CD: Ná e Zé, foto 1

NÁ e ZÉ: álbum registra a parceria de Ná Ozzetti e Zé Miguel Wisnik

De em maio 28, 2015

CD: Ná e Zé, foto 1

Ná Ozzetti e Zé Miguel Wisnik lançam o álbum que comemora 30 anos de amizade

Com show de lançamento ocorrido no SESC Vila Mariana na semana passada, o CD NÁ e ZÉ acaba de chegar às lojas (a versão digital esta disponível para download no site www.naeze.com.br e no iTunes). Este trabalho registra a parceria de 30 anos entre o músico e compositor Zé Miguel Wisnik e a cantora Ná Ozzetti. Luiz Tatit, outro artista de forte ligação com a dupla, é categórico ao fazer a apresentação do disco:

 

 

“Wisnik com seu poder melódico acha sempre a curva ideal para dizer palavras e frases acostumadas com a introspecção. Há um fio melódico condutor de doce tristeza de faixa para faixa que precisa de um canto sóbrio que se sirva dessa dor sem cair em pura melancolia. É o que faz Ná Ozzetti, com sua assinatura vocal inconfundível. Dá para entender por que tantas canções significativas não encontraram espaço em discos anteriores. Zé esperava Ná para a gravação definitiva de suas, agora, novas pérolas”.

 

CD: Ná e Zé, foto 2

Com 14 faixas, disco é produzido por Marcio Arantes

O álbum produzido por Marcio Arantes e lançado pela Circus Produções traz 14 faixas, sendo oito inéditas pois não tinham sido gravadas até então. São canções compostas de 1978 a 2014 por Zé Miguel com diversos parceiros. Em Subir mais o parceiro é Paulo Leminski (no disco está ao lado de Gardênias e hortênsias, também do saudoso poeta). Paulo Neves é outro parceiro presente em três faixas: Alegre cigarra de 1979 que Ná já tinha apresentado em shows, mas não havia registro, Som e fúria e A noite, de 1981, também inédita.
Outra faceta de Wisnik é fazer músicas para poemas de autores clássicos, como a belíssima canção Sim, sei bem, sobre Ode de Fernando Pessoa/Ricardo Reis e Noturno do mangue, que ele criou para a peça Mistérios gozozos de Oswald de Andrade, encenada pelo grupo Oficina de Zé Celso Martinez Correa. A poeta Alice Ruiz é outra grande parceira de Wisnik e no CD aparece com Sinal de batom, já apresentada por Ná em shows, mas nunca gravada.
Ná Ozzetti, com sua voz límpida e sensível, é acompanhada por Wisnik (voz e piano), Swami Jr (violão), Marcio Arantes (guitarra) e pelos bateristas Sérgio Reze e Guilherme Kastrup; há também as participações de Arnaldo Antunes (voz) e Letieres Leite (arranjo e arregimentação de sopros) em Noturno do mangue, Marcelo Jeneci em Orfeu, Gui Amabis em Sinais de haikais e Tiago Costa (arranjo de sopros e cordas) em Sim, sei bem.
O show, muito bem produzido e de um cuidado extremo, começa agora uma temporada pelo país; Belo Horizonte/MG é a primeira capital a receber Ná e Zé, dia 28 de junho. Rio e Porto Alegre também estão na agenda, sem datas definidas. Como aperitivo, fique com Tudo vezes dois, que Wisnik compôs para Ná e Suzana Salles que aniversariam no mesmo dia e é uma síntese deste feliz encontro entre Ozzetti e Miguel Wisnik.

 

 

 

Fotos: Luiz Romero

Ficha técnica:

Título: NÁ e ZÉ, Ná Ozzetti e José Miguel Wisnik
Gravadora: CIRCUS produções
Formato: CD, 14 faixas
Preço: 32,90

Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
26º Festival Mix Brasil da Cultura da Diversidade

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: