Peça: O Homem Elefante, foto 1

O Homem Elefante : Cia Aberta faz últimas apresentações na cidade

De em setembro 30, 2016

Peça: O Homem Elefante, foto 1

Vandré Silveira interpreta Joseph Merrick, o jovem inglês que nasceu com uma deformidade e viveu no século XIX

A carioca companhia aberta, formada por três mineiros — Daniel Carvalho Faria, Davi de Carvalho e Vandré Silveira — termina neste final de semana a temporada em São Paulo, no Centro Compartilhado de Criação, da montagem da peça de Bernard Pomerance, O Homem Elefante, com direção de Cibele Forjaz e Wagner Antônio.
A trama é baseada na história real de Joseph Merrick, um jovem que viveu em Londres, na metade  do século XIX, e que era portador de uma terrível deformação física, daí ser conhecido como homem elefante. Abandonado pela madrasta num abrigo de crianças, Joseph passou a ganhar a vida vendendo bugigangas nas ruas até trabalhar num circo, em shows de aberrações. Posteriormente, Joseph foi resgatado pelo jovem médico Frederick Treves, que o acolheu num prestigiado hospital londrino. A peça de Pomerance foi montada com sucesso nos anos 1980 na Broadway, ganhou versão para o cinema pelas mãos de David Lynch e em 1981 foi dirigida no Brasil por Paulo Autran, tendo no elenco Antonio Fagundes e Ewerton de Castro.

Peça: O Homem Elefante, foto 2

Elenco: Daniel Carvalho Faria, Vandré, Regina França e Davi de Carvalho

A montagem atual, que encerra temporada na próxima segunda-feira,  começou a ser construída aqui em São Paulo, mas estreou no Rio e também já foi apresentada em Belo Horizonte. Os espectadores são convidados a entrar e, ao dar início, todos percebem que representam as plateias do circo de horrores onde Joseph Merrick — em interpretação impactante de Vandré Silveira — se apresentava. Os diretores criam um grande mistério para a primeira aparição de Merrick, muito em função da aversão que todos tinham ao se deparar com o jovem cidadão britânico do século XIX. Será que não é o mesmo que acontece até hoje, com a dificuldade das pessoas em saber lidar com o diferente, com aquilo que não é tido como ‘normal’?
A trama mostra toda a trajetória de vida de Merrick (que viveu só até os 27 anos), desde os shows em Londres, a frustrada estadia na Bélgica onde foi assaltado por seu empresário Ross, interpretado por Daniel Carvalho Faria, seu regresso a Londres e o resgate ao hospital em que Dr Treves (Davi de Carvalho) o acolheu, até seu encontro com a atriz Kendal, vivida por Regina França. No programa da peça os atores da companhia aberta dizem eles são “quatro elefantes sonhando juntos para contar esta metáfora do mundo deformado em que vivemos”.

Peça: O Homem Elefante, foto 3

Montagem é dirigida por Cibele Forjaz e Wagner Antônio

 

Com uma produção enxuta e poucos elementos cênicos, a direção dá ênfase à composição do personagem central: se a princípio a caracterização da anormalidade física de Merrick é evidenciada, com o desenrolar da trama o público passa a conhecer o ser humano que habita aquele corpo deformado e a cena final causa grande impacto, com o ator literalmente despido de qualquer recurso ou truque cenográfico. A empatia e identificação são imediatas: Merrick sempre quis ser um “homem como os outros”.
Sem dúvida, O Homem Elefante é um dos grandes destaques do ano, pena que cumpriu temporada de apenas um mês na cidade. Mas ainda dá tempo, são mais cinco sessões; hoje, duas no sábado, domingo e segunda. Confira!

 

Fotos: Rodrigo Castro

Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Uba

2 Comentários

Fábio Mráz

setembro 30, 2016 @ 17:42

Resposta

Ótima resenha, Mau.
Realmente a interpretação e composição do Vanfré é impressionante!

Maurício Mellone

outubro 3, 2016 @ 14:29

Resposta

Fábio,
Fiquei muito impressionado com a performance do Vandré, na pele do homem elefante!
Trabalho digno de prêmios!
Obrigado por sua presença aqui no Favo, sempre constante e carinhosa!
bjs

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: