Filme: Maria do Caritó, foto 1

Maria do Caritó: filme adaptado de peça fala da mulher que quer 1 amor

De em novembro 5, 2019

Filme: Maria do Caritó, foto 1

Lília Cabral, em grande atuação, é a protagonista do filme dirigido por João Paulo Jabur

Depois do sucesso no palco, a peça de Newton Moreno, que circulou pelo país, ganhou sua versão para os cinemas. Com Lília Cabral no papel título, Maria do Caritó, direção de João Paulo Jabur, é uma fábula sobre uma mulher de 50 anos, solteira, que foi prometida  pelo pai, vivido por Sylvio Zilber, de ser entregue virgem a são Djalminha, um santo que ninguém conhece.

Cansada de ser vista como santa e intocada, Maria se rebela e faz de tudo para encontrar um grande amor. Em suas aventuras, ela se envolve com a trupe de um circo que passa pelo vilarejo onde mora e descobre todas as artimanhas que estavam por trás de seu destino. Maria finalmente rompe com tudo e parte em busca de sua felicidade. Completam o elenco Kelzy Ecard na pele de Fininha, amiga inseparável de Maria, Leopoldo Pacheco, Fernando Neves, Juliana Carneiro da Cunha, Gustavo Vaz, Fernando Sampaio e Alice Assef.


Que seria de mim/
Sem a fé em Antônio

 

 

 

O filme começa e termina com Maria Bethania cantando Santo Antônio, música de J.Velloso, numa referência direta ao santo considerado casamenteiro e que Maria tem uma ligação profunda por ele. Tanto que as cenas iniciais trazem Maria e Fininha fazendo uma das inúmeras superstições com o santo para conseguir um namorado. A trama é centrada no drama daquela mulher que, por permanecer virgem, está no caritó, aquela estante alta que guarda os objetos sem uso. A situação vivida por Maria é cômica, engraçada, mas a personagem sofre por não ter alguém que a ame e por ter de se submeter aos caprichos e imposições tanto do pai como dos poderosos, representados pelo político corrupto, o coronel interpretado por Leopoldo Pacheco, como pelo Monsenhor sem escrúpulos, papel de Fernando Neves.

Filme: Maria do Caritó, foto 2

Maria conta sempre com a ajuda de Fininha (Kelzy Ecard)

No entanto, Maria consegue, com a ajuda de Fininha, conciliar as obrigações de santinha da cidade e suas aspirações amorosas. A chegada da trupe do circo dá um alento à solteirona, que passa a acreditar nas previsões da vidente que diziam que seu amor viria de fora. Maria se encanta por Anatoli (Gustavo Vaz), o falso russo do circo, e se candidata a sua partner. O teste dela para entrar para o elenco do circo é hilário, antológico. Escolhida como a nova atração circense, Maria precisa se multiplicar para estar no picadeiro e ao mesmo tempo atender às crendices populares — ela nega ser santa, mas a população, insuflada pelo pai, pelo político e pelo religioso, tem certeza que ela faz milagres. Exatamente por precisar correr de lá pra cá é que Maria descobre as falcatruas e mentiras do pai e que está sendo iludida pelos artistas do circo.

Filme: Maria do Caritó, foto 3

Atores do circo: Fernando Sampaio, Juliana Carneiro da Cunha, Alice Assef e Gustavo Vaz

O desfecho é surpreendente: o roteiro, assinado por Newton Moreno e José Carvalho, traz Maria para os dias de hoje, mostrando uma mulher determinada, dona de si e lutando por seus direitos e desejos. Comédia leve e comovente, com brilhantes atuações, principalmente de Lília Cabral e Kelzy Ecard. Destaque ainda para as participações de Juliana Carneiro da Cunha, Leopoldo Pacheco, Fernando Neves e Sylvio Zilber.

Como aperitivo, fique com Maria Bethânia entoando Santo Antônio:

 

 

 


Fotos: divulgação

https://www.mixbrasil.org.br/
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Marcos Zaccharias Publicitário

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: