Filme: Vermelho Russo, foto 1

Vermelho Russo: filme revive curso de 2 atrizes brasileiras em Moscou

De em maio 3, 2017

Filme: Vermelho Russo, foto 1

Martha Novill e Maria Manoella fizeram um curso de interpretação na Rússia, reproduzido no filme de Charly Braun

As atrizes Martha Novill e Maria Manoella participaram em 2008 de um curso de interpretação sobre o famoso método do teatrólogo russo Konstantin Stanislávski. Foram 40 dias de aulas, registrados no diário de Martha, que depois publicou um artigo na revista piauí. O diretor Charly Braun gostou do que leu e propôs para a atriz um documentário. Vermelho Russo é o resultado desta proposta, um longa-metragem em que ficção e realidade se misturam: Marta e Manu (interpretadas pelas próprias atrizes) chegam a Moscou para o curso e se hospedam num retiro de artistas. Elas vão do deslumbramento com as novidades e as diferenças culturais para a dificuldade do curso de interpretação, o distanciamento de suas carreiras no Brasil e o atrito que a convivência diária provoca.

Filme: Vermelho Russo, foto 2

As personagens Manu e Marta vivem drama durante as aulas

No roteiro, assinado pelo diretor e por Martha Novill, as atrizes desembarcam em Moscou e têm um breve período como verdadeiras turistas: frequentam e fotografam os lugares famosos, como a Praça Vermelha, andam de metrô e se divertem com as diferenças culturais, principalmente com o idioma local. No curso, também tudo é divertido e ameno no início, com as apresentações e as primeiras cenas propostas pelo diretor russo.
Entretanto, nem tudo são rosas. Elas começam a ser questionadas durante as aulas e descobrem como o método é exaustivo e complexo. Outro complicador é o clima gelado da cidade, além do distanciamento do Brasil e de suas realidades (Manu, por exemplo, sente o namorado Nando, vivido por Fernando Alves Pinto, cada vez mais desinteressado pela experiência dela). No entanto o que realmente abala a estrutura das duas amigas é o encontro que tiveram com Michel (Michel Melamed), um diretor brasileiro que está montando uma peça por lá. Numa festa, Michel beija primeiramente Marta, mas depois fica com Manu. Ciúme, rivalidade e desavenças passam a nortear a vida de ambas, interferindo inclusive no desempenho delas no curso.
Esta briga entre as personagens é um dos pontos fortes da trama: além de revelar a dificuldade que o convívio diário e constante provoca entre as pessoas, as personagens da peça que Marta e Manu interpretavam no curso também estavam brigadas. O roteiro propõe um entrelaçamento entre o que as atrizes viviam fora de cena com o drama das personagens da peça encenada no curso.

Filme: Vermelho Russo, foto 3

Cartaz do filme, que mescla ficção e realidade

 

 

 

Mais do que um filme sobre a aventura de duas atrizes brasileiras que viajam a Moscou para frequentar um curso de interpretação, Vermelho Russo discute a amizade e os laços firmados entre duas atrizes que se conhecem há tempos. E mesmo para quem não é muito familiarizado com o meio teatral, o filme revela muito sobre a arte de interpretar e o ponto de vista de Stanislávski sobre a arte e a vida.

 

 

 

 

 

Fotos: divulgação 

26º Festival Mix Brasil da Cultura da Diversidade
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro

Deixe comentário

Deixe uma sugestão




Deixe uma sugestão

Indique um evento




Indique um evento