Doralice: peça de Dan Rosseto sobre uma prostituta de 70 anos

De em novembro 30, 2020

Gloria Rabelo interpreta a personagem título do espetáculo

 

O teatro ainda se ressente com a pandemia da Covid-19. Sem vacina e com o número de casos e, infelizmente, de mortes em ascensão, a ida às casas de espetáculos fica restrita ou quase proibitiva. A alternativa são as transmissões online; o diretor e dramaturgo Dan Rosseto também resolveu lançar Doralice neste formato. Com transmissão pela plataforma Sympla, a curta temporada do espetáculo termina nesta sexta, dia 04/12.

Com direção do autor, Gloria Rabelo dá vida a Doralice, uma mulher de 70 anos que ganha a vida como prostituta. Ela prefere trabalhar nas ruas e não perde um dia de serviço. Na trama, ela chega em seu ponto e, como naquele dia o movimento está fraco, começa a relatar sua vida, desde a infância até os dias atuais.

 

 

Com Angela Ro Ro como trilha sonora, Doralice chega para trabalhar e vai aos poucos contando seu drama pessoal. Na infância foi rejeitada pelos pais, depois sofreu violência do marido (casou-se muito nova) e foi obrigada a abandonar sua filha numa esquina da cidade. Este o seu maior trauma. A prostituição foi o único meio que ela encontrou para sobreviver, mas sem sofrimento: ela fala de seus clientes e faz questão de afirmar que adora o que faz, acha o sexo muito agradável!

 

 

Atriz é dirigida por Dan Rosseto

 

O relato de Doralice é direto, sem subterfúgios. Ela conta sobre as diversas fases de sua vida, sem ressentimentos. É desta maneira que a atriz cativa o espectador.

 

Já afirmei em outras oportunidades sobre a importância da retomada das atividades teatrais. Entretanto, o teatro em versão digital ainda é uma linguagem a ser dominada, já que não estamos diante de cinema, nem de telenovela e muito menos de um produto audiovisual. Em Doralice pude constatar problemas de iluminação (a luz criada para o palco não funciona para a tela do computador ou do celular), de sonorização (a voz da atriz não esteve no mesmo tom durante a apresentação) e finalmente falhas de movimentação e corte (em algumas cenas, ao se mover a atriz falando ficou fora de cena). Estes ajustes podem ser solucionados. Mas fico na torcida para que a peça volte em condições que conhecíamos antes da pandemia: em teatro, com plateia ao vivo!

 

Roteiro:
Doralice. Texto e direção: Dan Rosseto. Elenco: Glória Rabelo. Direção de produção: Fabio Camara.  Visagismo: Louise Helène. Arte gráfica: Leilane Bertunes. Fotografia: Luiz Mota. Realização: Applauzo Produções e Lugibi Produções.
Serviço:
Transmissão online pela plataforma Zoom. Horários: sexta às 20h. Ingressos: R$ 25. Vendas: Sympla. Duração: 50 min. Classificação: 14 anos: Temporada: até 04/12.

Tório 2
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Uba

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: