Festival Internacional do Documentário Musical: mais de 60 filmes

De em setembro 7, 2020

Curtas e longas-metragens brasileiros e estrangeiros. Acesso pela plataforma in-edit-brasil.com

Em função da pandemia da Covid-19, mais um festival de cinema acontece na cidade em versão on line. De 9 a 20 de setembro São Paulo abriga o 12° In-Edit Brasil – Festival Internacional do Documentário Musical, que irá apresentar mais de 60 filmes, entre curtas e longas-metragens, brasileiros e estrangeiros, todos inéditos no circuito comercial.

 

Da programação brasileira, destaques para filmes que retratam nomes como Dorival Caymmi, o instrumentista Garoto, a cantora e compositora baiana Pitty e a Estação Primeira de Mangueira, tradicional escola de samba carioca. Da programação internacional, serão 22 filmes inéditos, dentre eles The Quiet One, com Bill Wyman, baixista original dos Rolling Stones, Aznavour by Charles, de Marc di Domenico. Destaque ainda para Mostra Portugal, com uma seleção de documentários musicais recentes e a estreia de Variações, de João Maria, sobre  a história de Antônio Variações.

 

Alcione fala sobre o projeto Mangueira do Amanhã

 

 

Por ser em versão digital, o festival neste ano pela primeira vez poderá ser acessado em todo o Brasil, pela plataforma in-edit-brasil.com e também pelas plataformas parceiras (Sesc Digital e Spcine Play). Com ingressos gratuitos e a R$3,00, a receita arrecadada será destinada aos trabalhadores da música e do cinema afetados pela pandemia.

 

 

 

 

 

 

Garoto vivo sonhando, de Rafael Veríssimo

 

No Panorama Brasileiro, o festival traz documentários que retratam a carreira de importantes nomes do cenário musical, como o mestre Dorival Caymmi, o compositor e produtor musical Elton Medeiros, o instrumentista Garoto, a cantora e compositora Pitty, o pianista Dom Salvador e um perfil do projeto Mangueira do Amanhã, da Estação Primeira de Mangueira.

 

 

 

 

 

Quando elas cantam, curta de Maria Fanchin

 

Dos curtas-metragens brasileiros, destaque para o documentário de Maria Fanchin, Quando elas cantam, sobre a gravação de uma aula na igreja da Penitenciária Feminina de São Paulo, em que as detentas mostram seus dotes artísticos e criam um ambiente de grande emoção.

 

 

 

 

 

 

Chico Buarque participa de Porfírio do Amaral- a verdade sobre o samba

 

Da mostra competitiva brasileira, destaque ainda para três documentários: Dom Salvador & The Abolition, de Artur Ratton e Lilka Hara, sobre o cultuado pianista Dom Salvador, Dorivando Saravá, o preto que virou mar, de Henrique Dantas, sobre  vida e a obra de Dorival Caymmi analisadas a partir de sua negritude e Porfírio do Amaral: a verdade sobre o samba, de Caio Rubens.

 

 

 

 

 

 

Variações, de João Maria na Mostra Portugal

 

Dos filmes internacionais, o grande destaque fica para a Mostra Portugal, com seis longas-metragens produzidos recentemente; o destaque fica para a estreia de Variações, de João Maria, que conta a história de Antônio Variações, uma artista controverso e pioneiro, considerado um dos mais aclamados cantautores portugueses (neologismo que une os termos autor e cantor).

 

 

Além dos filmes, o festival também promove uma masterclass com o cultuado diretor inglês Julien Temple, mediada pelo jornalista André Barcinski e uma série de shows especiais com Autoramas, Felipe Cordeiro e Flicts, realizados no Espaço Som (SP), sem plateia, com transmissão ao vivo e gratuita em todo o Brasil. Mais informações, acesse o site da mostra.

 

 

 

 

 

 

Serviço:
12° In-Edit Brasil – Festival Internacional do Documentário Musical. De 9 a 20 de setembro. Mais de 60 filmes nacionais e internacionais acesso pela plataforma in-edit-brasil.com.

 

 

 

 

Fotos: divulgação

https://www.mixbrasil.org.br/
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Favo do Mellone

2 Comentários

Dinah Sales de Oliveira

setembro 7, 2020 @ 16:02

Resposta

Puxa, Maurício, que bacana!
Vou ver se acompanho esse também, como fiz como o Panorama digital do cinema suíço!
Que bom que você fez a resenha!

beijos,
Dinah

Maurício Mellone

setembro 7, 2020 @ 16:32

Resposta

Dinah,
vc está acompanhando, q ótimo!
Este festival traz curtas e longas inéditos no circuito comercial.
Vale a pena tb!
Bjs e obrigado por sua presença constante por aqui!

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: