Peça: Com amor, Brigitte: foto 1

Com amor, Brigitte: falta de privacidade em peça sobre atriz francesa

De em março 7, 2016

Peça: Com amor, Brigitte: foto 1

Bruna Thedy encarna Brigitte Bardot, ícone da beleza e da sensualidade nos anos 1960

Tendo como mote um fato real ocorrido na década de 1960 quando a atriz francesa Brigitte Bardot visitou o Brasil e precisou se refugiar num apartamento de um amigo para se livrar do assédio da imprensa e da legião de fãs, o dramaturgo Franz Keppler criou a peça Com amor, Brigitte, em cartaz no pequeno auditório do MASP, com a intenção de discutir a linha tênue que separa a liberdade de expressão do direito à privacidade, tema tão em voga atualmente.
Com direção de Fabio Ock, Bruna Thedy interpreta a atriz francesa, que com a ajuda do camareiro do hotel, vivido por André Corrêa, foge para o apartamento dele para poder se livrar de fotógrafos, repórteres e dos fãs ensandecidos que queriam chegar perto dela. Além do isolamento, Brigitte queria um pouco de paz antes de chegar a Búzios — a passagem da atriz pelo balneário fluminense ficou eternizada com a escultura da artista plástica Christina Motta, que traz a atriz olhando para o mar.

Peça: Com amor, Brigitte, foto 2

Escultura da artista plástica Christina Motta

O público, sem saber, entra no clima da peça, no saguão do teatro: câmeras registram desde a chegada dos espectadores até que todos se acomodem em suas poltronas. E os atores já estão em cena, com telões mostrando toda esta movimentação. Em sintonia entre o telão e as ações no palco, a trama tem início e o público passa a saber tudo o que aconteceu com a atriz francesa ao desembarcar no Brasil, numa época em ela era o símbolo máximo da beleza e da sensualidade. No entanto, a biografia da atriz e os fatos ocorridos na época são recursos da encenação para que a discussão da falta de privacidade venha à tona.

Considero as câmeras de segurança uma das ferramentas mais representativas quando falamos em invasão de privacidade, são instrumentos que desenham o século XXI. Na peça, temos uma Brigitte brasileira, espiada por câmeras como num reality show. Queremos chegar num caleidoscópio estético para contar essa história”, revela o diretor Fabio Ock.

 

Peça: Com amor, Brigitte, foto 3

Bruna divide o palco com André Corrêa

A trama também questiona a aura que se cria sobre os artistas e o distanciamento que muitos criam entre a celebridade e o cidadão comum: isto fica evidente na cena em que o camareiro coloca a atriz na parede, dizendo que ela só fala dela e nem ao menos sabe como ele se chama.

O grande destaque de Com amor, Brigitte, sem dúvida, é para a encenação proposta pelo diretor, que une teatro, dança, música e vídeo. O espaço do auditório é pequeno e as câmeras (uso de grua inclusive), os dois telões e a movimentação dos atores fazem com que o espectador se sinta parte do espetáculo, dentro de um reality. Senti, entretanto, certa dificuldade em enxergar algumas cenas em que os atores ficam na extremidade do cenário. O figurino de época, assinado por Zé Henrique de Paula, também merece ser ressaltado, assim como a perfeita sintonia da performance dos atores no palco e as cenas dos vídeos.

Fotos: Jefferson Pancieri


2 Comentários

Ed Paiva

março 7, 2016 @ 13:00

Resposta

Suas resenhas são ótimas, Maurício. Assisti a montagem e foi um milagre de criatividade a adaptação do espaço para a peça. A utilização de recursos audiovisuais foi perfeita! Trouxe dinamismo e profundidade ao espaço exíguo do teatro. Fiquei impressionado com a qualidade das projeções e a sincronicidade delas com a interpretação dos atores.
Abraços e vamos aguardar por novas resenhas!

Maurício Mellone

março 8, 2016 @ 10:36

Resposta

Ed,
Vc já tinha me dito q havia assistido à leitura dramática
da peça do Franz Keppler.
Realmente naquela sala pequena, o Fabio Ock fez milagres
e a encenação é o grande destaque da montagem de “Com amor, Brigitte”.
Obrigado por sua constante participação aqui no Favo
abrs

Deixe comentário

Deixe uma sugestão





Deixe uma sugestão

Indique um evento





Indique um evento