Renato Góes e Ícaro Silva vivem Marcelo D2 e Skunk, criadores da banda Planet Hemp

Mais do que retratar a criação da banda de rock Planet Hemp, o filme Legalize já- amizade nunca morre, dos diretores Johnny Araújo e Gustavo Bonafé, mostra o nascimento de uma amizade verdadeira entre dois jovens do subúrbio carioca na década de 1990. De um lado Skunk, apelido de Luís Antonio da Silva Machado, interpretado com muita garra por Ícaro Silva, um músico negro revoltado com tanta opressão e racismo que sobrevivia com a venda de fitas cassetes; de outro Marcelo, papel de Renato Góes, vendedor de camisetas das bandas de heavy metal e que não se desgruda de seu caderno, onde anota tudo o que observa a seu redor em forma de versos. Um dia, ambos correndo da polícia, eles se esbarram, caem e cada um pega a bolsa do outro. Skunk lê os escritos de Marcelo e sai à procura dele para propor parceria, já que tinha umas batidas de rap. Desconfiado, Marcelo a princípio se recusa, mas Skunk insiste e eles iniciam um trabalho, que iria culminar com o estouro da banda alguns anos depois.

Filme: Legalize já - amizade nunca morre, foto 2

Jovens do subúrbio se reuniram e viraram parceiros

Com roteiro de Felipe Braga e argumento e direção musical de Marcelo D2 (vocalista e líder da Planet Hemp), o filme em preto e branco reforça as dificuldades financeiras e sociais dos dois jovens: se Skunk era vítima de preconceito social e racial, mas nunca se abateu — mesmo já sofrendo com os sintomas da Aids —, Marcelo tinha problemas de relação com o pai, que o expulsa de casa, e tem de enfrentar a gravidez inesperada da namorada Sonia (Marina Provenzzano). Sem dinheiro, sem teto e à beira da paternidade, Marcelo é reticente sobre a formação da banda, daí a razão das diferenças com o parceiro. Mas Skunk — doente, recusando tratamento e omitindo seu problema— tinha certeza de que aquela seria a única alternativa de sua vida e fez de tudo para que eles gravassem uma fita demo. Com a gravação, ele consegue entregar à amiga e radialista Suzana (Rafaela Mandelli) e os primeiros shows finalmente acontecem. O grande incentivador dos rapazes sempre foi Brennand (Ernesto Alterio), o dono do bar que frequentavam, e quem esteve ao lado de Skunk até o final de sua vida. O músico faleceu sem ver o sucesso alcançado pela banda.

Filme: Legalize já - amizade nunca morre, foto 3

Primeiros ensaios da banda que conquistou o país

A trama enfatiza a luta pela sobrevivência dos dois jovens, muito antes do sucesso. Os primeiros shows e a grande receptividade ao trabalho da banda ficam para o final do filme, que assim ressalta o que fez com que Planet Hemp surgisse, ou seja, a grande amizade entre Skunk e Marcelo. E esta empatia e afinidade da dupla ficam muito bem refletidas na tela, graças ao desempenho e entrega, tanto de Ícaro Silva como de Renato Góes. Destaque ainda para a fotografia — as cenas noturnas com a dupla nos trilhos dos Arcos da Lapa são impactantes! Não perca e vá logo assistir antes que saia das salas de exibição. Fique com o clipe do primeiro sucesso da banda e que dá nome ao filme: Legalize já

 

 

 

 

 

 

Fotos: divulgação


Deixe comentário

Deixe uma sugestão




Deixe uma sugestão

Indique um evento




Indique um evento