Filme: Maria do Caritó, foto 1

Maria do Caritó: filme adaptado de peça fala da mulher que quer 1 amor

De em novembro 5, 2019

Filme: Maria do Caritó, foto 1

Lília Cabral, em grande atuação, é a protagonista do filme dirigido por João Paulo Jabur

Depois do sucesso no palco, a peça de Newton Moreno, que circulou pelo país, ganhou sua versão para os cinemas. Com Lília Cabral no papel título, Maria do Caritó, direção de João Paulo Jabur, é uma fábula sobre uma mulher de 50 anos, solteira, que foi prometida  pelo pai, vivido por Sylvio Zilber, de ser entregue virgem a são Djalminha, um santo que ninguém conhece.

Cansada de ser vista como santa e intocada, Maria se rebela e faz de tudo para encontrar um grande amor. Em suas aventuras, ela se envolve com a trupe de um circo que passa pelo vilarejo onde mora e descobre todas as artimanhas que estavam por trás de seu destino. Maria finalmente rompe com tudo e parte em busca de sua felicidade. Completam o elenco Kelzy Ecard na pele de Fininha, amiga inseparável de Maria, Leopoldo Pacheco, Fernando Neves, Juliana Carneiro da Cunha, Gustavo Vaz, Fernando Sampaio e Alice Assef.


Que seria de mim/
Sem a fé em Antônio

 

 

 

O filme começa e termina com Maria Bethania cantando Santo Antônio, música de J.Velloso, numa referência direta ao santo considerado casamenteiro e que Maria tem uma ligação profunda por ele. Tanto que as cenas iniciais trazem Maria e Fininha fazendo uma das inúmeras superstições com o santo para conseguir um namorado. A trama é centrada no drama daquela mulher que, por permanecer virgem, está no caritó, aquela estante alta que guarda os objetos sem uso. A situação vivida por Maria é cômica, engraçada, mas a personagem sofre por não ter alguém que a ame e por ter de se submeter aos caprichos e imposições tanto do pai como dos poderosos, representados pelo político corrupto, o coronel interpretado por Leopoldo Pacheco, como pelo Monsenhor sem escrúpulos, papel de Fernando Neves.

Filme: Maria do Caritó, foto 2

Maria conta sempre com a ajuda de Fininha (Kelzy Ecard)

No entanto, Maria consegue, com a ajuda de Fininha, conciliar as obrigações de santinha da cidade e suas aspirações amorosas. A chegada da trupe do circo dá um alento à solteirona, que passa a acreditar nas previsões da vidente que diziam que seu amor viria de fora. Maria se encanta por Anatoli (Gustavo Vaz), o falso russo do circo, e se candidata a sua partner. O teste dela para entrar para o elenco do circo é hilário, antológico. Escolhida como a nova atração circense, Maria precisa se multiplicar para estar no picadeiro e ao mesmo tempo atender às crendices populares — ela nega ser santa, mas a população, insuflada pelo pai, pelo político e pelo religioso, tem certeza que ela faz milagres. Exatamente por precisar correr de lá pra cá é que Maria descobre as falcatruas e mentiras do pai e que está sendo iludida pelos artistas do circo.

Filme: Maria do Caritó, foto 3

Atores do circo: Fernando Sampaio, Juliana Carneiro da Cunha, Alice Assef e Gustavo Vaz

O desfecho é surpreendente: o roteiro, assinado por Newton Moreno e José Carvalho, traz Maria para os dias de hoje, mostrando uma mulher determinada, dona de si e lutando por seus direitos e desejos. Comédia leve e comovente, com brilhantes atuações, principalmente de Lília Cabral e Kelzy Ecard. Destaque ainda para as participações de Juliana Carneiro da Cunha, Leopoldo Pacheco, Fernando Neves e Sylvio Zilber.

Como aperitivo, fique com Maria Bethânia entoando Santo Antônio:

 

 

 


Fotos: divulgação

Tório 2
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: