RSS FACEBOOK TWITTER

Mulheres Ácidas: perfil do universo feminino através de 4 personagens


Peça: Mulheres Ácidas, foto 1

Marianna Armellini e Cristiane Werson se dividem em cena e interpretam os quatro papéis

De maneira leve e descontraída, a peça de Cristiane Werson, Mulheres Ácidas, em cartaz no Teatro Eva Herz, faz um painel do universo feminino por meio da trajetória de quatro personagens, de idades distintas e em momentos diferentes da vida.
Dirigidas por Cristiane Paoli Quito — professora delas na Escola de Artes Dramáticas da USP, Cristiane Wersom e Marianna Armellini se dividem em cena e interpretam as quatro mulheres: a jovem e inexperiente Sofia que acaba de entrar para a universidade, Isadora que passa a vida tentando entender seus sentimentos amorosos, Marta que não sabe dizer não a ninguém e Otacília que, num asilo, espera pela visita dos filhos. Com humor e uma leve acidez (indicada no título), a peça envolve a plateia e as mulheres se sentem identificadas com aquelas personagens.

Peça: Mulheres Ácidas, foto 2

Além de atuarem, Marianna assina o figurino e Cris é a autora

Logo ao entrar, os espectadores são recepcionados pelas duas atrizes, que brincam e procuram deixar todos à vontade (até durante a exibição do vídeo que divulga as peças em cartaz na sala elas interferem e avalizam os espetáculos!). Neste clima bem-humorado é que tem início a trama, com as atrizes se dividindo para dar vida às personagens. São pequenos esquetes, apresentados de maneira intercalada, em que as personagens vão se desenvolvendo: as datas são mencionadas para que o público possa acompanhar a evolução e a trajetória de Sofia, Isadora, Marta e Otacília.

“Essas mulheres são a minha mãe, a minha avó, eu, minhas amigas, as mães e filhas das minhas amigas. Elas são um misto das alegrias, angústias, faltas e desejos que eu observei e vivenciei ao longo desses anos”, explica a autora e atriz Cristiane Wersom.

Além da identificação com as personagens, os espectadores conseguem descobrir as relações que se estabelecem entre estas mulheres na linha do tempo. No programa da peça, a diretora diz que as personagens são levemente desenhadas, para que “o brincar teatral se faça presente ao falarmos de temas tão delicados e contemporâneos. A simplicidade é a tônica desse trabalho”, arremata Cristiane Paoli Quito.

Peça: Mulheres Ácidas, foto 3

As atrizes são dirigidas por Cristiane Paoli Quito

Gosto muito da fórmula de tocar em assuntos mais profundos (como solidão, abandono, machismo e incompreensão dos sentimentos íntimos) usando do humor e da comédia. No entanto, o riso da plateia (pode até ser nervoso) às vezes atrapalha a compreensão e a intenção de provocar reflexão e um questionamento mais duro. No entanto, a sintonia e a empatia entre as atrizes em cena sobressaem e o espetáculo cumpre sua missão de entreter, divertir e provocar uma reflexão. Não perca, a peça fica em cartaz até final de março, sempre às terças e quartas.

Fotos: Vitor Vieira

Roteiro:

Mulheres Ácidas. Texto: Cristiane Werson. Direção: Cristiane Paoli Quito. Elenco: Cristiane Werson e Marianna Armellini. Assistência de direção e produção: Leonardo Devitto. Preparação corporal: Fabrício Licursi. Figurinos: Marianna Armellini. Projeto de luz: Fabrício Licursi.
Serviço:
Teatro Eva Herz (168 lugares), Conj. Nacional, Av. Paulista, 2073, tel. 11 3170-4059. Horários: terça e quarta às 21 horas. Ingressos: R$ 40. Bilheteria: de terça a sábado das 14h às 21h e domingo das 12h às 19h. Vendas: www.ingressorapido.com.br ou 4003-1212. Duração: 80 minutos. Classificação: 14 anos. Temporada: até 29 de março.

, , , ,

Maurício Mellone

Como jornalista — tendo atuado em rádio, TV, jornal, revistas e assessoria de imprensa —, a palavra sempre foi minha matéria prima. No entanto, desde 2000 venho cultivando o plano B, ou seja, mantenho no meu velho PC um arquivo com meus escritos, que na verdade já era um pré-blog. Lá, deixo fluir a imaginação para que a linguagem inclusive ganhe novos contornos.


Ver todos os posts de Maurício Mellone »

4 Comentários para “Mulheres Ácidas: perfil do universo feminino através de 4 personagens”

  1. Cristiane Says:

    Obrigada, querido! Muito emocionada com sua crítica.

    responder

  2. Bruno Says:

    Uau…quero muito ver. Eu adoro elas! Boa dica Mau

    responder

Deixe uma resposta para Maurício Mellone