Cicatriz: novo espetáculo de dança do Coletivo Lugar Comum, 4 sessões

De em agosto 1, 2022

Elenco: Maria Agrelli, Paloma Granjeiro, Priscilla Figueiroa, Silvia Góes, Vi Laraia, Conrado Falbo, Cyro Morais e Luciana Raposo

 

 

A nova montagem do grupo de dança Coletivo Lugar Comum, Cicatriz, é fruto de grande pesquisa, tendo concepção dramatúrgica concebida de forma integrada com acessibilidade: a proposta é provocar, despertar e estimular todos os sentidos de quem faz e de quem assiste ao espetáculo.

 

Com dramaturgia de Liana Gesteira e tendo no palco oito artistas/criadores, o espetáculo estreia nesta semana no Teatro Hermilo Borba, quinta e sexta, com duas sessões por dia, às 16h e às 20h; na sexta, na primeira sessão, haverá interpretação em libras do espetáculo. Ingressos à venda na plataforma Sympla (link dbio@lugarcomumcoletivo).

 

 

Com consultoria de Joselma Soares, espetáculo é fruto de pesquisa

 

 

 

Depois da interrupção das apresentações presenciais em razão da pandemia, o grupo Coletivo Lugar Comum volta a se encontrar com o público e os fãs na estreia deste novo trabalho. Segundo os artistas/criadores, as cenas foram montadas com o desejo de contemplar públicos com diferentes necessidades de acessibilidade. Assim, o elenco, responsável pela criação das coreografias, traz para a cena múltiplas maneiras de utilizar palavras, sons e espacialidades, contemplando todos os sentidos e não somente a visão.

 

 

“O trabalho estreia estando em processo de criação, o público irá trazer suas contribuições. Cicatriz é ressurgimento, é transformação, é uma coisa em movimento dentro de nós. Esse processo às vezes envolve riso, às vezes envolve dor, brincadeiras e até dor. Cabe tudo”, esclarece Conrado Falbo, bailarino e responsável pela trilha sonora.

 

 

 

 

 

 

Para poder criar um espetáculo de dança com acessibilidade, o grupo contou com a consultoria de Joselma Soares (a Jô), bailarina cega, de Natal/RN, que transformou a linguagem descritiva das cenas e dos movimentos em uma linguagem mais artística e menos técnica:

 

 

 

“O desafio foi se colocar no plano de quem não é vidente. Fazer com que a pessoa exercite isso sem necessariamente o contato físico, caminhando para uma provocação para que o público experimente o dançar com os sentidos. Quem precisa da acessibilidade sente a dança a partir da percepção e cria uma dança na imaginação”, explica a artista/criadora Paloma Granjeiro.

 

 

O espetáculo estreia nesta quinta-feira, com apenas quatro apresentações. Prestigiem!
Roteiro:
Cicatriz
, espetáculo de dança. Dramaturgia: Liana Gesteira e elenco. Artistas-criadoras/es: Maria Agrelli, Paloma Granjeiro, Priscilla Figueiroa, Silvia Góes, Vi Laraia, Conrado Falbo, Cyro Morais e Luciana Raposo. Figurino: Maria Agrelli. Trilha sonora original: Conrado Falbo. Fotos: Tuca Soares. Produção geral: Lorena Cronemberger. Produção executiva: Liana Gesteira. Realização: Coletivo Lugar Comum.

Serviço:
Teatro Hermilo Borba Filho (150 lugares), Cais do Apolo, 142, tel 3355-3321. Horários: dias 4 e 5 de agosto, com 2 sessões – às 16h e às 20h. Ingressos: R$ 30 e R$ 15. Vendas: Sympla (link dbio@lugarcomumcoletivo)

 


Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: