Filmes: Festival Mix Brasil, foto 1

Vencedores do 24º Festival Mix Brasil da Cultura da Diversidade

De em novembro 17, 2016

Filmes: Festival Mix Brasil, foto 1

Todos os ganhadores dos troféus da edição 2016 rodeados pelos diretores João Federici e André Fischer

Numa cerimônia descontraída e informal foram conhecidos ontem, na sala Jardel Filho do Centro Cultural São Paulo, os vencedores do 24º Festival Mix Brasil da Cultura da Diversidade, que receberam os troféus Coelho de Ouro (para o melhor longa-metragem e melhor curta-metragem brasileiros) e Coelho de Prata (nas categorias direção, roteiro e interpretação) também para os filmes nacionais. O público também participa, escolhendo os melhores filmes (longa e curta-metragem) nacionais e internacionais. Há ainda prêmios especiais, com destaque para o Prêmio Canal Brasil de curta-metragem, que este ano ficou para o filme Piscina, de Leandro Godinho, que recebeu R$ 15 mil, será exibido na emissora e vai participar do Grande Prêmio Canal Brasil.

Filme: Festival Mix Brasil, foto 2

André e João na cerimônia de premiação

A festa foi apresentada pelos diretores André Fischer e João Federici, que fizeram questão de ressaltar a pluralidade de atrações do festival, que neste ano promoveu o 1º Mix Lab, encontro dos realizadores, o Crescendo com a Diversidade, com a maciça participação de crianças e adolescentes, que inclusive realizaram um vídeo sobre o festival, além de palestras e a apresentação de peças teatrais, shows musicais e a exibição de 114 filmes, de 26 países. André Fischer anunciou que no ano que vem será instituído novo prêmio, o Mix HIV, uma promoção em parceria com o Centro de Referência e Treinamento DST/Aids, para os melhores filmes com temática sobre HIV e Aids.

Prêmios
Para escolher os vencedores do festival há duas comissões julgadoras, uma para os longas (formada este ano por Desiree Buford, do Festival de São Francisco/EUA, e os produtores Diana Almeida e Gustavo Scofano) e outra para os curtas (formada pela portuguesa Ana David e os atores Murray Bartlett e Tuna Dwek). Os grandes vencedores do Coelho de Outro foram o longa-metragem Waiting for B., dos diretores Paulo Cesar Toledo e Abigail Spindel e o curta-metragem Os cuidados que se tem com o cuidado que os outros devem ter consigo mesmos, de Gustavo Vinagre. Acompanhe a seguir a lista completa dos vencedores:

Filme: Festival Mix Brasil, foto 3

Waiting for B., ganhador do Coelho de Ouro, longa brasileiro

Coelho de Ouro
Melhor longa-metragem brasileiro:
Waiting for B., de Paulo Cesar Toledo e Abigail Spindel

Melhor curta-metragem brasileiro:
Os cuidados que se tem com o cuidado que os outros devem ter consigo mesmos, de Gustavo Vinagre

Coelho de Prata
Prêmio do Júri- curta-metragem

Melhor direção:
Felipe Matzembacher e Marcio Reolon por O último dia antes de Zanzibar

Melhor roteiro:
Daniel Ribeiro e Rafael Lessa por Love snaps

Melhor interpretação:
Maria Alice Vergueiro, por Rosinha, de Gui Campos

Menção honrosa:
A Gis, de Thiago Carvalhaes

Prêmio do Júri- longa-metragem

Melhor direção:
Claudia Priscilla e Pedro Marques por A destruição de Bernardet

Melhor roteiro:
Carlos Juliano Barros e Maurício Monteiro Filho por Entre os homens de bem

Melhor interpretação:
Jean-Claude Bernardet, por A destruição de Bernardet


Menção honrosa:
Lampião da esquina, de Lívia Perez

Filme: Festival Mix Brasil, foto 4

Curta nacional vencedor do Colelho de Ouro, Os cuidados que se tem com o cuidado que os outros devem ter consigo mesmos

Prêmio do público:

Melhor curta-metragem nacional:
A Gis de Thiago Carvalhaes

Melhor curta-metragem internacional:
Trouser Bar, de Kristen Bjorn

Melhor longa-metragem nacional:
Entre os homens de bem de Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros

Melhor longa-metragem internacional:
Strike a pose de Ester Gould e Reijer Zwag

Prêmios especiais:

Prêmio Susy Capó:
Para a peça Anatomia do fauno, direção de Marcelo D’Avila e Marcelo Denny

Prêmio Canal Brasil- curta-metragem:
Piscina de Leandro Godinho

Prêmio show do gongo:
O que não der na kombi, eu boto fogo de Rafael Menezes

Menção honrosa:
Como construir uma carreira de acrobata gospel de sucesso, de Gia Lactea

Prêmio Ida Feldman:
Murray Bartlett

Filme: Festival Mix Brasil, foto 5

Piscina, curta vencedor do Prêmio Canal Brasil

É impressionante o alto nível das produções apresentadas neste ano no festival, apesar da grave crise econômica por que passa o país. E como muitos realizadores apontaram quando foram agradecer a premiação, o mundo passa por uma onda conservadora e preconceituosa. É justamente nestas horas difíceis que todos temos de nos fortalecer e juntos repudiar toda e qualquer atitude discriminatória e de intolerância. O Festival Mix Brasil da Cultura da Diversidade é o exemplo da força, da criatividade e do talento da comunidade LGBT. Que a próxima edição venha ainda mais participativa e inclusiva, mostrando o melhor da cultura da diversidade mundial.

 

 

Fotos: divulgação

http://virginiagaia.com.br/
http://virginiagaia.com.br/

Deixe comentário

Deixe uma sugestão





Deixe uma sugestão

Indique um evento





Indique um evento