Exposição: Mestres do Renascimento. foto 1

Mestres do Renascimento: Obras-primas Italianas — até setembro no CCBB

De em julho 19, 2013

Exposição: Mestres do Renascimento. foto 1

Tintoretto- Assassinato de Abel (1550/55)

Prepare-se para uma maratona, as filas estão imensas, média de 2 a 3 horas de espera! Mas vale muito a pena. A mostra Mestres do Renascimento: Obras-primas Italianas reúne nos quatro andares do CCBB-SP, no centro da cidade, 57 obras do Renascimento Italiano, considerado um dos mais influentes movimentos artísticos da história da humanidade. Pela primeira vez no país, a exposição traz pinturas e esculturas dos grandes mestres italianos, num recorte histórico de 150 anos, de 1423 a 1573. Dentre os artistas da exposição, destaque para obras de Donatello, Boticelli, Michelangelo, Rafael, Ticiano, Leonardo da Vinci, Bellini e Tintoretto.

Exposição: Mestres do Renascimento, foto 2

Sandro Botticelli- Santo Agostinho escrevendo (1480)

Com curadoria de Cristina Acidini, historiadora da arte do Museu da Cidade de Florença, a mostra está distribuída nos quatro andares do prédio. Ao entrar, o visitante é encaminhado para o quarto andar. A Itália, na época do Renascimento, não era unificada, mas dividida em vários estados, com quatro capitais: Milão, Veneza, Florença e Roma; em cada uma destas regiões havia uma produção artística peculiar, com características próprias. A exposição didaticamente ressalta as obras de cada região; no quarto andar o destaque é para os artistas de Florença, com obras de Donatello, Boticelli, Michelangelo, Leonardo da Vinci e Rafael.

Exposição: Mestres do Renascimento, foto 3

Rafael- Cristo Abençoado (1506)

No terceiro andar estão obras de 1460 a 1470, da região de Roma, com destaque para esculturas e monumentos sepulcrais. O segundo andar, maior e mais abrangente da exposição, há obras das cidades de Ferrara e Modena, que receberam influência do mundo vêneto, com quadros de Ludovico Mazzolino e dos irmãos Dossi (Dusso e Batista). Há também obras de Veneza, com artistas como Tintoretto, Ticiano e Bellini. Outras duas regiões são destacadas neste andar: Urbino (centro da Itália) em que os artistas — Rafael, Boccati, Carlo Crivelli e Piero della Francesca — davam extremo valor à matemática, geometria e seus trabalhos trazem uma espetacular noção de perspectiva e proporção. Fiquei impressionado com um trabalho em machetaria em nogueira de uma porta de um castelo, que está no centro deste espaço e não é assinado. Há ainda obras de Milão, com pinturas de Andrea Mantegna e Leonardo da Vinci (Leda e o Cisne, que há dúvidas de sua autoria).

Exposição: Mestres do Renascimento, foto 4

Leonardo da Vinci- Leda e o Cisne (1504/08)

No primeiro andar o visitante vai encontrar um imenso painel com toda a cronologia do Renascimento; já no subsolo o destaque é para a arquitetura. Com fotos, pode-se constatar que, além dos museus, a arte renascentista está registrada em igrejas, palácios, casas e praças. Destaque para o registro do trabalho de Da Vinci, Última Ceia, que está no refeitório do convento de Santa Maria della Grazie/ Milão, a decoração de Tintoretto para a Sala Superiore de Scuola Grande de San Rocco/ Veneza e, como não podia deixar de ser, fotos dos afrescos da Capela Sistina/ Roma elaborados por Michelangelo.
Mestres do Renascimento: Obras-primas Italianas permanece em São Paulo até setembro; de outubro a janeiro/2014 a mostra estará na sede do CCBB de Brasília. Não deixe de prestigiar, a exposição faz um extenso e fundamental panorama do Renascimento. Mas vá preparado: leve água e algo para comer, pois o tempo de espera é grande!

Fotos: divulgação

 

Exposição: Mestres do Renascimento, foto 5

Michelangelo – afrescos da Capela Sistina/Roma (1508/12)

Roteiro:
Mestres do Renascimento: Obras-primas Italianas
57 obras de artistas como Rafael, Tintoretto, Ticiano, Bellini, Boticelli, Leonardo da Vinci e Michelangelo. Curadoria: Cristina Acidini.
Serviço:
CCBB-SP, Rua Álvares Penteado, 112, tel, 3113-3651. Horários: de segunda a quinta das 10h às 22h; sexta das 10h às 23h; sábado das 8h às 23h e domingo das 8h às 22h. Ingresso: gratuito. Temporada: até 23 de setembro de 2013 (CCBB-Brasília 12 de outubro 2013 a 05 de Janeiro de 2014).

Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
https://www.mixbrasil.org.br/

4 Comentários

Joao Benedito Rubini

julho 20, 2013 @ 00:00

Resposta

Mau, obrigado pelas informaçoes historicas e comentarios. No site do CCBB diz que vai de quarta a segunda… e eu to pensando ir na terça. Serah que dah ? Abraços calorosos

Maurício Mellone

julho 22, 2013 @ 11:17

Resposta

Beneh, querido:
Fui conferir no roteiro q publiquei: pode vir na terça, sim; o horário é até as 22h.
Venha preparado pois as filas são grandes; fiquei 3h para poder entrar!
Mas vale muito a pena, vc sabe disto melhor do q eu!
bjs saudosos

Joao Benedito Rubini

julho 22, 2013 @ 15:58

Resposta

Mau querido, fechou. Vou na terça com tudo e depois te conto um conto. Bjs estalados

Maurício Mellone

julho 22, 2013 @ 16:21

Resposta

Beneh,
volte mesmo aqui pra me contar o q achou da exposição.
Com sua sensibilidade e veia artística, tenho certeza que
sua opinião e comentário serão enriquecedores!
bjs

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: