Freud-Einstein, Maio de 1933: peça traz encontro entre os 2 pensadores

De em fevereiro 3, 2021

Joca Andreazza e Rodrigo Matheus vivem Sigmund Freud e Albert Einstein, respectivamente

 

 

O espetáculo Freud-Einstein, Maio de 1933 é um novo formato nestes tempos de pandemia, com teatros, cinemas e casas de espetáculos fechados. A companhia Circo Mínimo iria encenar a peça do psicanalista e dramaturgo francês Allain Didier Weill, mas em razão da Covid-19 o grupo convidou a cineasta Lygia Barbosa, que filmou a montagem. A peça filmada está sendo apresentada nas unidades CEUs e, ao final, o ator Rodrigo Matheus promove um bate papo ao vivo com o público.

 

A montagem traz uma trupe circense que irá encenar a peça: num cenário que reproduz um circo decadente, o elenco — formado por Matheus como Albert Einstein, Joca Andreazza como Sigmund Freud, Karen Nashiro na pele de Ana, filha de Freud e pelo músico Leonardo Padovani — reconstitui cartas trocadas entre os grandes pensadores do século XX num encontro fictício.

 

 

Karen Nashiro como Ana Freud faz o contraponto entre os pensadores

 

O espetáculo começa com os artistas circenses voltando de uma pequena apresentação nas ruas; ao chegarem ao circo, resolvem ensaiar a peça, mas avisam que eles podem interromper o ensaio se alguém tiver dúvida. Com este recurso brechtiano, no decorrer da conversa entre os dois pensadores algumas vezes eles param e explicam algum conceito ou um fato histórico.

 

 


Freud e Einstein trocaram correspondências em 1932, período que marca o nascimento do nazismo na Alemanha, mas nunca se encontraram. Tendo como base estas cartas, a peça promove este encontro fictício, exatamente no dia 10 de maio de 1933, durante a transmissão de rádio do discurso de Joseph Goebbels, então ministro de propaganda de Adolf Hitler. Eles trocam inicialmente impressões sobre suas pesquisas, um na ciência e o outro com a psicanálise. Há concordância, mas também grandes embates, com os temas girando sobre força da gravidade, punção da morte, liberdade, filosofia, nazismo, antissemitismo e negação à ciência. Infelizmente vivemos hoje muito do que a Humanidade presenciou com o advento de políticas autoritárias e desumanas, como o nazismo e o fascismo da época de Freud e Einstein.

 

 

“Nestes dois momentos da história (período anterior à Segunda Guerra e o que vivemos hoje) há um cenário de negacionismo, polarização política e líderes políticos tiranos. Questões discutidas na peça permanecem atuais e evidenciam (de)formações sociais e encaminhamentos políticos da atualidade no mundo e no Brasil”, assegura Rodrigo Matheus.

 

 

Como os temas discutidos pelos dois eminentes pensadores são de extrema profundidade, o autor usa de quebras para procurar elucidar algumas passagens; estas interrupções são feitas pela filha de Freud, mas a montagem também utiliza da participação do músico, que pontua a discussão, e da movimentação de câmera acompanhando os atores. Estas quebras aclaram os complexos temas levantados por Einstein e Freud.

 

 

 

Atores em grande atuação

 

Mesmo tratando de assuntos densos e até de difícil compreensão ao grande público, a peça ganha importância devido à associação com a realidade em que vivemos hoje. Com cenário rico em detalhes sobre o circo, o grande destaque do espetáculo é a sintonia em cena de Joca Andreazza e Rodrigo Matheus. Com ingressos gratuitos, a temporada está no final, apenas mais três apresentações. Confira.

 

 

 

 

 

Roteiro:
Freud-Einstein, Maio de 1933
. Texto: Allain Didier Weill. Tradução: Cristiane Cardoso Lollo. Direção: Lygia Barbosa. Elenco: Karen Nashiro, Joca Andreazza, Rodrigo Matheus e Leonardo Padovani (músico). Concepção e adaptação do texto: Rodrigo Matheus. Cenografia e figurinos: Marco Lima. Iluminação: Gabriel Greghi. Trilha sonora: Leonardo Padovani. Fotografia: Paulo Barbuto. Produção: Marcela Marcucci.
Serviço:
Espetáculo gravado, após cada sessão em uma unidade CEU há um bate papo com Rodrigo Matheus. Duração: 60 min. Classificação: 14 anos. Horários:

06/02 às 10h e 14h  https://www.facebook.com/ceunavegantes.sme
11/02 às 14h e 16h https://www.facebook.com/ceuparaisopolis
12/02 às 10h e 14h https://www.facebook.com/inaciomonteiro.ceu
14/02 às 10h e 14h https://www.facebook.com/ceu.uirapuru.9
15/02 às 10h e 16h https://www.facebook.com/ceucampolimpo
16/02 às 15h e 18h https://www.facebook.com/ceusaorafael
19/02 às 10h e 16h https://www.facebook.com/ceucasablanca

Favo do Mellone
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Uba

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: