Exposição: Adelio Sarro, foto 1

Sarro- O Brasileiro Global: mostra de obras inéditas de Adelio Sarro

De em dezembro 14, 2018

Exposição: Adelio Sarro, foto 1

Uma das 53 obras inéditas de Adelio Sarro em exposição até 13/01 na FEIESP

 

Inéditas ao público brasileiro, 53 obras — entre pinturas e esculturas — compõem a mostra Sarro- O Brasileiro Global, em cartaz no Espaço de Exposições do Centro Cultural FIESP. A exposição faz um breve perfil da carreira de Adelio Sarro, artista plástico natural da cidade paulista de Andradina.

Com curadoria de Eduardo Zompero Dias, a exposição, aberta ao público até o dia 13 de janeiro, retrata a trajetória artística de Sarro, com criações de vários períodos de sua carreira. Aos 68 anos, ele é pintor, desenhista, muralista e poeta e já produziu mais de 8 mil pinturas, além de 200 monumentos entre portais, esculturas e painéis espalhados por várias cidades do Brasil e do mundo, como em Genebra, sede da ONU, no Museu Imperial do Japão, na China e no Santuário de Aparecida/SP.

Exposição: Adelio Sarro, foto 2

O artista ao lado de suas esculturas que abrem a mostra

 

Logo ao entrar na exposição, o público se depara com um conjunto de esculturas: são 4  de grandes dimensões, 7 menores e uma em amarelo com o sugestivo nome de ‘Liberdade e Saudade’. Ao longo da parede de um dos lados da sala há uma linha do tempo com o resumo da vida e carreira de Adelio Sarro, que desde pequeno já mostrava interesse pela pintura; como ajudante do pai na agricultura e na construção civil, ele aproveitava restos de madeira, tinta e outros materiais para realizar seus primeiros trabalhos. Aos 16 anos, já em São Caetano do Sul, faz aulas de pintura e aos 23 anos participa de mostras coletivas e individuais. Em 1980, Sarro ganha o mundo, expondo em países da América Latina, Europa e Japão.

 

Ainda na juventude, Sarro ficou fascinado com as obras de Cândido Portinari e passou a estudar o estilo de grandes pintores como Pablo Picassso, Diego Rivera, José Orozco, até criar o seu próprio estilo. O tema central das telas expostas, sem dúvida, é o Homem, com destaque para os trabalhadores, além de casais e crianças brincando.

 

“Os personagens das telas de Sarro são agricultores, trabalhadores, mulheres, indígenas, mulatas, diaristas, mães e filhos. As mãos fortes e predominantes, pés grandes e descalços, expressões melancólicas que nos levam a um choque emocional frente a uma realidade tão remota e ao mesmo tempo tão próxima”, afirma o curador Eduardo Zompeiro Dias.

 

Exposição: Adelio Sarro, foto 3

Corpos Místicos/2009

Outro destaque da mostra é a sequência de obras voltadas à acessibilidade: ao lado da tela original há uma reprodução em que o deficiente visual pode tocar e captar as imagens e texturas da tela; abaixo há ainda um texto em braile.
Para o orgulho do artista, este ano foi inaugurado na cidade de Vinhedo/SP, onde ele reside atualmente, o Memorial de Artes Adelio Sarro, que num espaço de 2mil m² abriga tanto o acervo dele como local para exposições diversas, salas para workshops, loja de souvenirs, um café, além de oficina de escultura e o ateliê do artista.

Sarro- O Brasileiro Global é uma ótima sugestão de passeio neste período de festas e férias escolares. E o melhor, os ingressos são gratuitos. Confira!

 

 


Roteiro:
Sarro: O Brasileiro Global. Exposição de Adelio Sarro. Curadoria: Eduardo Zompero Dias. Centro Cultural FIESP, Espaço de Exposições, Av. Paulista, 1313. Horários: de terça a sábado das 10h às 22h; domingo das 10h às 20h. Ingressos gratuitos. Temporada: até 13 de janeiro de 2019.

Fotos: divulgação

Favo do Mellone
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: