Filme: Paterson, foto 1

Paterson: filme traz perfil de um motorista de ônibus que é poeta

De em abril 25, 2017

Filme: Paterson, foto 1

Adam Driver vive o motorista de ônibus urbano que é fascinado pelas palavras

Ao contrário do ritmo alucinado e afobado da sociedade contemporânea, o diretor Jim Jarmusch — conhecido por realizar obras que dão ênfase à contemplação — imprime seu ritmo todo próprio em Paterson. Rodado na pacata Paterson, cidade de Nova Jersey/EUA, com pouco mais de 140 mil habitantes, o filme é um olhar minucioso e delicado ao cotidiano de um homem comum, Paterson (mesmo nome de sua cidade), vivido por Adam Driver, um motorista de ônibus urbano, que em todo o intervalo de que dispõe escreve poesias.

O roteiro, assinado pelo diretor, retrata o dia a dia de Paterson durante uma semana, desde que acorda ao lado de sua mulher Laura, interpretada por Golshifteh Farahani, sua ida ao trabalho, a rotina de transportar as pessoas no ônibus (fica atento aos diálogos dos passageiros), até sua volta pra casa, seus passeios diários com o cachorro e as idas ao bar do amigo Doc (Barry Shabaka Henley). No entanto, o diretor faz questão de mostrar o fascínio de Paterson pela literatura, em especial à poesia: o motorista vive com seu caderno secreto e sempre que pode escreve seus poemas, que retratam seu mundo interior, seu amor pela esposa e como enxerga tudo que o rodeia. Os poemas escritos pelo personagem são do escritor Ron Padgett.

 

Filme: Paterson, foto 2

Paterson e Laura, interpretada por Golshifteh Farahani, são apaixonados

“Quando você é criança/
Você aprende que tem três dimensões:/
altura, largura e profundidade/
Como uma caixa de sapatos./
Então depois você fica sabendo/
sobre uma quarta dimensão./
Tempo.”

Este é um dos primeiros poemas ditos por Paterson (o ator diz em off a poesia e em algumas vezes o diretor imprime na tela os versos). O espectador, pra absorver bem o clima do filme, precisa se acalmar e entrar no ritmo do personagem, que vive sem sobressaltos e sabe conviver com as atribulações dos outros, sem se envolver com elas. Um exemplo é a própria esposa: Laura é inquieta, faz inúmeras coisas — adora pintura e todos os objetos da casa são pintados por ela, sempre em branco e preto; também faz cupcakes para vender em feiras de artesanato e não se conforma que Paterson não edite seus poemas. No trabalho a atitude dele é a mesma: enquanto o fiscal relata seus inúmeros problemas, o motorista sempre diz que ‘está tudo bem’. No bar, à noite, ele também contempla tudo e a todos (talvez buscando inspiração para seus escritos).

Filme: Paterson, foto 3

A casa do casal é toda decorada por Laura

Nada abala o introspectivo Paterson, mesmo no dia em que seu ônibus quebra no meio do caminho, há um incidente no bar e, em sua casa, o cão faz grave travessura. Ele reage, dando soluções às coisas práticas e se retrai quando é atingido emocionalmente. E a poesia é seu grande refúgio.
Sem dúvida, um filme sensível, poético e que envolve o espectador pela delicadeza e o modo simples que o personagem encara os desafios da vida. Grande atuação de Adam Driver. Não deixe de conferir, mas vá ao cinema e realmente desligue-se do mundo, abandone seu celular por uns momentos e embarque na poesia de Ron Padgett e de Jim Jarmusch.

 

Fotos: divulgação

Tório 2
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro

2 Comentários

Paulina Barbosa

janeiro 4, 2019 @ 14:21

Resposta

Interessante, você gostou do filme? É excelente, sinto que história é boa, mas o que realmente faz a diferença é a participação do ator Adam Driver neste filme. Eu o vi recentemente em Lucky Logan Roubo em Família, você viu? A participação do ator foi fundamental. Adorei, pessoalmente eu acho que é um dos filmes de comedia mais assistidos que nos prende. A historia está bem estruturada, o final é o melhor! Sem dúvida a veria novamente, se ainda não tiveram a oportunidade de vê-lo, eu recomendo. Cuida todos os detalhes e como resultado é uma grande produção.

Maurício Mellone

janeiro 7, 2019 @ 10:17

Resposta

Paulina,
obrigado por seu comentário.
A resenha do filme foi postada há tempos, q bom q vc
gostou e deixou sua opinião.
Volte sempre, procuro manter atualizada a agenda
de cinema e teatro,
Um abraço

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: