Livros: Tô levitando e Florestas Imaginárias de Marcelo Brettas, foto 1

Tô levitando e Florestas Imaginárias: lançamentos de Marcelo Brettas

De em junho 13, 2019

 

Livros: Tô levitando e Florestas Imaginárias de Marcelo Brettas, foto 1

Os dois livros lançados pela Editora Koju

 

Se apresentar ao público uma obra literária já é uma tarefa árdua, imagina duas! Pois foi isto que o jornalista e escritor Marcelo Brettas acaba de fazer. Por meio da recém-criada Editora Koju, o autor lançou Tô levitando, um depoimento minucioso e corajoso de todo o processo por que passou durante o tratamento de um câncer, e Florestas Imaginárias, que reúne 158 poesias, ilustradas por fotografias que ele mesmo produziu.

 

Com vasta carreira na imprensa — além de ter sido proprietário de uma editora, foi editor em revistas, jornais e em emissoras de TV do Brasil e da Europa —, Brettas confessa que é na ficção que se encontra pleno:

 

“Na poesia, nos romances e contos encontrei o verdadeiro sentido da escrita e o prazer de poder compreender a liberdade em sua plenitude”.

Livros: Tô levitando e Florestas Imaginárias de Marcelo Brettas, foto 2
Logo na introdução de Tô levitando o autor explica que o todo o livro foi construído em sua cabeça durante o período em que esteve na UTI, recuperando das complicações surgidas depois de uma cirurgia de câncer, como uma estratégia para se manter vivo. Depois de todo o processo de tratamento, relutou em colocar no papel, mas como que ‘mediunicamente’ redigiu tudo e ao final chegou a duvidar de que tinha passado por tudo aquilo que descreveu.

Por mais que o relato, corajoso e com uma função de catarse, contenha os mínimos detalhes sobre os procedimentos médicos pelos quais foi submetido, Marcelo envolve o leitor justamente pelo formato que optou para a construção do livro. Os capítulos — com títulos referentes a datas em relação à descoberta da doença … 72 horas antes, sol fraco /…39 anos antes, vento frontal — intercalam os momentos sobre o tratamento médico com reminiscências de sua história.

Desta forma o leitor vai montando o quebra cabeça sobre a vida do autor, com histórias de sua infância, suas viagens pelo mundo, as aventuras vividas em cima de bicicletas ou motos (suas eternas paixões), personagens que ele conheceu como repórter e fotógrafo, vivências da adolescência e de sua militância política e o fio condutor de todo o processo de recuperação da doença até o presente.

No final, Brettas confessa nunca ter sido leitor de livro de autoajuda, mas admite a força dos bons fluidos: “Tenho a certeza de que partilhar boas energias e estar sempre aberto para receber ou doar o que temos de melhor é um modelo eficiente em qualquer momento de nossas vidas. Se traz ou não a cura, pouco importa; mas com certeza nos fortalece e transforma em pessoas melhores”.

 

Imagens e poética
Se na prosa o autor relata momentos cruciais de sua existência, na poesia Marcelo revela-se por inteiro:

Livro: Tô levitando e Florestas Imaginárias de Marcelo Brettas, foto 3

 

 

 

 

 

 

 

“…é nela que me permito ser/
só/
essência/
sem ciência ou lógica..”

 

Livro: Tô levitando e Florestas Imaginárias de Marcelo Brettas, foto 4

Lopito Feijóo e Brettas

 

 

Florestas Imaginárias é composto de 158 poesias, todas ilustradas por fotos. Na apresentação, o escritor Lopito Feijóo, considerado um dos mais importantes poetas angolanos da atualidade, ressalta a ligação da poesia e da fotografia no livro: “Podemos então dizer que se trata da apresentação de duas obras em simplesmente uma. Uma da poética da palavra poética e outra poética da imagem plástica. Ambas interagem em jeito de complementariedade.”
Marcelo há tempos vem postando suas poesias na página Pó dá Azia, do Facebook. No entanto o livro amplia este espaço e revela seu rigor poético, seu ritmo e estilo próprios, muitas vezes próximo da poesia concreta, recheada de aliterações:

 

 

Livro: Tô levitando e Florestas Imaginárias de Marcelo Brettas, foto 5
farto de tudo/
da falta de sempre/
da fatura atrasada/
da fartura vazia/
cansei do fato feito/
que corrói e corrompe
tortura a mente

 

 

 

Os temas dos poemas são os mais variados. A palavra, a escrita, porém, são recorrentes e Marcelo faz referências e cita grandes poetas da literatura mundial:

 

Livro: Tô levitando e Florestas Imaginárias de Marcelo Brettas, foto 6
Eu odeio poesia/
odeio as rimas fáceis/

…Quero romances reais, estou carente de uma boa prosa/
Preciso conhecer pessoas como Fernando
Visitar os campos de Haroldo e de Augusto
…Quero enrolar a minha língua e meus sentidos
com Mallarmé, Goethe, Pound, Valery

 

 

 

 

O leitor percebe com o decorrer da leitura que Marcelo, por mais que diga que “deu um basta na profissão”, permanece um editor, e dos bons! As poesias estão muito bem selecionadas, uma ao lado da outra, conversam entre si, além de estarem em perfeita comunhão com as imagens. A visão política e a preocupação do autor com as questões sociais e humanísticas também estão de forma intrínseca em sua obra poética:

 

 

Livro: Tô levitando e Florestas Imaginárias de Marcelo Brettas, foto 7

 

 

… nego regras contraditórias e cegas/
rasgadas ao longo de toda história/
injustas leis dessa oligarquia podre/
que só pede escusas/
em parcas preces/
enquanto rouba e mata o povo/
sem pressa…

 

 

 

 

 

 

 

O próprio autor confessa que do amor ele pouco fala, mas pra combater esta crítica ele dispara:

 

 

Livro: Tô levitando e Florestas Imaginárias de Marcelo Brettas, foto 8

…  Minha vida/
isso é fato/
é feita de carícias/
construções a dois/
alguma dose de dor/
nada a tirar ou por

…   Meu amor é mudo/
não cabe em palavras simples
  …”

 

Podia ficar aqui citando várias outras poesias, são tantas e tão belas. Mas o importante é ter acesso a todas. Para mais informações, acesse o site da editora ou ligue para 11 99652-7506.

Livro: Tô levitando e Florestas Imaginárias de Marcelo Brettas, foto 9

 

 

Ficha técnica:
Tô levitando
(172 pg) e Florestas Imaginárias (120 pg)
Autor: Marcelo Brettas
Editora: Koju (editorakoju.com.br)

 

 

 

Fotos: Marcelo Brettas/divulgação

Uba
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Uba

2 Comentários

Dinah

junho 14, 2019 @ 16:19

Resposta

Muito bacana sua resenha dupla, Maurício!
Como te disse, ainda não li os livros do Marcelo – que demorou, mas resolveu também ostentar o título de autor (que bom pra todos nós, amigos e leitores!) – e podemos trocar algumas figurinhas depois da minha leitura.

beijo

Maurício Mellone

junho 17, 2019 @ 10:24

Resposta

Dinah,
bom dia
Vamos sim trocar figurinhas sobre os livros do Marcelo.
Acho q vc vai gostar muito dos poemas dele e o de prosa
é o que ele põe pra fora todo o processo de superação
da doença gravíssima porque ele passou (câncer e as
complicações). Um desabafo de coragem!
bjs e voltemos a nos falar sobre estas obras
Mais uma vez obrigado pela presença aqui no Favo, sempre
constante!

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: