Filme: O Farol, foto 1

O Farol: filme de terror traz a relação de 2 homens numa ilha isolada

De em janeiro 30, 2020

Filme: O Farol, foto 1

Willem Dafoe e Robert Pattinson protagonizam filme de Robert Eggers

 

Rodado em preto e branco e num formato quadrado — que delimita as ações —, o filme do diretor norte-americano Robert Eggers, O Farol, é imerso num universo de suspense e terror do início ao fim. Tudo começa com a chegada de Ephraim Winslow, vivido por Robert Pattinson, a uma ilha isolada da Inglaterra; ele vem para substituir o antigo ajudante do Farol, cuja morte não foi esclarecida. Quem o recebe é o faroleiro Thomas Wake, interpretado por Willem Dafoe, um homem rude que altera os humores constantemente (na maioria das vezes é de poucas e agressivas palavras, mas sob o efeito do álcool torna-se um falastrão).

 

Premiado pela crítica na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes/19, o filme — com roteiro assinado pelo diretor em parceria com seu irmão Max Eggers — revela a tumultuada relação entre aqueles dois homens, que são obrigados a conviver naquele lugar inóspito, longe da civilização e onde ocorrem estranhos fenômenos.

 

 

Filme: O Farol, foto 2

A relação entre o faroleiro e seu ajudante é de atritos

 

Depois de desembarcar, o novato vai tomar pé da situação e se depara com um lugar sujo e insalubre onde terá de conviver com o faroleiro. Além das péssimas condições de moradia e trabalho, Ephraim logo fica sabendo que é proibido a ele ter acesso ao farol, sendo obrigado a fazer todas as demais tarefas de limpeza e manutenção. A relação entre eles desde o início é de tensão e atritos; no entanto o ajudante se conforma com as rígidas regras, passa o dia todo trabalhando, mas mantém a esperança de conhecer o topo do farol, restrito somente ao faroleiro.

 

 

 

 

 

 

A ilha, além de muito distante do continente e da civilização, é povoada por gaivotas e outras aves marinhas, que perturbam o cotidiano de Ephraim. Um dia ele, sem paciência, mata uma gaivota de forma violenta, o que, segundo a lenda, desencadeia mau agouro para a vida de todos. Se na natureza tudo começa a se transformar (ventos fortes seguidos de chuva torrencial), a relação entre o faroleiro e o ajudante também se modifica. Ephraim, que evita o álcool, cede aos apelos de Thomas e ambos começam a tomar grandes porres durante o dia. Sob efeito da bebida, segredos íntimos dos dois vêm à tona e a relação deles varia de uma proximidade conquistada (há uma cena em que eles chegam até a dançar e quase sai um beijo) às agressões violentas e desmedidas. Em seus delírios, Ephraim sonha com serias e monstros marinhos, o que o levará a um desfecho macabro e surreal.

 

 

Filme: O Farol, foto 3

Suspense e terror do começo ao fim

 

 

 

Trama bem construída em que o clima de suspense e terror vai numa linha ascendente, o que atrai e prende a atenção do espectador. Grande atuação tanto do veterano Willem Dafoe como de Robert Pattinson.

 

 

 

 

 

Fotos: divulgação

Marcos Zaccharias Publicitário
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
https://www.mixbrasil.org.br/

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: