Peça: Mulheres Ácidas, foto 1

Mulheres Ácidas: perfil do universo feminino através de 4 personagens

De em fevereiro 23, 2017

Peça: Mulheres Ácidas, foto 1

Marianna Armellini e Cristiane Werson se dividem em cena e interpretam os quatro papéis

De maneira leve e descontraída, a peça de Cristiane Werson, Mulheres Ácidas, em cartaz no Teatro Eva Herz, faz um painel do universo feminino por meio da trajetória de quatro personagens, de idades distintas e em momentos diferentes da vida.
Dirigidas por Cristiane Paoli Quito — professora delas na Escola de Artes Dramáticas da USP, Cristiane Wersom e Marianna Armellini se dividem em cena e interpretam as quatro mulheres: a jovem e inexperiente Sofia que acaba de entrar para a universidade, Isadora que passa a vida tentando entender seus sentimentos amorosos, Marta que não sabe dizer não a ninguém e Otacília que, num asilo, espera pela visita dos filhos. Com humor e uma leve acidez (indicada no título), a peça envolve a plateia e as mulheres se sentem identificadas com aquelas personagens.

Peça: Mulheres Ácidas, foto 2

Além de atuarem, Marianna assina o figurino e Cris é a autora

Logo ao entrar, os espectadores são recepcionados pelas duas atrizes, que brincam e procuram deixar todos à vontade (até durante a exibição do vídeo que divulga as peças em cartaz na sala elas interferem e avalizam os espetáculos!). Neste clima bem-humorado é que tem início a trama, com as atrizes se dividindo para dar vida às personagens. São pequenos esquetes, apresentados de maneira intercalada, em que as personagens vão se desenvolvendo: as datas são mencionadas para que o público possa acompanhar a evolução e a trajetória de Sofia, Isadora, Marta e Otacília.

“Essas mulheres são a minha mãe, a minha avó, eu, minhas amigas, as mães e filhas das minhas amigas. Elas são um misto das alegrias, angústias, faltas e desejos que eu observei e vivenciei ao longo desses anos”, explica a autora e atriz Cristiane Wersom.

Além da identificação com as personagens, os espectadores conseguem descobrir as relações que se estabelecem entre estas mulheres na linha do tempo. No programa da peça, a diretora diz que as personagens são levemente desenhadas, para que “o brincar teatral se faça presente ao falarmos de temas tão delicados e contemporâneos. A simplicidade é a tônica desse trabalho”, arremata Cristiane Paoli Quito.

Peça: Mulheres Ácidas, foto 3

As atrizes são dirigidas por Cristiane Paoli Quito

Gosto muito da fórmula de tocar em assuntos mais profundos (como solidão, abandono, machismo e incompreensão dos sentimentos íntimos) usando do humor e da comédia. No entanto, o riso da plateia (pode até ser nervoso) às vezes atrapalha a compreensão e a intenção de provocar reflexão e um questionamento mais duro. No entanto, a sintonia e a empatia entre as atrizes em cena sobressaem e o espetáculo cumpre sua missão de entreter, divertir e provocar uma reflexão. Não perca, a peça fica em cartaz até final de março, sempre às terças e quartas.

Fotos: Vitor Vieira

Roteiro:

Mulheres Ácidas. Texto: Cristiane Werson. Direção: Cristiane Paoli Quito. Elenco: Cristiane Werson e Marianna Armellini. Assistência de direção e produção: Leonardo Devitto. Preparação corporal: Fabrício Licursi. Figurinos: Marianna Armellini. Projeto de luz: Fabrício Licursi.
Serviço:
Teatro Eva Herz (168 lugares), Conj. Nacional, Av. Paulista, 2073, tel. 11 3170-4059. Horários: terça e quarta às 21 horas. Ingressos: R$ 40. Bilheteria: de terça a sábado das 14h às 21h e domingo das 12h às 19h. Vendas: www.ingressorapido.com.br ou 4003-1212. Duração: 80 minutos. Classificação: 14 anos. Temporada: até 29 de março.


4 Comentários

Cristiane

fevereiro 24, 2017 @ 20:45

Resposta

Obrigada, querido! Muito emocionada com sua crítica.

Maurício Mellone

fevereiro 27, 2017 @ 13:23

Resposta

Cristiane,
q ótimo q vc gostou do q escrevi sobre
seu primeiro texto teatral.
Parabéns e sucesso na temporada
bjs

Bruno

fevereiro 23, 2017 @ 23:08

Resposta

Uau…quero muito ver. Eu adoro elas! Boa dica Mau

Maurício Mellone

fevereiro 24, 2017 @ 15:13

Resposta

Bruno,
pena q vc não pode ir comigo.
Vc vai adorar
bjs
Maurício

Deixe comentário

Deixe uma resposta para Cristiane Ou cancelar resposta

Deixe uma sugestão





Deixe uma sugestão

Indique um evento





Indique um evento