Peça: O Leão no Inverno, foto 1

O Leão no Inverno: peça mostra intrigas do poder na era de Henrique II

De em junho 6, 2018

Peça: O Leão no Inverno, foto 1

Leopoldo Pacheco, Caio Paduan e Regina Duarte: monarcas da trama de James Goldman

Lutas internas pelo poder, intrigas, conchavos e rivalidades na disputa pela herança familiar. Parece enredo da sociedade contemporânea, mas trata-se do mote central da peça do dramaturgo norte-americano James Goldman, O Leão no Inverno, em cartaz no Teatro Porto Seguro. A trama, inédita no Brasil e dirigida por Ulysses Cruz, retrata a era de Henrique II, que reinou a Inglaterra de 1154 a 1189, quando faleceu aos 56 anos.

A peça foi escrita em 1966, teve duas versões para o cinema e a montagem atual procura não só relatar a briga interna da família real inglesa daquela época, como ressaltar que até hoje pouco mudou a forma de exercer o poder. Leopoldo Pacheco e Regina Duarte, como os reis Henrique II e Eleanor de Aquitânia, lideram o elenco.

Peça: O Leão no Inverno, foto 2

Camila dos Anjos é a amante do Rei (Pacheco), rival de Eleanor (Regina)

Nesta montagem, a direção optou por mesclar o ensaio de um grupo de teatro para a encenação da peça, com o enredo da obra de Goldman. Assim, o espetáculo começa na coxia do teatro com os atores sentados numa mesa, como se estivessem num ensaio da peça. A entrada do rei, ainda sem o figurino completo, determina o início da encenação propriamente dita. O que o espectador apreende é a disputa pelo poder entre Henrique II e a rainha: mesmo em plena atividade, o rei mantém a esposa presa numa torre por alta traição (a liberta somente nas festividades de Natal) e deseja que seu sucessor seja o filho caçula John (Filipe Bragança); já Eleanor articula para que o filho mais velho do casal, Ricardo interpretado por Caio Paduan, seja o novo monarca. O filho do meio, Geoffrey (Michel Waisman) articula para obter vantagens, seja qual for o irmão escolhido para suceder o pai.

Para complicar ainda mais os conchavos políticos, a princesa Alais, vivida por Camila dos Anjos, que é amante do rei, mede forças com Eleanor e recebe o apoio de seu irmão, o rei da França Philip, interpretado por Sidney Santiago.

 

“Esta é uma peça clássica, que pode ter uma gama de interpretações. Escolhemos uma visão para dialogar com o Brasil contemporâneo. É a história de uma mulher poderosa que vai enfrentar um homem poderoso e no meio estão os filhos. A trama mostra até onde cada um vai pela busca de poder, lida com questões políticas, caráter, família, como ocorre em muitos casos na disputa de herança até hoje”, explica Ulysses Cruz.

Mesmo se tratando de personagens históricos, a trama pode contribuir para que o público reflita sobre os bastidores do poder e sobre a ganância do ser humano para exercer este poder. Além da concepção cênica criativa, destaque para a atuação de Leopoldo Pacheco na pele do monarca e para a composição de personagem de Camila dos Anjos. A iluminação de Caetano Vilela também deve ser ressaltada, assim como o figurino assinado pelo diretor. Único senão: o espetáculo poderia ser mais enxuto. Mas o carisma junto ao público de Regina Duarte é impressionante: a atriz é ovacionada ao final da apresentação.

 

 

Peça: O Leão no Inverno,foto 3

Herdeiros: John (Filipe Bragança), Geoffrey (Michel Waisman) e Ricardo (Caio Paduan)

Roteiro:
O Leão no Inverno. Texto: James Goldman. Tradução: Marcos Daud. Direção: Ulysses Cruz. Direção de movimento e codireção: Leonardo Bertholini. Direção musical: John Boudler, Gilberto Rodrigues e Nelton Essi. Elenco: Leopoldo Pacheco, Regina Duarte, Caio Paduan, Filipe Bragança, Camila dos Anjos, Michel Waisman, Sidney Santiago, Rafael de Bona. Músicos: Gilberto Rodrigues e Nelton Essi. Trilha sonora: Rafael Caetano. Cenário: Lucas Isawa. Figurino: Ulysses Cruz. Iluminação: Caetano Vilela. Fotografia: Marco Moraes. Direção de produção: Henrique Benjamin. Realização: Benjamin Produções.
Serviço:
Teatro Porto Seguro (508 lugares), Al. Barão de Piracicaba 740, tel. 11 3226-7300. Horários: sexta e sábado às 21h e domingo às 19h. Ingressos: sexta de R$ 70 a R$ 25, sábado e domingo de R$ 80 a R$ 30. Vendas: bilheteria (de terça a sábado das 13h às 21h e domingo das 12h às 19h) e pela internet – www.tudus.com.br. Duração: 100 min. Classificação: 12 anos. Temporada: até 29 de julho de 2018.


Deixe comentário

Deixe uma sugestão




Deixe uma sugestão

Indique um evento




Indique um evento