RSS FACEBOOK TWITTER

Master Class: nova montagem traz Christiane Torloni como Maria Callas


Peça: Master Class, foto 1

Christiane Torloni dá vida àquela que foi considerada a maior cantora lírica do século XX

Um dos grandes sucessos da Broadway, já apresentado em diversas partes do mundo, ganha nova montagem brasileira: Master Class, de Terrence McNally, que retrata uma aula magna daquela que é considerada a maior cantora lírica do século XX, Maria Callas.

Em cartaz no Teatro das Artes, com direção de José Possi Neto e direção musical do maestreo Fabio Oliveira, Christiane Torloni vive a grande diva, que com seu humor ferino e um grau máximo de exigência repreende, orienta e ao mesmo tempo incentiva três promissores cantores a dar prosseguimento à carreira. Ao lado de Torloni estão em cena o pianista Thiago Rodrigues e os cantores Julianne Daud, Leandro Lacava e Bianca Tadini.

Peça: Master Class, foto 2

Julianne Daud interpreta uma soprano que é repreendida por Callas (Torloni)

O esptáculo Master Class do dramaturgo norte-americano é inspirado em aulas magnas que realmente Maria Callas ministrou durante seis semanas, entre 1971 e 1972, na Juiliiard School of Music, de Nova York. Na peça — montada no Brasil em 1996/97 por Jorge Takla e Marília Pêra no papel da diva —, Callas recebe primeiramente a soprano Sophie De Palma, interpretada por Bianca Tadini, que canta um trecho da ópera Norma, de Vincenzo Bellini, papel que Callas interpretou inúmeras vezes em sua carreira. O segundo a se apresentar é o tenor Anthony Candolino, vivido por Leandro Lacava, que interpreta um trecho da ópera Tosca de Giacomo Puccini. A última a subir ao palco e a soprano Sharon Graham, interpretada por Julianne Daud, que viveu o mesmo papel na primeira montagem brasileira; ela interpreta Lady Macbeth, da ópera de Giuseppe Verdi baseada na peça de Shakespeare.
Na trama, além das orientações da diva aos cantores, Callas relembra momentos cruciais de sua trajetória, desde a dificuldade inicial quando estudava em Atenas/Grécia em plena guerra mundial, até seus grandes concertos pelo mundo e sua apaixonada relação com o armador milionário Aristóteles Onassis. O vídeo exibido logo no início auxilia o espectador a se orientar na história.

Peça: Master Class, foto 3

Elegante em cena, Torloni mostra uma Callas mal-humorada e também humana

Com momentos dramáticos ao lado de outros engraçados, Master Class ganha vigor com as interpretações dos cantores, acompanhados pelo pianista Emmanuel Weinstock, interpretado por Thiago Rodrigues. Os cenários de Renato Theobaldo construídos em tecidos para facilitar as projeções e a iluminação de Wagner Freire valorizam ainda mais o tom glamouroso do espetáculo. Destaque ainda para o belo figurino de Fabio Namatame executado pela boutique Claudeteedeca.E Christiane Torloni com sua elegância em cena revive uma Callas de gênio irascível e mal humorado e ao mesmo tempo humana e sofrida. O espetáculo permanece em cartaz até final de novembro, confira!

 

 


Fotos: Marcos Mesquita

, , , ,

Maurício Mellone

Como jornalista — tendo atuado em rádio, TV, jornal, revistas e assessoria de imprensa —, a palavra sempre foi minha matéria prima. No entanto, desde 2000 venho cultivando o plano B, ou seja, mantenho no meu velho PC um arquivo com meus escritos, que na verdade já era um pré-blog. Lá, deixo fluir a imaginação para que a linguagem inclusive ganhe novos contornos.


Ver todos os posts de Maurício Mellone »

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta