15º Festival de Cinema Latino-Americano de SP: mostra onilne gratuita

De em dezembro 8, 2020

 

 

 

Como estamos em plena pandemia da Covid-19 e ainda não temos acesso à vacina contra o coronavírus, eventos presenciais estão proibidos. Por isso que acontece de 09 a 16 de dezembro mais uma mostra cinematográfica online, totalmente gratuita. Trata-se do 15º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, que reúne 36 filmes, a maioria deles inéditos no Brasil, de 15 países.

Na seção Contemporâneos serão exibidos 21 filmes, sendo cinco brasileiros com pré-estreia mundial. Destaque ainda para a seção Contemporâneos Foco América Central, com produções da Costa Rica, Cuba, El Salvador e Honduras. Haverá ainda a seção Homenagem BrLab 10 anos, com longas-metragens que estiveram em diferentes edições desse laboratório de desenvolvimento de projetos. Além do acesso gratuito à programação pelo site oficial do festival, os filmes ficam disponíveis até atingirem o número de visualizações estipulados pelos produtores e distribuidores nas plataformas Looke Play, Sesc Digital e Spcine Play.

 

 

 

Domicilio incerto, de Davi Mello e Deborah Perrotta.

 

Com  direção assinada por João Batista de Andrade, Francisco Cesar Filho e Jurandir Müller, o Festival, na tradicional seção Contemporâneos, irá exibir 21 títulos (19 inéditos no país), sendo que cinco brasileiros terão pré-estreia mundial no festival: Filmefilia – um fax para Godard, que reúne vídeos publicados numa página do Instagram, Ozu Piroclástico, uma obra que dialoga com o cinema marginal brasileiro e um de seus ícones, Ozualdo Candeias, Rompecabezas, de Dellani Lima, Um dia qualquer, de Pedro von Krüger com Augusto Madeira, Mariana Nunes e Vinícius de Oliveira e Domicílio incerto, de Davi Mello e Deborah Perrotta.

 

 

 

Batalha, dirigido por Cristiano Burlan

 

Destaque ainda da seção Contemporâneos para outras produções nacionais, como Filho de boi, de Haroldo Borges, trama que se passa no sertão da Bahia, Música para ninar dinossauros, do ator e diretor teatral paulista Mário Bortolotto, que traz o convívio de três amigos cinquentões incapazes de ter relações convencionais com as mulheres, Zona árida/PR, de Fernanda Pessoa, que mostra a experiência da diretora como aluna nos EUA e Batalha/SP, do diretor Cristiano Burlan, que documenta as batalhas de rimas na zona leste da cidade de São Paulo.

 

 

 

 

 

Os Segredos do armário, do argentino Nicolás Teté

Internacionais

Ainda na seção Contemporâneos, serão exibidas dez produções internacionais inéditas no Brasil. Da Argentina, destaque para Os segredos do armário, de Nicolás Teté, que trata dos segredos familiares e os vínculos do protagonista com seus pais e Os errantes, longa de estreia de Irene Franco, focaliza um casal que trabalha numa plantação de erva mate na fronteira da Argentina com o Brasil. Há ainda filmes do Chile (Harley Quenn), da Colômbia (Relatos de reconciliação), do Equador (Killa), do México (Desenhos contra as armas) e do Peru (A migração).

 

 

 

 

Apego/Costa Rica, de de Patricia Velásquez

América Central

Na edição deste ano há um destaque para a produção cinematográfica da América Central. Serão exibidos filmes, todos inéditos no país, da Costa Rica, Cuba, El Salvador e Honduras. Destaque para A Condessa/Honduras, de Mario Ramos, que acompanha dois irmãos que passam um final de semana com as namoradas na antiga casa dos avós, Agosto/Cuba, de Armando Capó, focaliza o drama de barqueiros cubanos que tentam chegar ilegalmente aos EUA, Rio sujo/Costa Rica, de Gustavo Fallas, em que um eremita procura uma vaca que sumiu da sua pequena fazenda e Apego/Costa Rica, de Patricia Velásquez, que mostra a relação de uma arquiteta, filha de exilados chilenos, com sua filha, sua mãe e um antigo namorado.

 

 

 

 

O lobo atrás da porta/BR, 2012, de Fernando Coimbra

BrLab
Para comemorar os 10 anos do BrLab, um dos mais importantes laboratórios de desenvolvimento de projetos audiovisuais da América Latina, o festival programou a exibição de dez longas-metragens, brasileiros e estrangeiros, cujos projetos participaram da iniciativa. Dentre eles Caminho de campanha/Argentina, 2014, sobre um homem que volta à cidade natal para acompanhar o processo no qual será julgado pelo assassinato dos pais, A dança da gazela/Costa Rica, 2018, de Iván Porras Melendez, sobre um senhor de 72 anos cujo sonho era ganhar um troféu de futebol e os brasileiros A cidade dos Piratas/ BR, 2018, de Otto Guerra, inspirado nos quadrinhos de Laerte e O lobo atrás da porta/BR, 2012, de Fernando Coimbra, com Leandra Leal, Milhem Cortaz, Fabíula Nascimento e Juliano Cazarré, cujo enredo retrata uma história de amor passional, recheada de obsessão e mentiras.

A mostra trará ainda uma série de encontros e debates realizados de forma virtual. Para seguir toda a programação, acesse o site do festival.

 

 

Roteiro:
15º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo
. Mostra online reúne 36 filmes de 15 países. Direção: João Batista de Andrade, Francisco Cesar Filho e Jurandir Müller. Horários: de 9 a 16 de dezembro pelo site oficial: festlatinosp.com.br

 

 

 

Fotos: divulgação

Favo do Mellone
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Uba

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: