Morre o diretor Del Rangel

De em julho 17, 2020

 

Del Rangel passou por quase todas as emissoras de TV

O diretor de TV e cinema Del Rangel (Antonio Rangel Pereira) sofreu um infarto fulminante na última madrugada e nos deixou, nesta sexta, dia 17 de julho. Aos 64 anos, Del Rangel passou por diversas emissoras de TV, como Globo, SBT, Band, Record e Cultura.

 

Desde 2019 Del era a diretor de programação da TV Cultura

 

 

Tive a honra de trabalhar com ele em três oportunidades: a primeira no SBT, quando Del e o saudoso Henrique Martins dividiam a direção das novelas do Núcleo de Teledramaturgia, dirigido por Nilton Travesso. Depois, acompanhei o grupo formado por Travesso quando da criação do núcleo de novelas na Band. Nestas duas oportunidades, na década de 1990, trabalhei na assessoria de imprensa. A terceira vez que pude trabalhar com Del Rangel foi divulgando seu primeiro longa-metragem, Contos de Lygia e Morte, em que ele foi o responsável pelo roteiro e direção. A trama, baseada em contos da escritora Lygia Fagundes Telles, contava no elenco com Gianfrancesco Guarnieri, Nathalia Timberg, Tarcisio Filho, Viviane Pasmanter, Celso Frateschi e Luiz Guilherme.

 

 

Além de sensível e amável, Del Rangel era muito criativo e talentoso. Seu método de trabalho foi marcado por respeito a toda equipe e extremo profissionalismo.
Neste 2020 tão triste e difícil, a apurada sensibilidade artística de Del Rangel irá fazer muita falta! Del, querido, muita luz!

Marcos Zaccharias Publicitário
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro

4 Comentários

Nanete Neves

julho 18, 2020 @ 09:20

Resposta

E o céu vai ficando com o time cada vez mais completo. Del vai deixar saudades.
Meus sentimentos, Mauricio.

Maurício Mellone

julho 18, 2020 @ 12:50

Resposta

Nanete, querida:
Sim, o Del fará muita falta (nos deixou tão cedo!)
Adorei sua última crônica, parabéns!
E obrigado por sua constante presença aqui
bjs

Pedro G. Cordeiro

julho 17, 2020 @ 18:55

Resposta

Um grande profissional brasileiro!!! Uma pena sua partida… Parabéns pelo texto /homenagem a ele, Maurício Mellone!!! Bjs!

Maurício Mellone

julho 17, 2020 @ 19:04

Resposta

Pedro,
lembrei de vc ao fazer a nota sobre a morte do Del;
ele era extremamente amável! Guardo só ótimas lembranças
do profissional sensível e talentoso q ele era!
bjs, querido!

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: