Peça: Tudo no seu tempo, foto 1

Tudo no seu tempo: texto inédito une suspense, humor e trama policial

De em janeiro 27, 2016

Peça: Tudo no seu tempo, foto 1

Joca Andreazza, Cynthia Falabella e Gustavo Trestini em enredo que brinca com a passagem de tempo

O diretor Eduardo Muniz, além de fã e discípulo de Alan Ayckbourn — fez um estágio de direção com o autor e participou de um documentário na Inglaterra sobre a vida dele — pela segunda vez está à frente de uma peça do dramaturgo britânico. Em 2013 dirigiu Afogando em terra firme e neste início de temporada acaba de estrear texto inédito no país de Ayckbourn, Tudo no seu tempo, em cartaz no Teatro Jaraguá.
Desta vez a trama é uma mistura de suspense e humor num enredo policial. Tudo se passa num quarto de hotel em que Kelly, uma garota de programa vivida por Cynthia Falabella, é contratada por Juliano (Gustavo Trestini) para atender o empresário inescrupuloso Rubens, interpretado por Joca Andreazza. Na verdade, o empresário quer que a moça o ajude e pede-lhe para guardar segredo do esconderijo de uns documentos pessoais. Ela sem saber entra numa jogada perigosa e precisa se livrar de Juliano, que tenta matá-la; ela foge pela porta da dispensa, que misteriosamente a conduz para o mesmo local, só que 20 anos no passado! Ao entrar ela dá de cara com esposa de Rubens, Wanda, papel de Fernanda Couto, que passa a ajudá-la.

Peça: Tudo no seu tempo, foto 2

Kelly (Cynthia) e Wanda (Fernanda Couto) se unem para fugir de assassinos

A chegada de Kelly, com seu figurino sexy e ousado, provoca surpresa e estranhamento em Wanda; depois de longa conversa elas percebem que vivem em períodos bem diferentes, Kelly vem de 2036 e Wanda está em 2016. Como é o mesmo quarto de hotel, a garota procura o documento escondido e elas descobrem que Rubens e Juliano já mataram a primeira esposa do empresário, Jéssica (Bete Correia), e que elas são as próximas vítimas. Resolvem então usar do mesmo artifício, a porta da dispensa: Wanda entra e assim volta no tempo e encontra Jéssica em 1996, em plena lua de mel com Rubens. Com muitas artimanhas, idas e vindas no tempo e a ajuda do segurança do hotel Haroldo (Edu Guimarães), as duas mulheres não só conseguem se livrar da morte como salvam a vida de Jéssica.

 
“A peça é uma mistura de gêneros, uma homenagem à ficção científica, com sobressaltos, risos e emoção. Diante de assassinatos e da possibilidade de mudar o desfecho da história, as mulheres ganham força e coragem e o resultado aparece de forma potente”, explica Eduardo Muniz.

 

Peça: Tudo no seu tempo, foto 3

Trama enaltece a coragem das mulheres, vividas por Fernanda, Bete Correia e Cynthia

Talvez por ter assistido a estreia, senti que o espetáculo ainda necessita de ritmo e entrosamento entre atores e equipe técnica (as mudanças de cenário para cada época são rápidas e exigem concentração total).Confesso que os efeitos especiais de luz para a passagem de tempo cansam e se tornam previsíveis. No entanto, por misturar momentos de tensão e suspense com humor, Tudo no seu tempo envolve a plateia, que se diverte.

 

 

 

Fotos: Ligia Jardim

28º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
28º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: