Categoria: Teatro

Peça: Projeto Rastejar, foto 1

A peça da nova companhia é uma metalinguagem, em que três atores ensaiam uma peça enquanto o diretor não chega. Num certo instante, eles param tudo e refletem sobre a carreira e as próprias angústias

Peça: Memórias (Não) Inventadas, foto 1

Sob direção de André Garolli e com Fernanda Viacava, que agora divide a cena com Eucir de Souza e Camila dos Anjos, trama traz uma prostituta à beira da morte que se divide entre o real e o imaginário

Peça: A Dor, foto 1

Peça baseada na história da escritora Marguerite Duras, que no final da segunda guerra ansiava pela volta de Robert Antelme, preso pelos nazistas. Solo de Rita Grillo com direção de Vanessa Bruno

Peça: Afinação I, foto 1

Atriz vive a pensadora e professora Simone Weil, que recebe os espectadores como se fossem seus alunos. Com textos dela mesma e de Bertolt Brecht, Karl Marx, Georg Hegel, ela discorre sobre liberdade

Peça: Jacqueline, foto 1

Trama refaz a trajetória de Jacqueline Du Pré, desde a infância com a irmã, o sucesso ao lado do marido, o maestro Daniel Barenboim, até o abandono da música em razão de uma doença incurável

Peça: Dark Room, foto 1

Eduardo Martini vive uma drag queen aposentada que é contratada para ensinar a profissão a um jovem rapaz. Trama revela outras relações entre os personagens. Direção de Aimar Labaki

Peça: Casa apodrecida, foto 1

Com direção e adaptação de Leonardo Bertholini, o espetáculo do Grupo Tronco recria o clássico O Primo Basílio, do escritor português, sem o uso de palavras, só com expressão corporal e trilha sonora

Peça: Leite Derramado, foto 1

Premiado livro ganha adaptação cênica do diretor Roberto Alvim. Juliana Galdino interpreta o personagem central, Eulálio D’Assumpção, que aos 100 anos revê sua vida e a história do Brasil

Peça: Inutilezas, foto 1

Com direção de Moacir Chaves e o aval do escritor mato-grossense, o roteiro criado por Bianca Ramoneda, que divide o palco com Gabriel Braga Nunes, reproduz a atmosfera lúdica dos livros do autor

Peça: Espelhos, foto 1

Com direção de Vivien Buckup, Ney Piacentini vive personagens dos contos dos mestres da literatura brasileira escritos com um intervalo de 80 anos. Com o mesmo título, os textos dissecam a alma humana

Deixe uma sugestão





Deixe uma sugestão

Indique um evento





Indique um evento