Favo do Mellone: balanço 2017

Favo do Mellone: balanço do ano e perspectivas para 2018

De em dezembro 21, 2017

Favo do Mellone: balanço 2017

Em função das festas de final de ano, a grande maioria das produções culturais tem um pequeno recesso nesta época. E geralmente as pessoas também fazem uma reavaliação das atividades realizadas durante o ano. Apesar das dificuldades por que o país ainda passa — uma das maiores crises de sua história, do ponto de vista econômico, político e principalmente moral —, a Arte respondeu com grandes e importantes produções que contribuíram para a reflexão da nossa realidade.

Favo do Mellone: balanço 2017, foto 2

Elenco da peça Grande Sertão: Veredas, montagem de Bia Lessa

Dos segmentos que o Favo do Mellone joga sua luz, gostaria de salientar algumas produções de extrema relevância. No teatro, destacaria três obras, Grande Sertão: Veredas, montagem de Bia Lessa para o clássico de João Guimarães Rosa, a releitura de Gabriel Villela de Boca de Ouro de Nelson Rodrigues e CÉUS, tragédia contemporânea do libanês Wajdi Mouawad dirigida por Aderbal Freire-Filho. No cinema outras duas produções nacionais de grande valor: O filme da minha vida dirigido por Selton Mello e Como nossos pais, escrito e dirigido por Laís Bodanzky, o grande vencedor do Festival de Gramado/17.

Favo do Mellone: balanço 2017, foto 3

Elenco do filme Como nossos pais, de Laís Bodanzky

 

Na música o grande destaque do ano foi a volta de Chico Buarque aos discos, depois de seis anos, com o belíssimo CD Caravanas. Na literatura gostaria de salientar o livro de Lázaro Ramos, Na minha pele, em que o autor discorre sobre o racismo. Na TV, uma série global me chamou muita a atenção: Sob Pressão, que escancarou a precária situação da saúde pública no Brasil. Nas artes plásticas, mais do que as exposições, o destaque ficou para os escândalos e as atitudes conservadoras de alguns setores da sociedade que tentaram censurar a arte. Absurdo total! Por isso quero salientar a beleza da mostra Futuros do Futuro de Sou Fujimoto em cartaz até fevereiro na Japan House São Paulo, novo centro de cultura da cidade.

Favo do Mellone: balanço 2017,foto 4
Inovações do blog
2017 marcou também os sete anos de existência do blog. Além do novo visual, uma criação de Gabriel Alencar, do Cabeça Digital, o Favo redimensionou as resenhas: com uma navegação mais ágil, ao clicar no post, as imagens e o texto são mais valorizados. Para ficar cada vez mais perto do internauta, que está antenado ao audiovisual, criei um canal do YouTube que está ‘linkado’ à TV MELLONE. Assim o internauta tem acesso a entrevistas exclusivas com diretores e atores, além de vídeos com as dicas culturais do blog. O Favo do Mellone também está nas redes sociais: as resenhas são divulgadas no Facebook (perfil pessoal e na fan page), no Twitter, no G+ e no Instagram.

 

Favo do Mellone: balanço 2017, foto 5

Presença nos portais
Desde o lançamento do Favo sou colaborador do portal Aplauso Brasil, que veicula minhas resenhas de teatro. Passei também a colaborar, como colunista de cinema, para dois portais. Há dois anos participo do Campo Limpo Net e desde o último mês de setembro mantenho uma coluna de cinema no portal Jornal Extra News

Mais do que um balanço do ano — o blog trouxe uma média de 3 resenhas por semana, que versaram sobre teatro, cinema, artes plásticas, literatura, música e TV —, neste último bate papo de 2017 quero desejar BOAS FESTAS e reafirmar o meu compromisso de continuar no ano novo a trazer dicas e sugestões da rica produção cultural de São Paulo. Que 2018 seja realmente próspero a todos nós brasileiros, que estamos precisando!

 

Um abraço e um até breve! Que venha 2018 com muita alegria, cultura e entretenimento!

Favo do Mellone: balanço 2017, foto 6

 

 Fotos: divulgação


4 Comentários

Marcelo Brettas

dezembro 22, 2017 @ 01:38

Resposta

Grande Maurício, belo trabalho e que você colha bons frutos no próximo ano… Abração, meu velho!

Maurício Mellone

dezembro 22, 2017 @ 11:50

Resposta

Marcelo,
vc está de volta (ao BR e aqui no Favo!!!!)
rsrsr
Muito obrigado pelo incentivo, sempre!
Um ano próspero realmente para todos nós!
Bjs e feliz 2018!

Dinah Sales de Oliveira

dezembro 21, 2017 @ 19:18

Resposta

Maurício,
Comentei sobre o seu balanço num post (acho que da Lígia), mas não tô achando de novo…rsrs
Vida longa (e próspera) ao Favo do Mellone e um ano novo cheio de alegrias e cultura!

beijo

Maurício Mellone

dezembro 22, 2017 @ 11:52

Resposta

Dinah,
Muito obrigado por sua presença constante por aqui
e, principalmente, pelo incentivo diário ao meu trabalho!
Um ano próspero para todos nós e que a cultura esteja sempre
nos salvando da mesmice!
Bjs, meu amor eterno!

Deixe comentário

Deixe uma sugestão




Deixe uma sugestão

Indique um evento




Indique um evento