Categoria: Poesia

Trevo de quatro folhas

Poemas escritos em 13 de julho de 2012, numa sexta 13 de muita sorte

Abandonado pela amada, mas sensível o bastante para verter sua dor em poesia. É desta forma que o poeta e professor de língua portuguesa volta a colaborar com o Favo

Tório 2

Pode parecer contraditório, mas nesta época de festas também podemos
refletir sobre o destino do Homem na Terra. Este é o tom do poema de Giacomo Leone, professor de língua portuguesa e poeta, que faz sua estreia aqui no Favo

  • dezembro 19, 2011
  • 2 Comentários

DoEU SÓ: Poema criado em junho/11

  • outubro 13, 2011
  • 0 Comentários
Favo do Mellone

INTERIOR, poema esboçado no início do ano e revisado hoje. Ganhou a grata colaboração do artista plástico
Osmar Beneson, com sua obra MAGIKOS

  • agosto 11, 2011
  • 4 Comentários

Escultura: Florida Generica, do arquiteto Eduardo Catalano

Buenosaires
Dos ares portenhos
Trago a impressão
Do lado azul da vida
O lado da luz, da bênção.

Que aqueles bons ares
Dos meus cumpleaños
Me remetam sempre
Ao insight pulsante
Do entendimento de
Vida e morte.
Daí a busca incessante
Do norte
Da luz azul
Da vida!

poema de fev/10
Escultura: Florida Generica de Eduardo Catalano

  • fevereiro 9, 2011
  • 4 Comentários
Uba

Vaso com flores de maio, varanda do meu apê

FLORES
Flores pra você,
meu grande amor,
Sem tristeza,
desespero ou dor.
Só desejo, do fundo de minh’alma,
Felicidade
Alegria e luz
No caminhar evolutivo de sua alma

Quando falo do nosso amor
Falo do amor em sua plenitude,
Do amor não restritivo
Falo do amor expansivo.
Se o coração, que nos deixa vivos,
Vive de ciclos de relaxamento
E ciclos de contração,
Nossos sentimentos
Também são cíclicos,
Vivemos diástoles e sístoles,
Podemos estar contraídos, restritos, aflitos
Mas somos expansivos, afáveis e receptivos
Ao amor pleno e eterno.

Já vivi a expansão e também a contração.
Que o meu presente,
Mais que as flores,
Seja o pulsar vibrante
De minh’alma alegre e sem dores!

Poema de 06/11/2010
dedicado ao Gil

  • fevereiro 9, 2011
  • 4 Comentários

Poema de 2007

  • dezembro 29, 2010
  • 4 Comentários
Marcos Zaccharias Publicitário

Mar em Ilha Bela-SP

Sábado

Tarde, entre
Meus vaSOS
Em busca
Dos cacos
Do meu eu.

Quero retoMAR
O prumo
E nessas ondas
Recriar o
Mosaico de meus eus
De meu
Deus!

  • dezembro 8, 2010
  • 0 Comentários

Poema criado em 2001, com revisão em 2006 e hoje para postar

  • outubro 1, 2010
  • 2 Comentários
Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: