Filme: Família Bélier, foto 1

A Família Bélier: emocionante filme francês sobre família de surdos

De em janeiro 12, 2015

Filme: Família Bélier, foto 1

Louane Emera, Luca Gelberg, Karin Viard e François Damiens vivem a família de agricultores de uma pequena cidade francesa

Uma família de agricultores de uma cidadezinha do interior da França mantém a vida produzindo e vendendo queijos. Tudo normal e corriqueiro se não fosse um único detalhe: todos são surdos (pai, mãe e irmão caçula), com exceção de Paula, interpretada por Louane Emera, que com apenas 16 anos administra os negócios e é a intérprete de todos no convívio social.
Em A Família Bélier, o diretor Eric Lartigau faz um retrato daquele grupo familiar, mostrando o grau de dependência que eles têm com a jovem. Por isso que quando ela resolve participar de um concurso de canto na capital francesa, Paris, os pais entram em colapso.

Filme: Família Bélier, foto 2

Louane Emera venceu uma das versões do The Voice/França

O espectador não percebe logo de cara que os Bélier são surdos, a vida deles transcorre normalmente na fazenda, com todos executando suas tarefas de maneira corriqueira. Numa das cenas iniciais, a do nascimento de um bezerrinho, Paula participa ativamente e faz agrados na cria que acaba de nascer. Só na mesa de refeição é que ela assume sua principal função, a de intérprete de todos eles.
O roteiro do filme, assinado por Stanislas Carré de Malberg, é conduzido por Paula e mostra o cotidiano da adolescente: sua vida escolar, sua relação com a melhor amiga Mathilde (Roxane Duran), as paqueras e trapalhadas típicas da idade. Mas revela também as responsabilidades que a jovem já assume, tanto no trabalho pesado na fazenda como na comercialização dos queijos; ela precisa se desdobrar na banca que os Bélier mantêm na cidade, pois poucas pessoas sabem a língua dos sinais e a garota precisa ser a intérprete entre os clientes e os pais.
Na escola, Paula e Mathilde resolvem se inscrever na seleção do coral só porque estão interessadas no novo aluno que também é um dos futuros cantores. Por ironia, das duas amigas, só Paula passa no teste, assim como o garoto. Nas primeiras aulas, o professor (Eric Elmosnino) descobre que tanto Paula com o garoto têm dom para o canto e os convoca para um dueto; na sequência propõe que eles se preparem para um teste numa escola especializada em música, em Paris. A jovem se dedica com afinco aos estudos de canto, mas não conta nada aos pais sobre o concurso. Quando Gigi (Karin Viard) e Rodolphe (François Damiens) descobrem, o conflito no interior daquela família se estabelece, pois os pais serão obrigados a reavaliar seus conceitos e o modo como vivem até então (o grau de dependência que criaram com Paula). A cena da apresentação da garota no concurso é de uma delicadeza extrema e de uma emoção indescritível.

Filme: Família Bélier, foto 3

François e Karin, que não são surdos, imprimem verdade aos personagens deficientes auditivos

Além do drama da garota, A Família Bélier se destaca por trazer à tona temas delicados, como o da inclusão e o da reordenação de vida que aquela família foi obrigada a enfrentar. Já na meia idade e com os filhos criados, o casal precisou se reciclar, se reinventar! Destaque para a atuação de Louane Emera (que venceu uma das edições do programa The Voice/França) e para a interpretação de Karin Viard e François Damiens, que não têm deficiência auditiva.

Fotos: divulgação


26 Comentários

Evelynn

maio 6, 2024 @ 19:05

Resposta

Me ajudou pois eu tenho que fazer um resumo

Jeane Campos

novembro 24, 2019 @ 23:42

Resposta

Gostei Muito, um filme que mais uma vez nos mostra como é importante aprender a língua dos sinais, É é muito emocionante

Maurício Mellone

novembro 25, 2019 @ 10:56

Resposta

Jane:
Este filme tb me agradou. Postei a resenha aqui no Favo
logo após a estreia. Faz tempo! rsrsrs
Posto resenhas culturais semanalmente, sobre teatro, cinema, literatura, artes plásticas etc
Volte me visitar, terei o maior prazer!
bjs

Adriana da Silva Bergamim

setembro 3, 2019 @ 19:44

Resposta

Filme maravilhoso assisti para fazer um trabalho da faculdade, mas amei, uma lição de vida.

Maurício Mellone

setembro 4, 2019 @ 10:40

Resposta

Adriana,
há muito postei a resenha sobre este filme: engraçado q
até hoje recebo comentário sobre ele, como o seu.
Tb adorei o filme.
Volte outras vezes ao Favo, tenho sempre novidades
sobre cinema, teatro, literatura etc
Bjs

CLAUDIA CAROLINO DE ALMEIDA

agosto 5, 2019 @ 19:05

Resposta

Filme maravilhoso e de uma sensibilidade incrível!
Ali naquela história diferente era a filha Paula …e também tinha conflitos por isso!
Lindo que a família encontrou um caminho pra seguir em frente se amando!

Maurício Mellone

agosto 6, 2019 @ 10:40

Resposta

Claudia,
obrigado pela visita aqui ao Favo.
Postei a resenha sobre este filme há muito tempo,
q bom q vc hj deixou seu comentário.
Volte outras vezes, sempre haverá novidade por aqui.
Obrigado de novo
abr

Cilene Arnaut Vilela Carvalho

agosto 23, 2018 @ 13:15

Resposta

Assisti semana passada…que lindo filme! Quanta verdade nos personagens. Cheguei a acreditar que o casal de atores era realmente surdo. Delicadeza e sensibilidade marcantes. E que cena foi aquela da apresentação…Amei!

Maurício Mellone

agosto 23, 2018 @ 14:20

Resposta

Cilene,
o filme é mesmo emocionante.
Mas faz muito tempo q postei a resenha
sobre ele!
Que bom q vc assistiu e veio deixar seu comentário.
Obrigado; volte outras vezes, tenho sempre novidades
de cinema, teatro etc
bjs

elza

março 29, 2018 @ 10:44

Resposta

tive o privilegio de assistir adorei muito bom o filme parabéns a todos .

Maurício Mellone

março 29, 2018 @ 12:38

Resposta

Elza,
este filme francês é bem interessante mesmo.
Obrigado por sua visita, volte sempre.
Dicas de cinema e teatro estão sempre por aqui.
Bjs

VANUZA MARIA DA CONCEIÇÃO

março 19, 2018 @ 16:06

Resposta

Que filme maravilhoso fique, muito emocionada que chegue a chorar.

Maurício Mellone

março 20, 2018 @ 14:34

Resposta

Vanuza,
belo filme mesmo.
Volte outras vezes, sempre há dicas de cinema e teatro (principalmente)
por aqui.
Obrigado
bjs

Ivonete Almeida

março 1, 2017 @ 14:40

Resposta

Fantástico o filme! Uma das cenas mais interessantes é quando Paula se apresenta com Gabriel e o filme mostra como é ser surdo. A sensação dos pais ao ver a filha cantando e não ouví-la. O filme emudece. A cena dele cantando diante da banca e dos pais é incrível. Parabéns!

Maurício Mellone

março 2, 2017 @ 10:15

Resposta

Ivonete,
q bom q vc gostou da resenha deste filme (redigi há muito tempo)
Realmente a cena da garota cantando para a banca, mas se apresentando
aos pais e ao irmão, é emocionante!
Obrigado pela visita, volte outras vezes
abr

rosemeri

novembro 7, 2016 @ 00:16

Resposta

amei este filme ja assisti maias de 5x e se passar de novo asisto amei sem palavra

Maurício Mellone

novembro 7, 2016 @ 14:18

Resposta

Rosemeri,
q bom q gostou do filme.
Volte outras vezes ao Favo
abr e obrigado pela visita

ione

junho 16, 2016 @ 15:52

Resposta

Assisti hoje esse filme maravilhoso, de uma sensibilidade sem igual. Chorei muito com ela cantando. Que musica! Gostaria de obter a letra, pois minha filha faz francês, poderia sugerir para uma apresentação. Muito bom!

Maurício Mellone

junho 17, 2016 @ 14:15

Resposta

Ione,
obrigado por sua visita;
infelizmente faz muito tempo q redigi esta resenha e
não tenho como te ajudar com a música q vc gostou.
Volte outras vezes e boa sorte (para conseguir a música)
abr

maria eduarda

outubro 4, 2016 @ 20:09

Resposta

esse filme e muito imocionante essa familia belier

Maurício Mellone

outubro 5, 2016 @ 11:17

Resposta

Maria Eduarda,
tb gostei muito do filme;
faz muito tempo q redigi a resenha…
Obrigado pela visita aqui no Favo, volte sempre
bjs

Maurício Mellone

janeiro 16, 2015 @ 18:08

Resposta

Marcelo,
agora vc leve este exemplo pra vc: nunca saia da
sala de exibição sem terminar todos os créditos do filme;
tb já fui surpreendido uma vez! rsrsr
Bjs e até

marcelo bonecker

janeiro 18, 2015 @ 18:31

Resposta

🙂 alguns filmes usam mesmo essa tecnica… paciencia, dessa vez eu perdi!

Maurício Mellone

janeiro 20, 2015 @ 16:10

Resposta

Marcelo,
não se culpe, muitas pessoas saem mesmo antes
do final dos letreiros!
Eu fico sempre até o finalzinho… rsrsr
bjs

marcelo bonecker

janeiro 13, 2015 @ 21:55

Resposta

concordo que a cena da apresentacao da garota no concurso ė de uma delicadeza extrema e de uma emocao indescritivel!!! que bom que ainda existem cenas assim… gostei muito das cenas de humor sutil e inteligente. mas acima de tudo fiquei emocionado quando ela resolve soltar a voz nos ensaios do coro e nandescoberta emocionante do potencialmque tinha adormecido dentro dela. o que comecou ao acaso numa tentativa de se aproximar de um garoto foi na verdade a chance de mudar de vida! tudo emocionante… um filme que faz a diferenca. e ainda temos que lembrar do professor que cria uma disciplina rigida… e que no final esta la… ao lado dela para aplaudir. so fiquei no ar com uma coisa… como terminou a questao da candidatura do pai a prefeitura do vilarejo local? sera que dormi???

Maurício Mellone

janeiro 15, 2015 @ 10:39

Resposta

Marcelo,
este filme francês é mesmo lindo e emocionante.
Pesquisando para escrever, soube q a atriz Louane Emera venceu uma
das versões do programa ‘The Voice’ na França! Por isso aquela voz
maravilhosa!
Sobre a candidatura do pai da personagem: no final, com os letreiros
subindo, há diversas fotos com o desenrolar da história e como
cada um deles passou a viver sem a dependência da garota; há fotos
do pai com a faixa (representado que tinha sido eleito) e da mãe e do irmão
tb. Talvez vc tenha saído antes (sem terminar os letreiros! rsrsr)
bjs e novamente obrigado por sua constante participação aqui no Favo!

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

    Deixe uma sugestão

    Indique um evento

      Indique um evento

      Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: