Marcelo Médici arrasa em Eu Era Tudo Pra Ela e Ela me Deixou

De em novembro 7, 2011

Marcelo Médici representa nove personagens ao lado de Ricardo Rathsam

Luiz Líbano ficou encantando com o espetáculo estrelado por Marcelo Médici e não resistiu: enviou-me a resenha no mesmo dia em que assistiu. Assim como Cada um com seus pobrema, o ator divide-se em muitos personagens e consegue deixar a plateia eletrizada e morrendo de rir. Confira mais esse sucesso e depois volte aqui para deixar suas impressões sobre a peça.

Apertem os cintos! O piloto não sumiu. E isso não é título de filme! É apenas um convite, ou melhor, um apelo para que o espectador afoito por boa comédia (digo, tragicomédia) vá ao Teatro da FAAP apreciar a peça teatral Eu Era Tudo Pra Ela e Ela me Deixou, cujo título já dispensa quaisquer comentários a respeito do que seja a história. Tentarei ser breve não porque o espetáculo seja menor, muito pelo contrário: a peça de Emílio Boechat — revelação de talento da dramaturgia nacional —, responsável pela hilária Camila Baker Lives in Concert, dispensa quaisquer adjetivos desnecessários.

Luiz Líbano especial para o Favo

Bem, na montagem em questão, dirigida pela sábia e articulada Mira Haar, temos Marcelo Médici brincando de representar (nada mais nada menos) 9 personagens. É o que se pode chamar de uma espécie de Meryl Streep (de calças) em cena, com duas vantagens: é produto (talento) nacional e faz a tal peripécia numa única peça. Em questão de segundos (como em Mistério de Irma Vap), o ator transfigura-se em diferentes personas, mostrando que veio para arrebentar e deixar o público tonto de tanto rir, a ponto de quase da cadeira se lançar, por tanto gargalhar.
Médici não está sozinho em cena, conta com o privilégio de contracenar com Ricardo Rathsam (que o dirigiu em Cada um com seus pobrema). É preciso dizer mais alguma coisa? Sim! O fato de estarem no palco numa espécie de montagem meio samba do crioulo doido em que os dois atores brilham de forma equivalente. A Marcelo cabe a missão de mostrar a versatilidade que lhe é inerente, o que lhe dá a ousadia de mudar a voz, os trejeitos e o caminhar sem cair do salto na composição de suas crias; já a Ricardo cabe a difícil (nem por isso menor ou pior) missão de encarnar o lado mais dramático da história, a personagem Samuel, o abandonado por Dóris, sua esposa.

Médici e Ricardo Rathsam em cena

Gostaria de ressaltar o figurino assinado pela diretora Mira Haar, a iluminação de Kleber Montanheiro e a cenografia de Marco Lima. Esta última é um espetáculo à parte, pois além de acompanhar a agilidade do texto, da direção e do talento dos atores, abre espaço para um toque que é um sonho, um verdadeiro Sonho de Valsa … Mas esse não será revelado; por outro lado, revelar segredo seria indelicado, para não dizer outra coisa. Então? O que está esperando, caro leitor? Corra! Descabele-se até a bilheteria do teatro ou adquira o seu ingresso pela internet. Vá, deleite-se e confira esse espetáculo ímpar!

Luiz Líbano

Fotos: João Caldas

Marcos Zaccharias Publicitário
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
28º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade

8 Comentários

josyanne B.Araujo

maio 14, 2012 @ 10:48

Resposta

Sai de Goiania, para assistir essa peça que foi muito divertida!!!
Ameiiiiii

Maurício Mellone

maio 14, 2012 @ 11:27

Resposta

Josyanne:
Que bom q vc gostou da peça do Marcelo Médici. E fico
muito contente que vc de uma maneira ou de outra teve o Favo
como seu indicador! Volte fazer outras visitas: prometo manter
as dicas sempre atualizadas sobre a produção cultural de Sampa!
abr

Rose Jordão

dezembro 5, 2011 @ 23:01

Resposta

Eu adoro o Marcelo Médici. Não pude vê-lo desta vez, mas já me sinto gratificada com a resenha do Luiz. Ótima!
Parabéns a todos por esse trabalho

Maurício Mellone

dezembro 6, 2011 @ 14:56

Resposta

Rose:
As peças no final de ano saem de cartaz, mas várias voltam em janeiro. Fique atenta,
o Marcelo deve voltar. Fico feliz que a resenha do Luiz tenha contribuído para q vc
ao menos tenha ficado gratificada em não ter ido assistir a essa comédia.
abr e volte sempre fazer uma visita!

Luiz Carlos Líbano

novembro 29, 2011 @ 04:05

Resposta

Esse seu blog realmente é um espetáculo à parte; as dicas aqui são incríveis. Soube pelo ator, Ricardo Rathsam, que os ingressos destinados a convites tiveram de ser cedidos (e postos à venda) a fim de que o elenco cedesse lugar ao público ‘enlouquecido’, afoito por ingressos e os atores encerrassem a temporada deste ano. Até a mãe do ator (em questão) teve de esperar para ver o espetáculo na prorrogação da temporada no próximo ano. Portanto, tá aí o reiterar de uma sugestão pro próximo ano ficar feliz e esse blog cheio de luz, cultura e boas sugestões.
Luiz Líbano.

Maurício Mellone

novembro 29, 2011 @ 11:19

Resposta

Luiz:
Obrigado pelos elogios! Esse tipo de incentivo
só me dá forças para continuar, mesmo com
a dificuldade econômica q enfrento. Anunciante
bem q poderia ter sensibilidade e querer associar sua
marca a um blog que possui um público cativo (como vc)
e formador de opínião!
Tomara q 2012 entre com as luzes esperadas para todos nós!
Bjs

Luiz Carlos Líbano

novembro 8, 2011 @ 01:10

Resposta

Oi, Maurício, muitíssimo obrigado pela confiança em me ceder tal espaço, essa credibilidade que você tem depositado em mim jamais será esquecida, tenha certeza disso. Fico encantado de ter a apreciação dos atores ,que adoraram a minha resenha, e de você que permitiu generosamente que eu invadisse mais uma vez ‘a sua área’.
Agora é só música. Depois do teatro, aguarde-me com as resenhas sobre as cantoras maravilhosas que tenho ouvido.
Sucesso sempre no apreciável blog!
Luiz.

Maurício Mellone

novembro 8, 2011 @ 14:02

Resposta

Luiz:
Sua participação é sempre bem-vinda!
Obrigado
bjs

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: