Nara: premiado musical de volta à cidade em curta temporada

De em fevereiro 29, 2012

 

Fernanda Couto revive Nara Leão no palco e assina o roteiro ao lado de Márcio Araújo

 

“Se quiserem saber /
se volto, diga que sim/
Mas só depois que a saudade se afastar de mim/
Só depois que a saudade se afastar de mim.”   

 

Do fundo da plateia que Fernanda Couto surge cantando um dos grandes sucessos de Nara Leão, Diz que fui por aí, de Zé Keti e Hortêncio Rocha. Já no palco, ao lado de Rodrigo Sanches, William Guedes e Guilherme Terra a atriz encarna a musa da bossa nova no musical Nara, que está de volta a São Paulo, no Teatro Jaraguá, depois de temporadas de sucesso aqui, no Rio, Brasília, Teresina e diversas cidades do interior paulista. Na bagagem, o musical traz também alguns prêmios e indicações e, de acordo com a atriz, era muito importante para todos do projeto que estivessem em cartaz neste ano em que Nara Leão completaria 70 anos de idade.

Poucos elementos cenográficos e algumas trocas de figurino bastam para Fernanda e os três músicos e atores apresentarem um painel tanto da trajetória de Nara Leão como um panorama artístico, político e social do período em que ela viveu.
O enredo, assinado pela atriz e pelo diretor, conta com a direção musical de Pedro Paulo Bogossian; por meio de mais de 20 canções o público relembra desde o início da carreira de Nara, com as famosas reuniões em seu apartamento ao lado dos criadores da bossa nova, sua primeira gravação em 1964, com canções de Zé Keti, Carlos Lyra, Vinícius de Moraes, Baden Powell, Edu Lobo, entre outros, o politizado show Opinião, sua participação junto à Tropicália, seu envolvimento nas manifestações contra o golpe militar, seu auto-exílio, seu casamento com o cineasta Cacá Diegues até seu regresso ao Brasil e o sucesso de sua carreira internacional divulgando a bossa nova pelo mundo.
Sem a intenção de ser didático, o enredo do musical se baseou em textos e depoimentos da cantora à imprensa:

 

“O musical é uma homenagem a esta artista da maior importância para a nossa música”, argumenta o diretor.

 

Já Fernanda faz questão de ressaltar a contribuição de Pedro Paulo Bogossian: “Com sua sensibilidade e experiência, conduziu-nos com maestria por esse universo musical, acrescentando bossa ao espetáculo”, revela a atriz.

Rodrigo Sanches, Guilherme Terra, William Guedes e Fernanda interpretam mais de 20 sucessos de Nara Leão

 

O espetáculo foge dos padrões norte-americanos de musical: é singelo e desde o início envolve o espectador, que canta todos os sucessos de Nara acompanhando os atores no palco. Justa e agradável homenagem. Nara fica em cartaz somente até o dia 18 de março.

 

Aos fãs da cantora e amantes da música brasileira, uma dica valiosa. Isabel Diegues, filha de Nara e Cacá Diegues, depois de vasta pesquisa lançou o site www.naraleao.com.br, que reúne toda a obra da cantora, com letras das músicas, fichas técnicas, textos dos encartes, fotos e gravações esparsas. Vale a pena conferir!

 

Fotos: Bianchi Jr.

 

Tório 2
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro

2 Comentários

Márcio Araújo

março 1, 2012 @ 11:05

Resposta

Lindos comentários, Maurício. Muito obrigado popr ver o nosso espetáculo de peito aberto, com tamanha sensibilidade. Grande abraço

Maurício Mellone

março 1, 2012 @ 16:46

Resposta

Márcio:
Que ótimo que vc gostou da resenha. O espetáculo é singelo e envolvente!
Emocionei-me em diversas passagens!
Parabéns!
bjs

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: