O rio do desejo: filme inspirado em conto do escritor Milton Hatoum

De em abril 4, 2023

 

Daniel de Oliveira e Sophie Charlotte vivem Dalberto e Anaíra no filme de Sérgio Machado

 

 


Drama de três irmãos que se apaixonam pela mesma mulher. Este o mote central de O rio do desejo, filme do diretor Sérgio Machado, que está em cartaz no Cinema da Fundação/Derby.

 

 

Inspirado no conto O adeus do comandante do escritor Milton Hatoum, o filme se passa na Amazônia, num vilarejo às margens do rio Negro, e mostra o cotidiano de três irmãos, Dalberto, policial vivido por Daniel de Oliveira, Dalmo, fotógrafo e que cuida do comércio da família, interpretado por Rômulo Braga, e Armando, produtor musical, papel de Gabriel Leone. Tudo se modifica quando Dalberto conhece Anaíra, vivida por Sophie Charlotte, eles se casam e vão morar na casa da família. Inconscientemente a moça aflora o desejo nos três irmãos, o prenúncio de uma tragédia.

 

 

 

 

Dalberto (Daniel), Dalmo (Rômulo) e Armando (Gabriel): os 3 irmãos 

 

A trama começa com Dalberto fazendo uma ronda policial e se depara com um cenário violento: duas mulheres (mãe e filha), para sobreviver, agridem o abusador (não fica claro se houve um homicídio). Dalberto apoia as duas e a filha, Anaíra, fica apaixonada por ele. Cansado da rotina pesada e agressiva da polícia e já envolvido com a moça, Dalberto abandona a corporação e dá início a nova fase de sua vida. Eles se casam e vão morar na casa, junto dos irmãos dele. Dalberto compra um barco de transporte de pessoas e com a esposa fazem a primeira grande viagem; ele é o comandante do barco e Anaíra atende os passageiros. Uma grande lua de mel!

 

 

 

 

Anaíra (Sophie) provoca o desejos dos irmãos

 

No entanto, o barco sofre uma avaria e o conserto é muito caro. Para arranjar dinheiro, Dalberto aceita fazer uma viagem transportando uma carga especial para os países da América do Sul. Por ser uma embarcação pequena, Anaíra não viaja com o marido. No início tudo corre às mil maravilhas, com a moça se inteirando dos afazeres domésticos e Dalberto dando notícias regulares. Mas há problemas para atravessar as fronteiras dos países e a viagem dura muito mais tempo do que se imaginava.

 

 

 

 

 

 

Sophie e Gabriel em cenas quentes

Durante a ausência do marido, Anaíra se interessa pela profissão de Dalmo e passa a auxiliá-lo na loja. Esta aproximação só intensifica o desejo do rapaz pela cunhada. Para aumentar a confusão, Armando também não resiste aos encantos de Anaíra, que saudosa do companheiro, cede às investidas do cunhado. Na volta de Dalberto, o cenário doméstico já está totalmente modificado e aos poucos o ex-policial descobre que foi traído. O desfecho é de grande suspense e surpreende.

 

 

 

 

 

 

Com um roteiro bem construído — assinado pelo diretor, Maria Camargo, George Walker Torres e participação de Milton Hatoum—, o que mais chama atenção no filme é a interpretação dos atores: Daniel, Rômulo e Gabriel imprimem veracidade ao drama dos irmãos apaixonados pela mesma mulher. E Sophie Charlotte compõe muito bem Anaíra, dividida entre dois amores — emocionante a cena em que ela se desespera com a mãe( Gilda Nomacce), confessando sua intimidade.
Confira, em cartaz no Cinema da Fundação, no Derby.

 

 

 

 

 

Fotos: divulgação


Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: