Filme: O Tempo e o Vento, foto 1

O Tempo e o Vento: versão de Jayme Monjardim para épico de Veríssimo

De em outubro 1, 2013

Filme: O Tempo e o Vento, foto 1

Thiago Lacerda é o Capital Rodrigo e Marjorie Estiano e Fernanda Montenegro dão vida à Bibiana em fases diferentes

A formação do Estado do Rio Grande do Sul, a povoação do território brasileiro e a demarcação das fronteiras do sul do país constituem a base da obra literária de Érico Veríssimo O Tempo e o Vento, que o diretor Jayme Monjardim deu sua versão cinematográfica e que acaba de estrear nas principais cidades brasileiras.
Com roteiro de Letícia Wierzchowski e Tabajara Ruas, o filme é um épico e relata mais de 150 anos de história da rivalidade entre as famílias Terra Cambará e os Amaral, desde a destruição dos povos das Missões até as lutas do final do século XIX. No final da vida, Bibiana Terra Cambará, interpretada pela talentosíssima Fernanda Montenegro, relembra para seu grande amor, o capitão Rodrigo, vivido por Thiago Lacerda, os principais fatos ocorridos em sua cidade e com a família, que no fundo dão um painel da história da formação do sul do país.
O livro de Érico Veríssimo traz a saga de quatro gerações das famílias rivais. Já o O Tempo e o Vento de Jayme Monjardim — que conta com 100 atores e 2 mil figurantes —  tem como base a trama literária, mas o diretor faz questão de afirmar que é uma visão bem particular da obra literária:
Não filmo o livro. Meu filme é uma visão romântica do livro, tanto que tivemos 27 versões até chegar ao roteiro final, que eu defino como o amor eterno de Bibiana pelo capitão Rodrigo. Por isto que o filme é o último dia da vida de Bibiana: ela recebe a visita de seu grande amor, faz um grande flash back de sua vida e eles vão embora juntos para a eternidade. Sempre disse que só filmaria se fosse com a Fernanda Montenegro, que é a alma deste trabalho”, confessa o diretor em entrevista ao programa Almanaque, da Globo News.

Filme: O Tempo e o Vento, foto 1

Cena do casamento de Bibiana e Rodrigo, interpretados por Marjorie e Thiago

O grande destaque desta superprodução fica para as belas tomadas da natureza dos pampas gaúchos: além das cenas épicas nos campos de batalha, o diretor utiliza imagens de nascer do dia e pôr do sol como elemento narrativo. O cuidado em reproduzir a época — com figurino, objetos de cena e uma cidade cenográfica construída na cidade de Bagé —, também deve ser ressaltado em O Tempo e o Vento. Mas a entrega e a dedicação do elenco, sem dúvida, é fator decisivo para o resultado final do filme. A atuação de Marjorie Estiano, Cleo Pires, Paulo Goulart, Suzana Pires, Cacá Amaral, Leonardo Medeiros, José de Abreu e tantos outros valorizam a história narrada.

Filme: O Tempo e o Vento, foto 3

Thiago e Fernanda vivem o par romântico do filme de Jayme Monjardim

No entanto, Fernanda Montenegro emociona da primeira tomada à última cena! E Thiago Lacerda transmite vigor e ao mesmo tempo o lado brejeiro e romântico do personagem.De um grande romance da literatura brasileira, Jayme Monjardim soube extrair o cerne e contar uma bela história pelas lentes do cinema

Fotos: divulgação


8 Comentários

alex

janeiro 16, 2015 @ 23:53

Resposta

foi um dos melhores filmes que assisti,resumido e narrado de forma simples,deram show marjo

rie,thiago,fernanda,cleo eo saudoso paulo,monjardim 10,ERICO VERISSIMO 1 GENIO!!!!!!.

Maurício Mellone

janeiro 20, 2015 @ 16:11

Resposta

Alex,
tb gostei muito do filme do Jayme Monjardim sobre a obra do Veríssimo.
Obrigado por me visitar
abrs e volte sempre!

ivonedorneles

janeiro 11, 2014 @ 18:08

Resposta

Adorei o filme. Tenho uma sugestão de um livro para outro sucesso, tenho certeza que será uma obra que envolve romance,história, e de uma maneira muito inteligente abrange a miscegenação do Brasil e uma an´lise social, antrpológica e filosófica de mundo, porém local.
Sucesso e bom trabalho
Aguardo

Maurício Mellone

janeiro 13, 2014 @ 10:49

Resposta

Ivone:
Jayme Monjardim fez uma versão da obra de Érico Veríssimo;
há críticas, mas adaptar um livro para o cinema (adaptação de
qualquer obra para outro veículo) é sempre arriscado. É preciso entender
q a adaptação é outra obra.
Gostaria de saber qual a sua sugestão de livro….
abr e volte sempre

Flavio

outubro 1, 2013 @ 18:17

Resposta

Mauricio,
Parabens, pela resenha ! Foi o filme mais emocionante a que assisti neste ano ! A Fernanda realmente arrasou , um profissionalismo nato nao ? Surpreendente a atuaçao do Thiago Lacerda, me encantei pelo vigor e forca do personagem ! Estao todos os atores e o diretor , de Parabens !!

Maurício Mellone

outubro 2, 2013 @ 14:02

Resposta

FLÁVIO:
Gostei do filme tb. Li uma entrevista do Jayme Monjardim, ele diz
que é “um contador de histórias. O importante é saber contar uma história,
independentemente da linguagem” utilizada. Assim ele já se adianta às críticas
de que seu filme é um ‘novelão’. E daí que seja? História bem contada, isto q o
público quer, seja no cinema, no teatro ou na TV.
Obrigado por sua participação
bjs

Ed Paiva

outubro 1, 2013 @ 16:50

Resposta

Estou curioso para assistir. O Tempo e o Vento faz parte de meu imaginário infantil. Lembro-me ainda da versão da TV Excelsior, em 1967, com Georgia Gomide, Carlos Zara, Gianfresco Guarnieri, Altair Lima e tantos outros!

Maurício Mellone

outubro 2, 2013 @ 14:04

Resposta

Ed:
A Globo tb fez uma minissérie, né? A Glória Pires interpretou a Ana Terra, papel hoje
defendido pela filha Cleo no filme do Jayme Monjardim!
Vá assistir e depois volte para comentar!
Obrigado pela visita e o incentivo, sempre!
bjs

Deixe comentário

Deixe uma sugestão





Deixe uma sugestão

Indique um evento





Indique um evento