RSS FACEBOOK TWITTER

Vida & Obra de Um Tipo à Toa e mais algum teatro de Mario Viana


Livro com peças de Mario Viana

Livro lançado pela Giostri Editora que reúne três peças de Mario Viana

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na dedicatória que recebi no meu exemplar, na tarde de autógrafos, no Espaço Parlapatões, Mario Viana diz do seu prazer em ver as cenas voltarem ao papel. Foi a sensação que tive ao ler seu livro Vida & Obra de Um Tipo à Toa e mais algum teatro de Mario Viana, lançado pela Giostri Editora no mês passado. O escritor, ao criar sua obra, está só e nem imagina como ela será recebida pelo leitor. No caso do dramaturgo, a criação só ganha sentido quando sai do papel e ganha vida no palco. Mas, acredito, o reino da palavra ainda é o papel, o leitor debruça-se sobre o livro e entra para o mundo da fantasia criado pelo autor. É deste prazer que Mario se referia: ele escreve suas peças, que são encenadas — e adoradas pelo público—, mas agora com o lançamento do livro que reúne três delas, o leitor — que já foi seu espectador — tem outra chance de se inebriar com seu universo criativo. O leitor, agora também sozinho, pode compartilhar com o dramaturgo de suas criações linguísticas e literárias.

Mario Viana

O dramaturgo Mario Viana

O livro abre com a apresentação do ator e dramaturgo Hugo Possolo — fundador do grupo teatral Parlapatões que mantém seu espaço na Praça Franklin Roosevelt, no centro da cidade —, que além de contar um pouco de sua parceria com Mario Viana, fala da importância da dramaturgia de Mario Viana e faz uma breve e profunda análise das peças publicadas no livro.

Reconheço na obra do Mario aspectos muito relevantes para a dramaturgia contemporânea. Sua alma de jornalista traz para a cena a curiosidade sobre as opções do homem urbano, em especial o paulistano contemporâneo diante de suas mazelas. Ele é um dramaturgo popular que tem a capacidade de traduzir o espírito de uma época como poucos”, diz Possolo.

 

Peça Vida & Obra de Um Tip à Toa

Daniel Alvim e Maurício de Barros interpretaram João e Zezo

Pela ordem, a primeira peça do livro é a que foi escrita mais recentemente e que acabou de ser encenada, Vida & Obra de Um Tipo à Toa. Nela há dois personagens, João e Zezo, o primeiro um escritor que deseja fazer a biografia de um homem comum e escolhe Zezo como seu personagem. O que move a trama é a relação entre biógrafo e biografado. O conflito entre eles aparece quando João percebe que Zezo perde a originalidade depois de saber que está sendo vigiado. Ele não age mais naturalmente, fica travado. A partir daí ambos passam por transformações profundas: de um lado Zezo começa a se questionar, revê seu casamento, avalia sua relação com a amante e busca se modificar. Já o escritor entra em crise, pois seu personagem está fugindo de seu controle não é mais como a maioria dos homens, que têm uma vida comum. Deste embate intenso entre os personagens o autor faz uma reflexão sobre o universo masculino contemporâneo, com humor e ironia.

Elenco da peça Vestir o Pai, de Mario Viana

Em Vestir o Pai, Karin Rodrigues viveu a mãe e Bárbara Paz e Otávio Martins os filhos

A premiada Vestir o Pai foi encenada em 2008 com direção de Paulo Autran, tendo no elenco Karin Rodrigues, Otávio Martins, Leona Cavalli e Bárbara Paz e  também subiu ao palco em Montevidéu, Roma e Florença. O enredo narra a trajetória de uma família de classe média que, na iminência da morte do pai, discute o futuro de cada um deles. Aos poucos as máscaras de cada um dos personagens caem e os reais interesses sobressaem. Com humor, Mario revela o drama que a matriarca Alzira é obrigada a enfrentar.

Essa frágil mãe coragem subverte a lógica dramatúrgica de jovens revelarem as mazelas das pessoas mais velhas. Aqui Alzira descobre as pequenezas de seus filhos e transforma sua vida”, diz o ator Hugo Possolo.

Um Chopes, Dois Pastel & Uma Porção de Bobagem, peça de Mario Viana-blog

Grupo Parlapatões encenou esta peça que reúne amigos num boteco onde brincam com a criação de um dicionário de escatologia

 

A última peça do livro, Um Chopes, Dois Pastel & uma Porção de Bobagem, foi resultado da parceria com os Parlapatões: de um dicionário de escatologia com piadas de A a Z, Mario criou a peça, em que um grupo de amigos que se reúne num boteco diariamente no happy hour resolve fazer o tal do dicionário de escatologia, como uma brincadeira. Para Possolo, a peça revela, “mais do que o humor de cada escrachado vocábulo, as relações entre diferentes paulistanos e sua incapacidade em lidar com a própria solidão”.
Se você já se emocionou e riu das comédias do dramaturgo, não pode deixar de ler Vida & Obra de Um Tipo à Toa e mais algum teatro de Mario Viana: a emoção será redobrada!

Fotos: divulgação

, , , ,

Maurício Mellone

Como jornalista — tendo atuado em rádio, TV, jornal, revistas e assessoria de imprensa —, a palavra sempre foi minha matéria prima. No entanto, desde 2000 venho cultivando o plano B, ou seja, mantenho no meu velho PC um arquivo com meus escritos, que na verdade já era um pré-blog. Lá, deixo fluir a imaginação para que a linguagem inclusive ganhe novos contornos.


Ver todos os posts de Maurício Mellone »

4 Comentários para “Vida & Obra de Um Tipo à Toa e mais algum teatro de Mario Viana”

  1. Mauricio de Barros Says:

    Parabéns pelo Blog é muito bom!!!
    Em tudo tem conteúdo. Dá vontade de ler tudo.

    Obrigado e muita força nessa luta!
    Mauricio de Barros

    responder

  2. aline Says:

    Bacana demais teus textos.
    Adoro, aprendo muito!
    bjus

    responder

Deixe uma resposta