Categoria: Resenha

A mulher e a Corça (Diana) de Vicente do Rêgo Monteiro

 

 

 

Desde a última sexta-feira o Museu do Estado de Pernambuco (MEPE) abriga a exposição Semprenunca fomos modernos, com 109 obras, distribuídas em nove núcleos, que retratam o pioneirismo do modernismo no Brasil e a contribuição pernambucana para o movimento.

 

 

Estão expostas obras produzidas desde a década de 1920 até os dias de hoje, por artistas como os irmãos Fédora, Joaquim e Vicente do Rêgo Monteiro, Cícero Dias, Lula Cardoso Ayres, Aberlardo da Hora, Francisco Brennand, José Cláudio até os contemporâneos como Clara Moreira, Fefa Lins, Juliana Lapa, Max Mota e Diogum. A mostra é uma realização da Cepe (Companhia Editora de Pernambuco), com curadoria de Rinaldo Carvalho, diretor do MEPE, do jornalista e antropólogo Bruno Albertim, da historiadora Maria Eduarda Marques e da especialista em Artes Visuais Maria do Carmo Nino.

 

 

 

 

Com roteiro de Laura Castro baseado em sua peça, filme mostra as contradições de Vera, vivida por Marieta Severo, sobrevivente de tortura da ditadura, que não aceita a relação de sua filha lésbica

Premiada escritora paulista, residente em João Pessoa/PB, lançou pela Lamparina esta novela em que os adolescentes Paulo e Iara buscam pelo avô dela que desapareceu. Este encontro muda o destino deles

Grupo estreia a coreografia no Teatro Hermilo Borba, nas próximas quinta e sexta, com duas sessões por dia (16h e 20h). Com dramaturgia de Liana Gesteira, espetáculo acessível traz 8 artistas em cena

O ator, diretor, cantor e compositor chileno é o foco do livro de Joan Jara, que resgata a trajetória de vida de seu marido, tendo como pano de fundo a história do Chile nas décadas de 1960 e 1970

O festival acontece de 28/07 a 3/08, no ETC/Moviemax, no bairro dos Aflitos, e em 18 grandes cidades do país, com uma seleção dos melhores filmes contemporâneos da Itália. Todos inéditos no Brasil

Com a peça inspirada na obra da escritora Clarice Lispector e músicas interpretadas por Elis Regina, a atriz participará do Festival de Inverno de Garanhuns e fará uma sessão no Teatro de Santa Isabel

Autor de curtas-metragens, série e documentários, diretor faz sua estreia na ficção. Trama de suspense mostra um escritor em crise que se isola numa vila e começa a ter idéias, mas de forma inusitada

O Teatro do Parque recebe amanhã, sexta, dia 08/07, o Projeto Seis e Meia. A abertura será com o pernambucano Ivo Thavora. Depois Tulipa Ruiz e seu irmão Gustavo Ruiz, com o show Tulipa Noire

Sempre a proclamar a liberdade. Em 1978, na ditadura, Chico profetizava que ‘amanhã há de ser outro dia’; em 1980 já falava sobre a evolução da liberdade. E hoje diz que em desconjurar a ignorância

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: