Vidas Passadas: filme sul coreano sobre uma peculiar história de amor

De em janeiro 29, 2024

Teo Yoo interpreta Hae Sung e Greta Lee dá vida à Nora: trama narra 24 anos na vida deles

 

 

Indicado a melhor filme e melhor roteiro original ao Oscar 2024 — cerimônia acontece dia 10 março —, Vidas Passadas, da diretora sul-coreana Celine Song, conta de maneira sensível os encontros e desencontros entre um casal de amigos, Nora e Hae Sung, interpretados por Greta Lee e Teo Yoo. O filme acaba de estrear em diversas cidades do país, inclusive no Recife (ETC e Cinema da Fundação).

 

 

Na infância, vivida na Coreia do Sul, eles eram inseparáveis e faziam juras de amor, mas Nora e sua família resolvem se mudar para a América (primeiramente para o Canadá e depois para os Estados Unidos). Somente depois de 12 anos Hae consegue descobrir o paradeiro da amiga por meio das redes sociais e eles retomam o contato. Mas suas vidas já tinham tomado outros rumos e eles resolvem parar de se falar. Mais 12 anos se passam e finalmente eles se reencontram em Nova York para um encontro definitivo.

 

 

 

 

 

 

Na infância eles eram inseparáveis

 

O que mais chama a atenção no filme é a forma original de narrar uma história de amor. A cena inicial é como um prólogo: três pessoas conversam num balcão de bar (um casal de origem asiática e um norte-americano) e em off há comentários sobre quem são aquelas pessoas. Corte e a cena seguinte se passa na Coreia do Sul há 24 anos, quando Na Young e Hae Sung eram muito próximos e confidentes. No entanto a família de Na Young (ela resolve adotar um nome ocidental, Nora) muda-se para a América e as crianças são separadas pelo destino.

 

 

 

 

 

 

Destino que em coreano é In-Yun e tem um significado mais profundo, ou seja, as várias possibilidades de encontros das pessoas, nesta e em outras vidas. E é exatamente o In-Yun que rege a vida dos personagens: o garoto agora já tendo passado pelo exército quer rever a amiga e consegue por meio da página do Facebook do pai dela deixar uma mensagem. Nora fica contente em ter notícias de Hae e eles iniciam uma intensa conversação virtual. Eles percebem, no entanto, a dura realidade: mesmo reatando os laços de amizade, vivem momentos díspares. Ele quer ir para a China aprender mandarim e ela deseja se aperfeiçoar nos estudos como escritora. A separação é decidida por ambos.

 

 

 

 

Adultos eles se reencontram em Nova York

Mais 12 anos se passam na vida deles e Hae viaja de férias a Nova York e quer rever Nora, que agora está casada com Arthur, interpretado por John Magaro. O destino de novo em ação: finalmente eles se reencontram e ela mostra a cidade ao velho amigo. De maneira sutil e delicada, a diretora e roteirista cria situações em que os personagens aos poucos expressam seus reais sentimentos. A cena inicial do balcão do bar se repete, agora com os espectadores compreendendo toda a situação. O momento em que os dois homens ficam sozinhos no bar (Hae sabe pouco de inglês e Arthur conhece apenas umas palavras em coreano) é significativa. A discussão sobre o amor e as diversas maneiras de encontros entre as pessoas (nesta existência e em outras vidas) é emocionante. A reação de Nora ao final surpreende!

 

 

 

 

 

Nora, Arthur (John Magaro) e Hae: qual a relação entre eles?

 

Além de uma direção sensível  e de um roteiro que propõe discussões profundas sobre a vida e o amor, o filme se destaca pela brilhante interpretação de Greta Lee e Teo Yoo, pela linda fotografia e por uma trilha sonora envolvente. Imperdível; assista, se puder, antes da cerimônia do Oscar e faça suas apostas.

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: divulgação


2 Comentários

Dinah Sales de Oliveira

janeiro 30, 2024 @ 11:50

Resposta

Maurício,
Como te disse, depois que vi o trailer, fiquei com vontade de ver esse filme.
Estou colocando o cinema em dia, esse está nas próximas paradas.
Gostei da resenha!

Bjs,
Dinah

Maurício Mellone

janeiro 30, 2024 @ 15:06

Resposta

Dinah:
Tenho certeza q vc irá amar o filme da
Celine Song, q tem uma forma bem interessante
de contar uma história de amor.
beijos

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: