Peça: A Plenos Pulmões, foto 1

A Plenos Pulmões: espetáculo homenageia o poeta russo Maiakóvski

De em agosto 3, 2017

Peça: A Plenos Pulmões, foto 1

Georgette Fadel e Luciano Chirolli protagonizam peça sobre a vida de Vladimir Maiakóvski

Quando se comemora 100 anos da revolução bolchevique liderada por Lenin em 1917, nada melhor do que o olhar sensível e crítico do poeta russo Vladimir Maiakóvski. O espetáculo A Plenos Pulmões, que acaba de estrear no CCBB-SP, parte da data comemorativa para homenagear Maiakóvski, fazendo um breve perfil de sua vida e sua obra.
O projeto idealizado e dirigido por Marcia Abujamra traz o ator Luciano Chirolli na pele do poeta, escritor, dramaturgo e pensador russo e Georgette Fadel, que interpreta uma leitora contemporânea, além de narrar o espetáculo e viver todas as mulheres da vida do artista. Considerado um dos maiores poetas do século XX, Maiakóvski participou ativamente da revolução russa. No entanto, com os desdobramentos do movimento e a chegada de Stalin ao poder, o poeta se desentendeu com os burocratas do partido, se desiludiu e passou a ser criticado e até perseguido. Daí talvez seu suicídio aos 36 anos.

Peça: A Plenos Pulmões, foto 2

Luciano vive o poeta e Georgette as mulheres da vida dele

“Ao Comitê Central/
do futuro/
ofuscante,/
sobre a malta/
dos vates/
velhacos e falsários,/
apresento/
em lugar/
do registro partidário/
todos os cem tomos/
dos meus livros militantes.”

A Plenos Pulmões (jan/1930) V. Maiakósvski

O espetáculo (título do poema do escritor) começa com a atriz caminhando por trás de um grande painel quadriculado, com a foto gigante de Maiakóvski. Já na frente do painel, ela mostra o último quadrado inferior à direita, que é a data de morte do poeta. Ao mencionar fatos da biografia do poeta, o ator assume as rédeas do espetáculo e passa a narrar, por meio de sua obra em prosa e versos, os principais momentos de sua vida, desde seu ingresso ao Partido Social-Democrático Operário Russo, sua militância política e literária, seus amores e a desilusão com os destinos da revolução que ele ajudara a implantar.

“É tempo de ouvir Maiakóvski. De se aproximar dele. Suas criações espelham o momento turbulento de transformações por que passava a Rússia e fala diretamente ao nosso Brasil de hoje, com suas próprias mudanças e esperanças de um futuro melhor”, argumenta Marcia Abujamra.

O que chama a atenção na montagem é o formato criado pela diretora: se num momento o poeta contracena com suas mulheres e expõe sua visão de mundo e sua filosofia, em outros a narradora pontua e analisa a trajetória deste artista, que morreu tão precocemente, mas deixou um legado tão significativo para a literatura universal. Destaque para a criativa iluminação de Wagner Freire, a cenografia de Simone Mina e o visagismo de Roger Ferrari; no entanto, a força do espetáculo se dá graças à sintonia em cena de Georgette Fadel e Luciano Chirolli.

“Nesta vida,/
morrer não é difícil,/
o difícil/
é a vida e seu ofício.”
V. Maiakósvski

Peça: A Plenos Pulmões, foto 3

Roteiro e direção de Marcia Abujamra

Roteiro:
A
Plenos Pulmões. Texto: Vladimir Maiakóvski. Roteiro e direção: Marcia Abujamra. Elenco: Luciano Chirolli e Georgette Fadel. Cenário e figurinos: Simone Mina. Iluminação: Wagner Freire. Visagismo: Roger Ferrari. Música original: André Abujamra. Sonoplastia: Aline Meyer. Fotografia: João Caldas. Produção executiva: Anayan Moretto. Coordenador administrativo-financeiro: Mauricio Inafre.
Serviço:
CCBB-SP (140 lugares), Rua Álvares Penteado, 112, tels.: 11 3113-3651/3652. Horários: sexta, sábado e segunda às 20h, e domingo às 19h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10. Duração: 80 min. Classificação: 12 anos. Temporada: até 18 de setembro. Estacionamento conveniado: Estapar, Rua Santo Amaro, 272. Serviço gratuito de van do estacionamento para o CCBB até o horário de funcionamento do prédio, com parada no trajeto da volta na Estação República do metrô.

Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro
Site Aplauso Brasil, especializado em Teatro

2 Comentários

Maritania Camargo

setembro 17, 2017 @ 13:54

Resposta

Parabéns pelo espetáculo. Fiz um pequeno texto falando do quanto me agradou a peça e a juventude Liberdade e Luta publicou. Coloco aqui o link:
http://liberdadeeluta.org/node/294

Maurício Mellone

setembro 18, 2017 @ 10:12

Resposta

Maritania,
td bem?
Que bom q vc curtiu o espetáculo
abr

Deixe comentário

Deixe uma sugestão

Deixe uma sugestão

Indique um evento

Indique um evento

Para sabermos que você não é um robô, responda a pergunta abaixo: